Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

A guerra das fabricantes de máquinas para a mineração de bitcoin

17/12/2020 - 14:25
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Mesmo com envio previsto para daqui a vários meses, empresas estão adquirindo grandes lotes de máquinas de mineração para se manterem competitivas no mercado conforme o preço do bitcoin aumenta (Imagem: Pixabay/QuinceCreative)

Conforme o preço do bitcoin (BTC) quebra novos recordes acima dos US$ 20 mil, a guerra de oferta de equipamentos de mineração, com chips de circuitos integrados de aplicação específica (ASICs) de última geração, está acelerando.

O envio de grandes lotes das máquinas de mineração de bitcoin da Bitmain já está previsto para o terceiro trimestre de 2021 mesmo após a fabricante ter aumentado o preço dos equipamentos em 20% desde o início de dezembro.

Recentemente, a fabricante com sede em Pequim atualizou suas cotas para o novo lote de máquinas de mineração, disponíveis para compra, cujo envio só acontecerá a partir de junho de 2021. Isso sugere que a fila de envio foi adiada por mais dois meses.

Para o lote de junho, a Bitmain aumentou os preços de pré-venda para 20% em comparação aos lotes de abril.

Agora, os pedidos dos modelos S19 Pro e S19 da série Antminer da Bitmain custam US$ 3.096 e US$ 2.276, respectivamente. Há uma semana, cotas anteriores, para os lotes entre abril e maio, estavam em US$ 2.581 e US$ 1.897, respectivamente.

O índice de equipamentos, rastreado pelo pool de mineração cripto Luxor, mostra uma tendência parecida.

Preços de grande parte dos modelos de mineração mais eficientes e poderosos subiram 25%, de US$ 28 por terahashes por segundo (TH/s) de poder computacional (TH/s) em meados de novembro para US$ 35 por TH/s agora.

(Imagem: Hashrate Index)

Prêmio no lote de janeiro

MicroBT, adversária da Bitmain e fundada na cidade de Shenzhen, contou ao The Block que ainda não anunciou a pré-venda do próximo lote de máquinas da série WhatsMiners. Porém, espera que os preços serão ajustados para combinar com o rali de preço recente do bitcoin.

Em novembro, os pedidos de equipamentos das máquinas de mineração das duas maiores fabricantes já estavam esgotados até abril de 2021 após o aumento de preço do bitcoin desde novembro.

Também é importante mencionar que alguns compradores que realizaram pedidos em setembro e outubro para o lote de janeiro de 2021 da Bitmain estão publicando cotas de revenda, do lote que será enviado, a um grande prêmio entre 75% e 90%.

Cotas de diversos revendedores de máquinas de mineração de bitcoin, analisadas pelo The Block, mostram que os preços de venda do S19 Pro da série AntMiner, com previsão de envio para janeiro de 2021 — apesar de pequenas quantidades — custam cerca de US$ 4,2 mil por unidade.

Além disso, as ofertas do S19, modelo menos avançado que o S19 Pro, estão entre US$ 3.250 e US$ 3,5 mil.

Para contextualizar, arquivos da Bitmain mostram que, há três meses, os preços dos lotes de janeiro para os modelos S19 Pro e S19 eram entre US$ 2.387 e US$ 1.770, respectivamente.

Lista de preços de um revendedor chinês das máquinas em 15 de dezembro.

Grandes negociações

O capital institucional — principalmente de fundos ocidentais — estão entre os principais direcionadores de aquisições de equipamentos para a mineração de bitcoin nos últimos meses.

Na verdade, a operadora americana de mineração de bitcoin Core Scientific afirmou nesta terça-feira que “realizou acordos com a Bitmain” para facilitar a compra, em nome de seus clientes, para mais de 58 mil produtos S19 e S19 Pro da série Antminer. O ciclo de envio acontecerá em setembro de 2021.

A Core Scientific não forneceu detalhes de preços ou compradores por trás da aquisição. Mas a execução dos acordos sugere que as duas partes poderiam ter acordos específicos que diminuíram o preço abaixo da média de mercado.

Mesmo considerando que o custo médio da Core Scientific seja de US$ 2 mil, abaixo do que o S19 Pro quando foi apresentado em abril, a aquisição mais recente poderia ser acima de centenas de milhares de dólares.

A nova aquisição também é um acréscimo às 17 mil unidades de máquinas S19 e S19 Pro que a Core Scientific comprou da Bitmain em junho, cuja previsão de entrega estava prevista para outubro.

Dito isso, mais de 75 mil unidades — quando forem completamente entregues e estiverem funcionando — totalizariam mais de sete mil petahashes por segundo (PH/s) de poder computacional entre os clientes de hospedagem da Core Scientific.

“Desde o nosso último acordo com a Bitmain em junho, Core Scientific passou por uma forte demanda de clientes novos e existentes além de um aumento significativo no interesse institucional para a mineração de criptoativos na América do Norte”, disse Kevin Turner, presidente e CEO da Core Scientific, em um comunicado de imprensa.

Em julho, a Core Scientific havia dito que estava expandindo os recursos de mineração para a empresa americana de investimentos Horizon Kinetics, que possui US$ 5,3 bilhões de ativos sob gestão em junho deste ano.

Recentemente, a operadora de fazenda de mineração firmou um acordo com a Foundry, subsidiária de mineração do Digital Currency Group, para obter até US$ 23 milhões em empréstimos para financiar suas operações de mineração e atender a demanda de clientes.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 17/12/2020 - 14:25

Pela Web