EscolaCripto: os predecessores do bitcoin

09/01/2021 - 13:00
Em artigo exclusivo para o Crypto Times, EscolaCripto menciona quais criptomoedas vieram antes do bitcoin (Imagem: Crypto Times)

Você sabia que o bitcoin não foi a primeira moeda digital a ser criada? Muito antes do seu surgimento, várias tentativas e experimentos foram testados e estudados, essenciais para fundamentar a base que ajudou Satoshi Nakamoto a criar o bitcoin.

As razões para projetos anteriores não terem dado certo são variadas: limitações de infraestrutura tecnológica, gasto duplo, centralização, etc. 

Pode-se dizer que o bitcoin é a junção de várias ideias e o fruto da contribuição de vários outros estudos de matemáticos, cientistas da computação e criptógrafos.

As pessoas que podem efetivamente estar por trás da criação do bitcoin podem ter participado dos projetos que o antecederam.

Uma das primeiras tentativas de criação de uma moeda digital ocorreu na Holanda em 1980. Para tentar resolver o problema de assaltos a postos de gasolina, surgiu a ideia de vincular dinheiro a cartões inteligentes.

Assim, os motoristas de caminhões recebiam esses cartões ao invés do papel-moeda, melhorando a segurança. Esse pode ter sido o primeiro exemplo de dinheiro eletrônico que possui alguma relação com as moedas digitais como as conhecemos hoje.

Agora, vamos analisar alguns dos projetos que antecederam o BTC.

DigiCash

Fundada por David Chaum em 1989, DigiCash foi o primeiro tipo de dinheiro eletrônico anônimo que usou protocolos criptográficos.

Assim como o bitcoin, DigiCash eliminava o controle de terceiros por meio de chaves criptográficas públicas e privadas, permitindo que a moeda fosse transferida entre indivíduos de forma segura e privada, o que remete a semelhanças com as criptomoedas dos dias atuais.

O projeto faliu em 1998 e foi vendido em 2002 para a eCash Technologies, outra empresa de moeda digital que, em seguida, foi adquirida pela InfoSpace (atual Blucora).

Os conceitos introduzidos no DigiCash, bem como algumas de suas fórmulas e ferramentas de criptografia, desempenharam um papel importante no desenvolvimento das moedas digitais que vieram posteriormente.

BitGold

Proposta pelo veterano criptógrafo Nick Szabo em 1998, BitGold apresentou, pela primeira vez, uma solução parecida com o atual blockchain, funcionando com seu próprio sistema proof-of-work, onde todas as transações eram criptograficamente colocadas em um registro público.

Apesar de ter as mesmas limitações que o B-Money (descrito abaixo), apresentava a novidade de ajuste no nível de dificuldade da rede.

O objetivo de Szabo era que o BitGold refletisse as propriedades do ouro real, permitindo que os usuários eliminassem totalmente o intermediário.

O BitGold, assim como o B-Money, acabou não tendo sucesso devido a problemas de infraestrutura. No entanto, também serviu de inspiração para um grande grupo de moedas digitais que entrariam no mercado uma década ou mais após sua introdução.

Szabo afirmou:

Seria muito legal se houvesse um protocolo no qual bits de valor elevado pudessem ser criados on-line, de um jeito impossível de falsificar, com dependência mínima em terceiros e, então, seguramente armazenados, transferidos e verificados igualmente, com mínima necessidade de confiança. 

B-Money

A criptomoeda foi proposta em 1998 pelo desenvolvedor, cientista da computação e membro da comunidade “cypherpunk”, Wei Dai, e foi pioneira em relação à ideia de proof-of-work na criação de dinheiro eletrônico.

A ideia descrita era de um sistema distribuído de dinheiro eletrônico anônimo que operaria com pseudônimos na transferência de dinheiro em uma rede descentralizada.

O sistema incluía um tipo de contrato na rede que poderia ser executado sem envolver terceiros, como os atuais contratos inteligentes da Ethereum

A B-Money foi proposta em um whitepaper, mas não conseguiu atenção suficiente para ter um lançamento bem-sucedido.

Era bastante diferente do bitcoin em muitos aspectos. Porém, foi uma tentativa de criar um sistema de moeda anônima, privada e segura.

Inspirou muitos elementos do bitcoin e de outras criptomoedas atuais — inclusive, foi citada no whitepaper do bitcoin.

Hashcash

A ideia original do HashCash foi proposta em 1992 por Cynthia Dwork e Moni Naor para restringir o spam de e-mails e prevenir ataques de negação de serviço (DDoS).

Posteriormente, em 1997, Adam Back, cofundador e CEO da plataforma Blockstream, apresentou uma proposta semelhante, tendo sido um dos projetos pré-bitcoin de maior sucesso.

HashCash abriu uma ampla gama de possibilidades — que só seriam concretizadas quase duas décadas depois — e utilizou um algoritmo proof-of-work para auxiliar na geração e distribuição de novas moedas, muito parecido com muitas criptomoedas contemporâneas. 

Na época, HashCash também encarou muitos dos mesmos problemas que as criptomoedas de hoje. Enfrentando uma necessidade crescente de poder de processamento, tornou-se cada vez menos eficaz. 

Muitos dos elementos do sistema HashCash também remetem ao desenvolvimento do Bitcoin.

E-Gold

Foi inicialmente desenvolvido por Douglas Jackson e Barry Downey em 1996, dois anos antes da criação do PayPal. A ideia foi criar um ativo lastreado em ouro. 

Foi um projeto muito inovador para a época, proporcionando transparência e mostrando o número de pessoas utilizando a moeda.

E-Gold chegou a ter bastante adoção e alcançou seu pico em 2006, quando também começou a apoiar outros metais preciosos. Porém, não durou tanto tempo e terminou devido a questões legais

O bitcoin é a junção de ideias e experimentos que o antecederam, baseados em liberdade e inovação.

Tudo isso deu origem a uma das maiores invenções do século XXI, que completou exatos 12 anos no dia 3 de janeiro de 2021.

No meio de tantos criptoativos que surgiram após o lançamento do bitcoin, ele ainda é — e sempre será — o mais valioso desse ecossistema. 

É difícil imaginar a criação do bitcoin sem as tentativas e os experimentos de dinheiro eletrônico das décadas anteriores, que possibilitaram a construção de seus fundamentos.

O bitcoin é o resultado de décadas de pesquisa criptográfica, funções hash, assinaturas digitais e muitas outras variáveis.

Clique aqui pra conferir a linha do tempo da pré-história do bitcoin organizada pela EscolaCripto.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 07/01/2021 - 14:52

Cotações Crypto
Pela Web