Bitcoin oscila e binance coin completa queima trimestral; confira o desempenho do mercado

19/07/2021 - 10:04
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Confira um resumo semanal sobre notícias relevantes relacionadas a cripto: esta semana, o interesse do varejo e de pesquisa pelo termo “bitcoin” caiu, o bitcoin está tendo dificuldade para servir como um ativo de proteção e a Binance completa sua quarta queima trimestral (Imagem: Pixabay/borevina)

Ao longo da última semana, os mercados de bitcoin (BTC) e dos demais criptoativos caíram e oscilaram.

O preço do bitcoin terminou a semana com uma queda de 6% e negociando próximo dos US$ 31,5 mil, embora o segundo e quarto maiores ativos na tabela de capitalização da Brave New Coin (BNC), ether (ETH) e binance coin (BNB), caíram 11% e 5%, respectivamente.

O interesse de pesquisas pelos termos preço do bitcoin” e “bitcoin” atingiram seu ponto mais baixo de 2021 na última semana.

O interesse de pesquisa por “bitcoin” e outros termos relacionados tende a subir quando o preço do bitcoin está altamente volátil – com negociadores que buscam por formas efetivas de maximizar rendimentos ou entender movimentações de mercado.

Por exemplo, o interesse de pesquisa por “bitcoin” atingiu um auge entre 16 e 22 de maio, um período em que o preço caiu 22%, de US$ 48.162 para US$ 37.548.

O bitcoin está variando US$ 30 mil e US$ 40 mil desde maio, conforme essa variação se torna cada vez menor nas últimas semanas.

Desde o início de julho, o preço do bitcoin esteve oscilando entre US$ 31,5 mil e US$ 35 mil. Essa ação de preço desinteressante e previsível parece ter afastado o interesse do varejo nos mercados cripto.

Satoshi Nakamoto imbuiu algumas das qualidades do ouro no bitcoin: escassez e divisibilidade. Também acrescentou algumas características que o tornam bem mais transferível e verificável (Imagem: Unsplash/executium)

A semana passada também foi um teste da narrativa de “ouro digital” do bitcoin. Em junho, a inflação nos EUA disparou e atingiu seu maior ritmo em quase 13 anos.

Na última terça-feira (13), o Gabinete de Estatísticas Trabalhistas EUA (BLS) informou que o aumento foi direcionado por um aumento drástico no preço de veículos usados, comida e energia.

Na quarta-feira (14), Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, anunciou que o banco central iria continuar com suas agressivas políticas de afrouxamento monetário apesar dos crescentes receios sobre a inflação.

Embora ativos de proteção à inflação, como o ouro, tiveram um forte desempenho desde o início de julho — e dispararam após os comentários de Powell —, o bitcoin sofreu para ganhar força durante esse período.

John Authers, editor sênior de mercados da Bloomberg, escreveu um artigo em abril, intitulado “o bitcoin está substituindo o ouro como um ativo de inflação”. Hoje, a confiança de que o bitcoin irá substituir o ouro como um ativo de inflação não está presente entre os investidores.

Por que o bitcoin é tão comparado com o ouro?

O que vem por aí esta semana?

20 e 22 de julho: 4ª conferência anual da Ethereum

Entre terça e quinta-feira desta semana, acontece a quarta Ethereum Community Conference (EthCC) anual, em Paris, na França. EthCC é o maior evento anual europeu da Ethereum, com foco na tecnologia e na comunidade.

Palestrantes do EthCC incluem Tim Beiko da Ethereum Foundation, Stani Kulechov do Aave e Kain Warwick do Synthetix.

O terceiro trimestre será grande para a Ethereum, por conta da bifurcação drástica (“hard fork”) London — prevista para o início de agosto —, o iminente lançamento da Ethereum 2.0 e da implementação de novas soluções de segunda camada.

21 de julho: Magneto, a bifurcação drástica na Ethereum Classic

Nesta quarta-feira, a atualização Magneto será implementada na rede principal da Ethereum Classic (ETC). A atualização incluirá todas as inovações incluídas na recente atualização Berlin.

Em abril, a atualização Berlin, da rede Ethereum, continha uma série de Propostas de Melhoria (EIPs) que otimizam transações e taxas de gás — pagas a mineradores para que incluam transações na rede. O preço do ETC caiu 16% na última semana.

The DAO, Ethereum e Ethereum Classic

Top 10 criptoativos da semana

(Imagem: BNC/tabela de capitalização de mercado)

Grande parte das altcoins — criptomoedas alternativas ao bitcoin — caíram drasticamente com o bitcoin na semana passada. Binance coin (BNB) absorveu melhor o mercado do que grande parte dos ativos. Ontem (18), a Binance anunciou ter finalizado sua 16ª queima trimestral.

A corretora queimou 1.296.728 BNBs, equivalentes a US$ 393.673.653, diminuindo o fornecimento do ativo e, teoricamente, tornando mais valiosos os tokens em circulação.

Gráfico de preço do bitcoin

(Imagem: BNC/BLX)

O bitcoin começou mal a última semana, mas encontrou um suporte conforme o preço atingiu os níveis mais baixos de sua variação a curto prazo: US$ 31,5 mil.

Conforme o interesse de pesquisa pelo bitcoin caiu, o volume global em corretoras também caiu. A Glassnode destacou que grande parte das taxas de transação caiu desde a metade de junho.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 19/07/2021 - 10:04

Cotações Crypto
Pela Web