Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Confira métricas fundamentais do blockchain Zcash (ZEC)

13/08/2020 - 12:04
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Estatísticas de blockchain mostram um aumento nas transações diárias e nos endereços ativos nas últimas semanas, enquanto indicadores técnicos para atividade econômica no blockchain estão em território de sobrecompra (Imagem: Crypto Times)

Parte 1

O número total de transações por dia na rede (linha vermelha do gráfico abaixo) continuou a aumentar desde janeiro, agora ultrapassando uma nova alta. Transações por dia estão, em média, baixas em comparação aos níveis vistos no fim de 2018.

Os valores médios de transações (preenchimento verde no gráfico abaixo) estão em US$ 8 mil, em comparação a uma baixa em abril de US$ 62 e, recentemente, atingiram uma alta recorde de quase US$ 15 mil.

(Imagem: CoinMetrics)

O tamanho médio de bloco (linha vermelha do gráfico abaixo) continua baixíssimo. O tamanho de blocos é uma métrica tanto do uso como da capacidade de escalabilidade do blockchain.

Taxas médias de transação (preenchimento verde do gráfico abaixo) caíram desde junho de 2018, e estão em US$ 0,015. A atualização Sapling reduziu os custos de memória em cem vezes que, por sua vez, agora barateiam os envios de transação.

(Imagem: CoinMetrics)

O valor da rede Kalichkin de 30 dias para estimar a proporção de transações diárias no blockchain (NVT) (linha vermelha do gráfico abaixo) aumentou para 60 nos últimos dois meses.

Uma clara tendência de alta na NVT sugere que uma moeda está sobrevalorizada com base em sua atividade e utilidade econômica, que deve ser considerada como um indicador negativo de preço.

Uma queda na NVT sugere o oposto. Menos de 20% das transações protegidas no blockchain não estão incluídas nesse cálculo, ou seja, a verdadeira NVT provavelmente está bem menor do que a métrica sugere.

Endereços mensais ativos caíram significativamente de uma alta de 96 mil em janeiro de 2018 e está atualmente em 19 mil (preenchimento vermelho do gráfico abaixo), agora estão baixíssimos.

Endereços ativos são importantes de se considerar ao determinar o valor fundamental da rede com base na lei de Metcalfe. ZEC possui menos endereços mensais ativos do que Bitcoin, Ethereum, DASH, Decred (DCR), Litecoin (LTC), DOGE (DOGE), Bitcoin Cash (BCH) e Ethereum Classic (ETC).

(Imagem: CoinMetrics)

A capitalização de mercado dividida pelo valor de mercado obtido (MVRV) é outra métrica fundamental nativa de cripto para avaliar condições de sobrecompra ou sobrevenda.

O valor de mercado obtido aproxima o valor pago por todas as moedas em existência ao somar o valor de mercado de moedas na época em que foram movimentadas pela última vez no blockchain.

Historicamente, períodos de um MVRV de menos de 0,4 representaram condições de sobrevenda enquanto períodos de MVRV acima de 1,0 representam condições de sobrecompra.

Dos níveis de MVRV acima de quatro desde janeiro de 2017, todos os três coincidiram com altas recordes no preço. Atualmente, o MVRV está em 1,05 e aumentando, sugerindo uma possível alta local no preço.

(Imagem: CoinMetrics)

ZEC usa o algoritmo proof-of-work (PoW) Equihash, que foi originalmente feito para ser resistente a chips de circuitos integrados de aplicação específica (ASICs).

Porém, a Bitmain desenvolveu máquinas ASICs para o algoritmo Equihash, que foi ao ar na rede em maio de 2018, e enviado em junho de 2018.

Bitmain também lançou outro ASIC, o primeiro em 2020, que provavelmente irá impulsionar ainda mais a taxa de hashes nos últimos seis meses. Todos os ASICs de Equihash disponíveis são rentáveis a US$ 0,04 por kilowatt/hora (kWh).

(Imagem: asicminervalue)

Em resposta ao aumento no uso de ASICs no blockchain, o anúncio da Zcash Foundation sobre uma iniciativa para pesquisa sobre resistência a ASICs no blockchain e a ECC concluiu que o “objetivo principal” é a ampla inclusão tanto por amadores como por profissionais.

A comunidade ZEC votou e decidiu evitar a resistência a ASICs como uma prioridade para focar nos atuais algoritmos PoW não utilizados. Quaisquer alterações futuras precisarão de aprovação por meio de processo de Propostas de Melhoria ao Zcash (ZIPs).

A taxa de hashes (ou taxa de processamento computacional) e a dificuldade aumentaram rapidamente desde abril de 2019, continuando a estabelecer novas altas recordes em alguns meses.

O uso de ASICs para a mineração de uma criptomoeda pode significar que a rede se torna cada vez menos descentralizada conforme o hardware continua a expulsar mineradores com menor poder computacional.

Embora constantes ajustes de PoW diminuam ASICs significativamente, o processo também pode resultar em um tipo diferente de descentralização por meio da necessidade de constantes atualizações de nós.

(Imagem: BitInfoCharts)

No último mês, a taxa de hashes do ZEC foi distribuída entre alguns pools anônimos de mineração. Dois pools públicos, FlyPool e ViaBTC, mineram de 10% do total de blocos.

Um minerador desconhecido, t1bzs, totaliza 26% do total de blocos minerados. O grande número de pools desconhecidos pode ser relacionado aos ASICs recém-lançados pela Bitmain.

(Imagem: Zchain Statistics)

Nos mercados, o volume negociado em corretoras do ZEC nas últimas 24 horas foi predominantemente liderado pelos pares de tether (USDT) e bitcoin (BTC) na Huobi, Binance e OKEx.

ZEC ganhou diversas listagens nos últimos três anos, sendo acrescentado à corretora Gemini em maio de 2018, à Bittrex em setembro de 2018, à Coinbase em dezembro de 2018 e à eToro no início de 2019.

Binance também acrescentou diversos pares de negociação com ZEC em março de 2019, bem como um contrato perpétuo de futuros ZEC/USDT com alavancagem de até 50 vezes em fevereiro. Binance.US listou o par ZEC/USD em outubro de 2019.

OKEx lançou os pares de negociação ZEC/USDT e ZEC/BTC em fevereiro. No início deste ano, Binance Savings acrescentou ZEC como um depósito flexível em conta-poupança com rendimento anual de 1%.

Zecwallet também estará disponível para download para os sistemas Android e iOS. Bitstamp também anunciou planos de listar ZEC no futuro próximo.

Em julho de 2018, o Serviço Secreto dos EUA recomendou a regulamentação de todas as moedas de privacidade, incluindo ZEC, XMR e DASH.

A Agência de Serviços Financeiros do Japão também pressionou corretoras a abandonarem os mesmos ativos, citando atividades criminosas. Coincheck, uma das corretoras japonesas mais populares, deslistou as três criptomoedas em maio de 2018.

Em junho, a Chainalysis anunciou que ZEC e DASH agora se qualificam para “investigação e suporte de compliance”.

Em 2019, a corretora CEX.io deslistou ZEC e DASH por conta de pressões bancárias, apesar de ambas não terem sido listadas novamente.

Coinbase UK também deslistou ZEC em 2019 por conta de pressões bancárias do Clearbank. Apesar de ser aprovada por clientes da Coinbase em Nova York, o recurso de enviar transações protegidas na corretora está desativado.

Dados mundiais no Google Trends para a busca pelo termo “zcash” se mantiveram estáveis desde julho de 2018, mas houve um breve aumento em junho de 2019 e em julho. O interesse no Google Trends não aumentou significativamente nos últimos dois anos.

Um breve aumento nas pesquisas por “zcash” aconteceu antes na “bull run” no quarto trimestre de 2017, provavelmente indicando uma grande onda de novos participantes de mercado na época.

Dados do Google Trends têm certa corre correlação entre dados do Google Trends.

Um estudo realizado em 2015 descobriu uma forte correlação entre dados do Google Trends e o preço do bitcoin enquanto um estudo realizado em 2017 concluiu que, quando as pesquisas no Google “bitcoin” aumentaram drasticamente nos EUA, o preço do bitcoin caiu.

(Imagem: Google Trends)

Parte 3

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 13/08/2020 - 13:36