Avaliação da Matrixport chega a US$ 1 bilhão em meio à sua saída do mercado cripto chinês

02/08/2021 - 16:07
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Matrixport se apresenta como um neobanco que permite que usuários tenham acesso a um amplo conjunto de produtos de investimento em cripto para todos os níveis de experiência de mercado (Imagem: YouTube/Matrixport)

Na madrugada desta segunda-feira (2), a Matrixport — plataforma de serviços financeiros com cripto que se autointitula como um neobanco — anunciou ter encerrado um financiamento “series C” (para ajudar no desenvolvimento de novos produtos) que faz com que a empresa esteja avaliada em mais de US$ 1 bilhão.

Lançada em 2019 como uma empresa derivada da fabricante de hardware de mineração cripto Bitmain, a Matrixport é um grande nome do mundo cripto na Ásia, com cerca de US$ 10 bilhões de ativos sob gestão (AUM).

Sua plataforma oferece uma ampla gama de serviços, incluindo negociação, empréstimo e produtos similares à renda fixa.

“Não somos uma corretora. Não somos uma carteira”, disse John Yuesheng Ge, CEO da Matrixport, em entrevista ao The Block. “Somos um banco cripto.”

Em relação à rodada de financiamento, foi apoiada por parceiros do DST Global, C Ventures e CE Innovation Capital, segundo um comunicado de imprensa. Outros investidores incluem Tiger Global, Polychain e Dragonfly.

O anúncio de financiamento do Matrixport vem após outros financiamentos de diversas empresas cripto, incluindo a Fireblocks, a Paxos e a corretora cripto FTX. Até hoje, a Matrixport arrecadou um total de US$ 129 milhões.

Investimentos de renda fixa – aplicativo para celular da Matrixport.

A arrecadação da Matrixport é significativa, dada a sede na Ásia. Recentemente, a China começou a suspender a mineração de bitcoin (BTC), resultando no êxodo de diversas empresas que operavam na região.

Matrixport que, anteriormente, tinha clientes chineses como alvo de seus serviços, está se ajustando ao recente ambiente regulatório, saindo do país e querendo atender clientes que estejam em outras regiões asiáticas. A sede da empresa é em Cingapura.

Apesar dessa decisão, Ge disse que sempre conseguiu manter sua marca de ativos sob gestão.

“Não queremos burlar as regras. Então, agora, estamos migrando nosso foco para outros países da Ásia”, disse ele. Agora, a empresa tem a Europa e a América do Norte como alvo, aguardando por aprovações regulatórias pendentes.

Ge disse que o interesse na empresa foi impulsionado por suas ofertas de rendimentos, que fornecem um rendimento que destrona o de bancos comuns. A empresa fornece uma forma de investir em fundos que devolve retornos acima de 4%.

Fundos aplicados a esses produtos são usados para “empréstimo lastreado em cripto, negociação alavancada (para ‘touros’ e ‘ursos’) ou outros negócios de empréstimo da plataforma Matrixport”, segundo uma descrição em seu aplicativo para celular.

Matrixport foi impulsionada por Wu Jihan, uma lenda do setor de mineração cripto, cofundador e ex-presidente da Bitmain. Em 2020, a Bloomberg noticiou que a Matrixport visava arrecadar US$ 40 milhões a uma avaliação de US$ 300 milhões.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 02/08/2021 - 16:11

Cotações Crypto
Pela Web