Blockchain Solana apresenta Wormhole, nova ponte para o setor DeFi

08/10/2020 - 13:14
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
No Wormhole, a conversão de tokens padrão ERC-20 em tokens nativos do blockchain Solana (SLP) será possível, em uma tentativa de conter o congestionamento na rede Ethereum (Imagem: Medium/Solana Labs)

Solana, blockchain adversário da Ethereum e lar de Serum, a nova corretora descentralizada da FTX, apresenta Wormhole, uma ponte interblockchains que permitirá a usuários converterem tokens de padrão ERC-20 em tokens SLP nativos a serem usados em aplicações descentralizadas (dapps).

Bê-a-bá Cripto: o que são tokens?

A empresa afirma que essa ponte “sem necessidade de confiança” (“trustless”) possibilita investidores do setor de finanças descentralizadas (DeFi) a obterem vantagem da alta velocidade e dos custos relativamente baixos [do Solana, em comparação à Ethereum], de uma forma que “ainda permita que o valor permaneça na rede Ethereum, se for o caso”.

Wormhole (“buraco de minhoca”, em tradução literal) foi desenvolvido em colaboração com Certus.One, startup que cria arquitetura de validação para redes blockchain que usam o algoritmo de consenso proof-of-stake (Pos).

Bê-a-bá Cripto: existe um algoritmo
de consenso perfeito para blockchains?

A febre do setor DeFi, que direcionou investidores a plataformas de corretoras descentralizadas e criadas na Ethereum, como Uniswap, também resultou em uma congestão na rede Ethereum.

Como consequência, o custo de transações na Ethereum disparou. Wormhole deseja permitir que investidores evitem esse congestionamento — e, no processo, ajudem Solana a impulsionar seu próprio mercado DeFi.

Em agosto, FTX lançou Serum, uma corretora descentralizada criada no blockchain Solana.

“Porém, impulsionar um novo ecossistema é difícil e, atualmente, todos os tokens estrangeiros negociados na Serum são tokens ‘wrapped’ emitidos pela FTX”, disse Leopold Schabel, cofundador e CTO da Certus.One, em uma publicação na plataforma Medium, anunciando o projeto.

Um token do tipo “wrapped” (“embalado”, em tradução literal) é um ativo hospedado no blockchain Ethereum que possui o mesmo preço que um ativo, mesmo se não existir em um outro blockchain. 

Um exemplo é wrapped bitcoin (WBTC) que, apesar de não ser nativo do blockchain Bitcoin, existe na Ethereum e reflete o preço da criptomoeda bitcoin (BTC) original.

Fluxo de conversão entre tokens ERC-20 e tokens SLP (Imagem: Medium/Solana Labs)

Schabel acrescentou: “o obstáculo restante para integrar mais apps DeFi e valor ao Solana são ativos interblockchains realmente descentralizados que não dependem de um ponto de falha único”.

Wormhole permitirá que usuários bloqueiem tokens ERC-20 em um contrato autônomo (“smart contract”) da Ethereum e emitam os tokens SLP correspondentes no blockchain Solana.

Para tal, dependerá de “oráculos interblockchains”, chamados de guardiões, que serão comandados por “um conjunto de operadores de nós que incluem principais operadores do Solana e outros acionistas do ecossistema, cujos incentivos estão fortemente alinhados com os do Solana e da Serum”, segundo Schabel.

De forma segura, guardiões poderão “garantir bloqueios e queimas de tokens em um blockchain para emitir novos tokens ou lançá-los em outro blockchain e vice-versa”, escreveu ele.

Agora, a fundação Solana está convidando desenvolvedores a usarem Wormhole em um hackathon — evento que reúne profissionais da computação, com vários dias de duração — a partir do dia 28 de outubro.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 30/03/2021 - 15:14

Pela Web