Jornais

Venda de iene que dispara no Brasil é destaque nos jornais neste domingo (25); confira

25 fev 2024, 10:25 - atualizado em 25 fev 2024, 10:25
jornais domingo 25-02-2024
Confira os destaques dos jornais neste domingo. (Imagem: Pixabay)

Na semana passada, o Japão perdeu o título de terceira maior economia do mundo para a Alemanha após reportar queda no Produto Interno Bruto (PIB). Com a atividade econômica exibindo recuo de 0,4% no quarto trimestre, o país asiático entrou na chamada recessão técnica em 2023.

No entanto, os sinais de enfraquecimento da economia de lá não têm tirado o ânimo de brasileiros e a procura por iene segue bastante aquecida.

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas para comprar agora. Clique aqui e acesse.

Leia mais.

Confira esses e outros destaques nos jornais neste domingo (25):

Empresas

Da China para o Brasil: Nova plataforma da Petrobras (PETR4) deve começar operações em setembro

Petrobras (PETR4) informou neste sábado (24), em comunicado à imprensa, que o navio-plataforma Marechal Duque de Caxias saiu de Yantai, China, rumo ao campo de Mero, operado pela companhia no pré-sal da Bacia de Santos.

Segundo a Petrobras, a unidade, afretada pela Petrobras junto à MISC, fará parte do terceiro sistema de produção definitivo de Mero e aumentará a capacidade instalada de produção do campo para 590 mil barris diários de petróleo.

Leia mais – Money Times

Fundos avaliam competir por empréstimo à Gol – Valor Econômico

Gol tinha 20 aviões parados antes de pedir socorro nos EUA e brigar com Latam – Folha de S.Paulo

Economia

Carência, demanda e mercado secundário: As mudanças do CMN para renda fixa nos CRA’s, LCA’s e Fiagros

No começo de fevereiro, o Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou mudanças nas emissões de Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), assim como para os ativos ligados ao agro, como é o caso das Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA).

A ideia do governo é aumentar a eficiência das políticas públicas de apoio aos setores do agronegócio e imobiliário, além de garantir que esses instrumentos sejam usados em operações compatíveis com suas finalidades originais.

De acordo com Tarik Thome, sócio e analista de Renda Fixa da Arton Advisors, essa é uma resolução que impactou muito as emissões dos títulos, com os “veículos”, os Fiagros (Fundos de Investimentos nas Cadeias Produtivas Agroindustriais), que acessam os títulos.

Leia mais – Money Times

Por que salários sobem, e inflação, não? Economistas tentam desvendar enigma – O Globo

Onde vivem os ultrarricos? Veja as 10 cidades escolhidas por quem tem mais de US$ 30 milhões – Exame

Brasil

‘O Banco Central está derretendo’, diz Campos Neto

O presidente do Banco CentralRoberto Campos Neto, alertou que a autarquia está no limite por conta da falta de servidores.

“O Banco Central está derretendo”, disse durante a posse de Flávio Dino como ministro do STF, na quinta-feira (23). Segundo ele, a autoridade monetária está perdendo sete funcionários por dia e que os mais qualificados estão indo trabalhar em bancos privados.

Os servidores reclamam de baixos salários e falta de um plano de carreira. Na última terça-feira (21), os funcionários fizeram uma paralisação de 48 horas, organizada pelo Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal).

O grupo rejeitou a proposta do governo de conceder reajuste de 13%, parcelado para 2025 e 202, já que os servidores pedem um reajuste de 36% e reestruturação da carreira.

Leia mais – Money Times

‘Não há maioria no Congresso para reduzir emendas’, diz novo líder do PT – O Globo

Ato de Bolsonaro na Paulista deve contar com deputados, senadores e governadores aliados – Exame

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, atua há 3 anos na redação e produção de conteúdos digitais no mercado financeiro. Anteriormente, trabalhou com produção audiovisual, o que a faz querer juntar suas experiências por onde for.
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, atua há 3 anos na redação e produção de conteúdos digitais no mercado financeiro. Anteriormente, trabalhou com produção audiovisual, o que a faz querer juntar suas experiências por onde for.