Confira o desempenho do mercado cripto esta semana

16/11/2020 - 9:16
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Confira um resumo semanal sobre notícias relevantes relacionadas a cripto: esta semana, continua apostando em cripto, aumentando o preço do bitcoin em até US$ 16,5 mil; houve apenas um sobrevivente da bifurcação drástica da rede Bitcoin Cash; e uma senadora republicana é pró-bitcoin (Imagem: Unsplash/@cliffordgatewood)

O preço do bitcoin (BTC) aumentou 3% ao longo da semana conforme seu mercado de alta (ou “bull run”) continua a todo vapor.

Houve resultados distintos no restante do mercado cripto, conforme tokens DeFi como Uniswap (UNI) e Aave (AAVE) subiram mais de 20% enquanto grande parte do mercado de altcoins (moedas alternativas ao bitcoin) esteve no vermelho.

Ao longo da semana, o preço do ether (ETH) caiu 1%; do ripple (XPR) subiu 6%. O mercado cripto como um todo subiu 3% na última semana.

PayPal continua a direcionar demanda após ter anunciado na última quinta-feira (12) que permitiria que todos os cidadãos americanos qualificados comprassem, armazenassem e vendessem criptoativos.

A empresa também anunciou que irá aumentar os limites de aquisição de US$ 10 mil para US$ 15 mil, citando forte demanda por seu novo serviço.

Por conta desse anúncio, o preço do bitcoin disparou de US$ 15.624 para US$ 16.449 em apenas 24 horas.

Bitcoin Cash (BCH) é a bifurcação do protocolo original Bitcoin (BTC) mais famosa, mas continua enfrentando problemas de consenso em sua comunidade (Imagem: Crypto Times)

Nesse domingo (15), o blockchain Bitcoin Cash (BCH) se separou em dois, BCHA e BCHN, após uma controversa atualização de rede que dividiu sua comunidade e suas equipes de desenvolvimento.

Houve divergências por conta de detalhes técnicos para melhorar os ajustes de dificuldade e as sugestões pela equipe por trás da BCHA para alocar uma porcentagem das recompensas por bloco em custos de desenvolvimento.

Grande parte dos mineradores parecem ter escolhido BCHN como seu blockchain preferido para alocar poder de hashes (processamento).

Coin Dance relata que dentre os últimos mil blocos minerados nos dois blockchains, 84,6% foram no blockchain BCHN, 15,4% não foram assinalados e 0% foram mineradores no BCHA.

A perspectiva de que a bifurcação BCHA acabará sendo um blockchain-fantasma é ainda mais provável, dado que grandes corretoras decidiram não listar o token BCHA, diferente da BitFinex, onde o token está sendo negociado a US$ 12,30.

BCHN, por sua vez, ainda está sendo negociado em grande parte das corretoras a US$ 240 e só caiu 11% de seu preço pré-bifurcação.

Na semana passada, Cynthia Lummis, senadora eleita pelo estado americano de Wyoming, em entrevista ao canal ABC, contou que ela espera inserir o bitcoin na conversa nacional.

Ela disse ter sido uma ex-tesoureira estadual e investiu em fundos permanentes de Wyoming. “Eu sempre estive em busca de uma boa reserva de valor. O bitcoin entra nessa conta”.

Agora, com uma bitcoiner como legisladora no Congresso, há esperanças de que a compreensão sobre a proposta de valor dos criptoativos seja melhor interpretada por reguladores americanos.

O que vem por aí esta semana?

16 a 20 de outubro: Meridian, conferência virtual da Stellar

Esta semana, Stellar (XLM) realiza sua conferência anual, Meridian, com o tema “conexões globais para solucionar problemas do mundo real”.

Palestrantes da conferência incluem Reid Hoffman, cofundador do LinkedIn, e Ellen Johnson Sirleaf, ex-presidente da Libéria e ganhadora do prêmio Nobel da Paz, além de ter sido a primeira mulher presidente eleita no continente africano.

Recentemente, Jed McCaleb, cofundador e principal arquiteto da Stellar Development Foundation (SDF), em participação ao podcast Crypto Conversation da BNC, onde discutiu as intenções do Stellar em fornecer melhorias em vez de substituir o sistema financeiro existente.

O preço do XLM caiu 1% na última semana.

O halving do ZEC irá acontecer em novembro de 2020, na altura do bloco 1.064.400, quando a recompensa por bloco for reduzida de 12,5 ZEC para 3,125 ZEC a cada 75 segundos por conta dos ajustes anteriores de intervalos entre blocos (Imagem: Crypto Times)

18 de novembro: halving da rede Zcash

Zcash (ZEC) é uma bifurcação com foco em privacidade do protocolo Bitcoin e irá realizar seu primeiro halving de recompensa por bloco nesta quarta-feira (18), em que o número total de tokens ZEC premiados a mineradores por bloco será reduzido de 6,25 ZEC para 3,125 ZEC.

Geralmente, um evento de halving resulta em maiores preços por conta da redução na quantia que mineradores vendem todos os dias para compensar despesas operacionais.

Considerando que a demanda pela reserva de valor de privacidade continue no mesmo nível, o preço do ZEC pode aumentar após o halving — já que subiu 1% na semana passada.

Top 10 criptoativos da semana

Foi uma semana bem mista para os dez principais criptoativos de grande capitalização na tabela da Brave New Coin. A moeda XRP do protocolo de pagamentos Ripple foi a maior ganhadora da semana.

A fornecedora de dados Santiment relata que o número de endereços de XRP que possuem entre 1 milhão e 10 milhões de XRP atingiu uma alta recorde de 1.350 endereços, o que sugere que “baleias” estão direcionando esse recente aumento de preço.

Gráfico de preço do bitcoin

Recentemente, o preço do bitcoin ultrapassou a marca dos US$ 16 mil e quase chegou a US$ 16,5 mil nesse último final de semana.

A fornecedora de dados Glassnode relata que contratos abertos em corretoras de futuros de bitcoin atingiram uma alta recorde conforme o interesse em bitcoin dos investidores continua a aumentar.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 16/11/2020 - 9:16

Pela Web