O que é Ethereum 2.0?

25/11/2020 - 12:30
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O bloco gênese do “beacon chain” da Ethereum 2.0 foi confirmado para a próxima terça-feira (1º). A implementação do beacon chain dará início à migração da Ethereum (ETH) em se tornar o maior blockchain com protocolo proof-of-stake do mundo (Imagem: Crypto Times)

Ethereum 2.0, também chamada de ETH 2.0 ou “Serenity”, é uma versão atualizada do blockchain Ethereum, criada para solucionar as limitações da rede enquanto mantém sua integridade como um blockchain descentralizado, ou seja, uma rede que não é controlada por uma autoridade central.

Uma das limitações mais conhecidas é a falta de escalabilidade. Blockchains como Ethereum enfrentam desafios de escalabilidade porque cada nó da rede deve verificar e executar cada transação.

O “beacon chain” indica um momento específico na história da Ethereum, tornando-se uma grande atualização para solucionar esses problemas.

 

As principais mudanças na infraestrutura a serem implementadas na ETH 2.0 são a migração de um modelo de consenso proof-of-work (PoW) — baseado na mineração de criptomoedas — para um sistema proof-of-stake (PoS) — baseado na participação e staking (aplicação de fundos) à rede —, bem como a implementação de “sharding”, processo que reparte, de forma horizontal, uma base de dados em canais paralelos que funcionam sincronizadamente.

Existe um algoritmo de consenso perfeito para blockchains?

Beacon chain será lançado no dia 1º de dezembro

O lançamento foi confirmado após 524.288 ETH, o limite mínimo necessário para implementar o beacon chain da ETH 2.0, terem sido enviados ao contrato de depósito da ETH 2.0.

Agora, o gênese acontecerá na data mais próxima possível, pois o requisito de depósitos foi atingido quase nove horas antes do prazo final.

As transferências ao contrato de depósito começaram no dia 4 de novembro, então a rede será lançada com mais de 20 mil validadores, número superior aos 16.384 exigidos para que haja uma descentralização suficiente.

(Imagem: Dune Analytics)

Inicialmente, parecia que o lançamento seria adiado. Na última sexta-feira (20), 108 mil ETH ou apenas 20% dos ethers necessários para atingir o objetivo do lançamento foram depositados no contrato.

Isso gerou preocupações sobre uma baixa participação de “stakers” — aqueles que aplicam capital em apoio à segurança e ao funcionamento da rede.

Um aumento nos depósitos nos últimos dois dias, em que os 25% de ether restantes (cerca de 131 mil ETH) e necessários para impulsionar o contrato surgiram nas últimas quatro horas, apesar de indicarem que haveria tempo suficiente para atingir o objetivo.

Depósitos no contrato continuaram a aumentar após o limite ter sido alcançado: agora, existem 727,2 mil ETH depositados, equivalentes a mais de US$ 432 milhões.

Quantidade de ethers no contrato da ETH 2.0 ao longo do tempo (Imagem: Dune Analytics)

Depositantes que participarem do gênese não poderão sacar seus ethers até que a Ethereum 2.0 atinja a Fase 1.5. Será quando a Ethereum 1.0 se fundir com o beacon chain como uma repartição (“shard”).

A Fase 1.5 está prevista para 2021 após a Fase Um e depositantes terão de se comprometer com a rede Ethereum por um período significativo de tempo.

O requisito mínimo de depósito para se tornar um validador da Ethereum são 32 ETH.

Atualmente, não se sabe o tamanho exato da recompensa anual para stakers de ether, mas o roteiro de desenvolvimento (ou “roadmap”) do projeto sugere que o valor poderá variar entre 1,56% e 18,1% e será inversamente correlacionado ao número de validadores, então uma rede maior indica recompensas menores.

Embora seja menos do que se possa ganhar pelo staking em alguns dos novos protocolos de finanças descentralizadas (DeFi), é provável que a rede seja bem mais segura e confiável.

ETH 2.0 e a importância do beacon chain

Atualmente, a Ethereum é capaz de processar apenas 15 transações por segundo (TPS). Essa taxa de processamento resulta no congestionamento da rede quando existe um aumento na demanda de uso da rede, como a febre do setor DeFi em 2020.

O congestionamento afeta usuários por conta dos longos períodos de espera e altas taxas de transação. Ethereum 2.0 foi criada para processar até 10 mil transações por segundo.

No dia 1º de dezembro, o beacon chain será lançado. Está sendo descrito como “o batimento cardíaco da Ethereum 2.0”.

Usará o algoritmo de consenso proof-of-stake (PoS), em que usuários fazem o stake (“aplicam”) seus ativos como um depósito de segurança para participar do protocolo de consenso da rede. Esses usuários são chamados de validadores e são responsáveis pela criação de blocos na rede.

Validadores são selecionados aleatoriamente para propor o próximo bloco, colocando seus tokens à prova para apoiar sua validade. Em seguida, o bloco é verificado pelos validadores restantes e transmitido à rede.

Com PoS, as despesas com o alto consumo de energia/poder de processamento relacionadas ao PoW são substituídas por incentivos econômicos e teoria dos jogos.

O “processo de mineração” é desconsiderado, pois remove a necessidade de utilizar hardwares caros e ineficazes, facilitando o processo de aprovação das transações.

O beacon chain irá existir separadamente da atual rede Ethereum mas, no futuro, serão conectados. O plano é “ancorar” (“dock”) a rede principal no sistema PoS, controlado e coordenado pelo beacon chain.

A apresentação de “shard chains” (ou “blockchains repartidos”) será a segunda atualização da ETH 2.0. Irão aumentar a capacidade da rede e melhorar a velocidade de transação ao estender a rede para 64 repartições de blockchain.

“Sharding” permite a escalabilidade pois, ao dividir a carga transacional da rede entre repartições, cada nó não é responsável por processar cada transação.

No futuro, o beacon chain também será responsável por aleatoriamente escolher validadores para a transmissão dos shard chains. Isso será essencial para evitar que stakers conspirem e obtenham controle de uma repartição.

Para o deleite da comunidade e dos investidores…

Grandes nomes da comunidade Ethereum, incluindo o criador Vitalik Buterin, além de Anthony Sassano e Evan Van Ness, celebraram a confirmação do lançamento do beacon chain como um acontecimento fundamental na história da Ethereum.

Eric Conner, desenvolvedor do EthHub e apresentador do podcast “Into the Ether”, tuitou:

A comunidade Ethereum merece este momento. Se você quer investir no progresso e na inovação cripto, escolha ETH.

David Hoffman, fundador da newsletter Bankless, disse:

Parabéns, #Ethereum! A Era de Ouro da Ethereum vem aí. Vamos fazer essa rede funcionar.

Algumas respostas foram bem emotivas. Anett Rolikova, gestora da plataforma Superfluid, comemorou:

Atingimos um marco histórico mágico. Parabéns à equipe de pesquisa e desenvolvimento da ETH 2.0 por todo o empenho até agora! Temos um longo caminho pela frente, então, força! Vocês têm [nosso] apoio.

Parabéns à Comunidade Ethereum por serem fortes defensores e apoiarem o surgimento do novo sistema financeiro descentralizado.

Também houve felicitações da ampla comunidade cripto. Viktor Bunin, especialista em protocolos da Bison Trails, empresa de infraestrutura blockchain, disse:

Parabéns, pessoal!!!!! Foram muitos anos de dedicação de tantas pessoas. Foram muito tempo e dinheiro investidos. Muitos atrasos, obstáculos e críticas. E aqui estão vocês. Vocês todos merecem isso. Aproveitem!

Tom Shaughnessy, cofundador da empresa de investimento em cripto Delphi Digital, tuitou: “o lançamento da ETH 2.0 chamou mais atenção em apenas uma hora do que qualquer outra [rede] de primeira camada este ano”.

Em expectativa à confirmação do gênese do beacon chain, o preço do ETH aumentou de forma estável, atingindo seu auge quando o limite de depósitos foi atingido.

O preço do mercado ETH/USD, no índice ELX da BNC, disparou de US$ 522,91 no último domingo (22) para US$ 616,78 nessa terça-feira (24).

O preço do ether oscilou um pouco e, atualmente, está sendo negociado a aproximadamente US$ 595.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 25/11/2020 - 12:33

Cotações Crypto
Pela Web