Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Clientes da fintech Revolut possuíam mais de US$ 120 milhões em cripto em 2019

12/08/2020 - 11:59
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Revolut se apresenta como um aplicativo único que gerencia tudo o que for relacionado a dinheiro (Imagem: Facebook/Revolut)

O negócio de cripto da Revolut, empresa europeia de tecnologia financeira (fintech) e “unicórnio”, parece estar crescendo. Seus clientes tiveram £ 93,3 milhões (cerca de US$ 121 milhões) em criptoativos no fim de 2019, segundo um relatório anual publicado na última segunda-feira (10).

Um porta-voz da Revolut confirmou os números ao The Block. Foi um aumento de 152% em comparação aos £ 37,1 million (cerca de US$ 48 million) de 2018, significando que clientes da Revolut investiram mais em criptoativos no ano passado.

Ainda não se sabe quais foram os principais criptoativos retidos pelos clientes, e o porta-voz não forneceu detalhes.

Atualmente, Revolut fornece suporte a seis criptomoedas em seu aplicativo de investimentos: bitcoin (BTC), ether (ETH), XRP, bitcoin cash (BCH), litecoin (LTC) e stellar lumens (XLM).

Ainda não se sabe quantos clientes da Revolut possuem criptoativos em 2020. Porém, o negócio de cripto da startup parece ter aumentado, de acordo com a Revolut: “alguns produtos, como negociação de cripto, foram positivamente impactados pela COVID-19 a curto prazo”.

Revolut fornece suporte a seis criptomoedas em seu aplicativo de investimentos: bitcoin (BTC), ether (ETH), XRP, bitcoin cash (BCH), litecoin (LTC) e stellar lumens (XLM) (Imagem: Revolut/Blog)

“Ativos intangíveis”

A Revolut considera os criptoativos de seus clientes como “ativos intangíveis”, segundo normas contábeis do Reino Unido.

“Criptoativos são reconhecidos a preço justo utilizando o modelo de reavaliação. Assim, uma perda por imparidade em um ativo que não foi reavaliado anteriormente é reconhecido como lucro ou prejuízo”, explica a publicação da Revolut.

Embora a Revolut ofereça aos clientes a capacidade de adquirir criptoativos via seu aplicativo, a própria empresa possui criptoativos, segundo o relatório anual.

“Os criptoativos são retidos em um truste com uma custodiante qualificada, uma fornecedora de carteira cripto ou com uma das duas corretoras e podem estar tanto em carteiras ‘quentes’ (conectadas à internet) ou ‘frias’ (não conectadas à internet). Revolut leva muito a sério a segurança de criptoativos e possui sistemas robustos para evitar acesso não autorizado”, disse a empresa.

Ativos intangíveis.

Revolut foi lançada em 2015 e começou a oferecer serviços de cripto em dezembro de 2017, quando o bitcoin obteve sua maior alta de US$ 20 mil. Atualmente, Revolut possui quase 13 milhões de clientes de varejo.

Recentemente, a empresa disse que sua clientela ativa de cripto na Europa é de acima de um milhão. No mês passado, a empresa também lançou seu serviço cripto nos EUA ao firmar uma parceria com Paxos Crypto Brokerage.

Diversas fintechs americanas já fornecem serviços de cripto, incluindo Cash App da Square e SoFi. PayPal também está trabalhando com a Paxos para lançar um serviço cripto.

Embora o negócio cripto da Revolut pareça estar encaminhado, a empresa é deficitária.

O prejuízo líquido da Revolut triplicou em 2019, para £ 106,5 milhões (US$ 139,6 milhões) de £ 32,9 milhões (US$ 42,7 milhões) em 2018. Isso foi apesar das receitas terem aumentado 180%, para £ 162,7 milhões (US$ 221,6 milhões) em 2019, em comparação a £ 58,2 milhões (US$ 75,7 milhões) em 2018.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 12/08/2020 - 12:01