Que diabos é HEX?

16/12/2019 - 16:15
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
HEX é um contrato inteligente com alguns pré-requisitos bem estranhos, o que gerou críticas em todo o ecossistema cripto (Imagem: Brave New Coin)

Este mês, um novo e controverso projeto de criptoativos chamado HEX foi ao ar.

HEX é um contrato inteligente na plataforma da Ethereum comercializado como um certificado de depósito baseado em blockchain. Esse artigo vai te apresentar ao projeto HEX e explorar a controvérsia em torno dele.

Primeiro, vamos a uma contextualização. Na indústria financeira tradicional, os certificados de depósito (CDs) são oferecidos por bancos de varejo.

Geralmente, eles oferecem uma taxa de juros levemente mais alta do que estaria disponível em uma conta-poupança ou conta-corrente padrão.

Para chegar a essa taxa mais alta, os depositantes devem concordar em não sacar seus fundos, geralmente por um, três ou seis meses e, às vezes, até cinco anos.

Os fundos são garantidos pelo governo e CDs são uma maneira fácil de ganhar um juro extra — livre de riscos — em fundos não utilizados que, caso contrário, seriam detidos em uma conta-corrente.

Fora dos EUA, CDs são chamados de “depósitos a prazo”.

O projeto HEX afirma estar tentando criar uma versão descentralizada e apoiada por blockchain dos CDs tradicionais.

HEX afirma ser o primeiro certificado de depósito em blockchain de juros elevados (Imagem: HEX)

Aparentemente, HEX foi criada para pagar juros a participantes que detêm suas moedas por meio de stake. Aqueles que fazem o stake de seus HEX por períodos mais longos ganham recompensas mais altas, pagas em tokens HEX.

De acordo com a empresa, pagamento de juros vão de 3,69% a 369%, dependendo de quanto do fornecimento total de HEX está sendo retido (em stake).

HEX inclui grandes bônus de comissão para participantes que trazem novos participantes. Esses participantes têm direito a mais bônus por apresentarem novas pessoas ao projeto.

Leia a exoneração. É sério, LEIA!

Os promotores do HEX tem isso a dizer em sua página:

Se você leu até aqui, parabéns. Você vai entender que o tema geral do texto acima é que você não deve ter expectativa nenhuma sobre nada e, se qualquer coisa der errado, você não deve procurar por uma retificação em lugar algum, e você não vai recebê-la.

Quando você envia ether para o contrato, você não o recebe de volta. Doações podem ser feitas ao enviar ether diretamente para o contrato sem executar a função joinXfLobbyfunction.

Software é difícil. Software de blockchain é ainda mais difícil. Somos sortudos se qualquer parte disso der certo.

Além disso, em relação ao próprio token HEX, eles afirmam:

Hex não é um valor mobiliário. Não existem moedas de verdade. São apenas números em uma base de dados distribuída. Ninguém recebe nada. São apenas números vivendo na internet.

O código não pode fazer nada sozinho. Pessoas podem executar o código se quiserem ou não. O código não pode fazer nada por si só, mas está lá.

Então, em resumo, se você enviar ether a eles, você não os terá de volta. Seu ether será uma doação. Você não deve esperar por nada, você não receberá nada e, ah, o código do HEX não pode fazer nada.

Richard Heart, “influencer” no YouTube e no Twitter, é a grande mente por trás desse projeto controverso (Imagem: Youtube/Richard Heart)

Mas, espera… Tem mais!

O homem por trás do projeto é Richard Heart, uma personalidade de alto nível do YouTube e do Twitter.

Desde que Heart e sua equipe apresentaram seus planos para o projeto, receberam críticas significativas. Primeiro, o empreendimento usou o nome “Bitcoin Hex”.

Heart disse que um dos objetivos do projeto era redistribuir a riqueza do ecossistema do Bitcoin.

Não surpreendentemente, as críticas sobre o design do projeto e as motivações de seus criadores são extensas, e a verificação atenta da criptoeconomia do ecossistema HEX gera mais dúvidas do que respostas.

1. The Adoption Amplifier (“o amplificador de adesão”)

Adoption Amplifier é uma das maneiras pelas quais os tokens HEX são criados e colocados em circulação. O primeiro desses é por meio de Free Claim (“reivindicação livre”).

Detentores de bitcoin conseguiam reivindicar seus tokens HEX a uma taxa de 10 mil HEX por bitcoin, apesar de o projeto ter afirmado que esse não é uma air drop (estratégia de marketing que envolve o envio de moedas ou tokens gratuitos para endereços de carteiras a fim de promover uma nova criptomoeda).

Existem implicações significativas de privacidade para aqueles que escolhem reivindicar HEX dessa forma. Isso é porque os participantes devem revelar seus bitcoins retidos publicamente. Existem formas de evitar isso, como o uso de ferramentas de ofuscação como a carteira Wasabi.

Adoption Amplifier “amplifica” a quantidade de tokens HEX em circulação, mas não da forma como você imagina (Imagem: HEX)

O volume de críticas foca no que Heart chama de Adoption Amplifier. Usando essa função, os participantes podem escolher enviar ether para um endereço e depois receber tokens HEX em troca.

O projeto faz de tudo para insistir que isso não é um comércio. Em vez disso, a doação de ethers “cria” novos tokens HEX quando o Adoption Amplifier “transforma os ethers em hexes”.

Se isso constitui uma venda no sentido tradicional ou é uma ICO é uma questão para os reguladores.

O que se sabe é que os promotores do HEX recebem os ethers enviados por participantes que se envolvem no Adoption Amplifier.

Essa função se reinicia todo dia e, desde o seu lançamento, o endereço recebeu 35,452 ethers (cerca de US$ 5 milhões). Adoption Amplifier foi criado para ficar no ar durante 353 dias.

Isso gerou motivo de preocupação na criptocomunidade. Guy Swann, comentarista, compartilhou esse sentimento no Cryptoconomy, seu podcast com foco em criptoativos.

Swann explicou: “para conseguir um hex após o air drop, você participa de um ‘Adoption Amplifier’, que transforma isso num jogo de apostas em novos tokens HEX ao enviar ether para um ‘pool’. Então, esse ether vai diretamente para Heart. Tudo nesse token ridículo foi criado para parecer como um jogo e encorajar jogos de azar. Mas o fator principal e universal no elemento de todo jogos é que Heart ganha mais vida e você ganha um token inútil gratuito que ele inventou”.

Dizem que o “endereço de origem” do HEX é de Richard Heart, mas ele nega (Imagem: HEX)

2. The Origin Address (“o endereço de origem”)

De acordo com os críticos, o maior problema é o uso do recurso Origin Address (OA) embutido no ecossistema HEX. OA é explicado por Kyle Bahr em um documento na Hex.win, abaixo da aba de Tech Specs (especificações técnicas). O documento é intitulado: “Contrato HEX para Leigos”.

Bahr diz: “O contrato especifica um endereço de ether como o OA. Esse endereço é pago em hex pelo contrato de algumas formas. Paga-se metade de todos os hex reivindicados ao OA (a outra metade vai para o pool de lucro). Paga-se uma cópia de todos os pagamentos bônus ao OA”.

Os promotores do HEX parecem ter criado um sistema em que o OA vai ter acesso à maior quantidade de HEX. No fim da fase inicial de lançamento, o OA vai ter controle sobre uma grande porcentagem do fornecimento do token em circulação.

Por conta do design do contrato inteligente, não é possível saber quantos tokens HEX vão ser criados. No entanto, alguns críticos estimam que o OA vai deter ainda mais do que 45% do fornecimento de hex.

As estimativas são calculadas da seguinte forma: o OA recebe uma cópia de todos os pagamentos bônus. Metade deles é enviada ao pool para ser dividida entre outros participantes do ecossistema.

Digamos, por exemplo, que os pagamentos bônus diários equivalem a quatro tokens HEX. Então, dois são enviados para o OA e dois são enviados para o pool de pagamento. Nesse contexto, ao longo do tempo, o OA vai deter mais da metade dos hexes pagos em bônus.

O requisito do HEX é que você mantenha seus tokens retidos o máximo de tempo possível, senão… vai ter perda total (Imagem: HEX)

3. As multas… Ai!

Enquanto o projeto afirma que existem custosos pagamentos de juros e bônus por fazer o stake de HEX, também existem várias multas se alguém não conseguir completar seu período de staking.

Se uma parte decidir se envolver na opção de “Unstaking de Emergência”, então a penalidade é a quantidade de hexes equivalente à metade do lucro que a parte pagou, caso o período de staking tiver sido completado.

No entanto, por conta dos vários juros e bônus inseridos no ecossistema, a penalidade pode ser tão grande que todo o capital da parte pode ser zerado. Além disso, deve-se fazer o stake dos hexes detidos ou a parte vai ser multada até o HEX terminar ou até fizerem o stake dos tokens.

Metade de todos os hexes reivindicados por penalidades é enviada para o OA. Isso significa que esse endereço aumenta suas quantias perpetuamente por meio de bônus e penalidades.

Heart tratou dessas críticas sobre as grandes quantidades de hexes enviados ao OA.

Apesar de ele não negar explicitamente que ele controla o endereço, ele afirmou, misteriosamente: “Aliás, você continua dizendo que sou. O(s) detentor(es) da chave privada do OA não é (ou são) revelado(s). Então você deve se referir como Origin Address, assim como eu”.

Em entrevista à CoinTelegraph, ele acrescentou: “quem quer que possua as chaves do Origin Address vai ficar feliz”.

No Medium, um crítico anônimo descreve o cenário dessa forma: “Na verdade, Heart criou um oceano em que ele é a única baleia, bem maior do que qualquer baleia de qualquer outro projeto. A Moby Dick solitária e ‘inassassinável’ do HEX. Heart poderia até jogar fora todos os seus hex e abandonar o projeto, mas seu Origin Address ainda seria enchido novamente ao longo do tempo, com os hex de penalização dos outros: uma baleia zumbi, ressuscitada dos mortos”.

Em resumo, os leitores podem se beneficiar de um breve lembrete da exoneração do HEX:

Você não deve ter expectativa nenhuma sobre nada… Quando você envia ether para o contrato, você não o recebe de volta.

Acho que eu já disse o bastante.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Matéria Original: "What the HEX?"

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 08/06/2020 - 16:05

Cotações Crypto
Pela Web