Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Desinvestimento em carvão deve frear perda de bilhões da Vale

21/01/2021 - 15:14
Vale
Para o banco, a movimentação está em linha com a estratégia da empresa de se tornar uma referência ESG de longo prazo (Imagem: Facebook/Vale)

O primeiro passo dado pela Vale (VALE3) nesta quinta-feira (21) para começar o desinvestimento no mercado de carvão deve frear as fortes perdas que a empresa sofreu desde que decidiu entrar neste ramo, na visão do BTG Pactual.

A empresa assinou um acordo para comprar a participação da empresa Mitsui na mina de carvão de Moatize. De acordo com a empresa, com essa negociação, será possível estrutura a saída da empresa da mina e do Corredor Logístico de Nacala (CLN), o que é o primeiro passo para o desinvestimento no negócio.

“Reconhecemos que a incursão no carvão/Moatize foi um grande erro, com a empresa afundando bilhões de dólares e diluindo o retorno. No entanto, temos o prazer de ver a Vale dar o primeiro passo para desinvestir seu negócio de carvão”, avaliou o BTG.

Para o banco, a movimentação está em linha com a estratégia da empresa de se tornar uma referência ESG de longo prazo.

Embora essa saíde possa pegar alguns investidores de surpresa, isso não deve acabar com a história de retorno de caixa de curto prazo da Vale.

“No final das contas, a Vale está reconhecendo um erro e trocando de marcha, o que acreditamos ser um passo na direção certa por parte desta gestão”, comentou o BTG.

Para eles, embora as ações da vale sejam inegavelmente baratas, acredita-se que a redução do risco da história do patrimônio será um processo gradual baseado em três pilares: (i) retorno de caixa – os analistas estimam que a Vale distribuirá dividendos elevados no próximo ano; (ii) recuperação gradual dos volumes e redução dos custos à frente; e (iii) uma percepção ASG que melhora marginalmente (longo prazo).

Em geral, o banco se mostrou confiante de que a administração está altamente focana na eliminação de gastos desnecessários de dinheiro, o que os faz reiterar a compra dos papéis, com preço-alvo de US$ 21.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 21/01/2021 - 19:52