Ex-Coinbase afirma que corretora deveria ter aberto capital no blockchain Ethereum

09/05/2021 - 15:42
“Acho que, se a Coinbase tivesse aberto capital na Coinbase, valeria o dobro do que vale agora”, afirmou Carlson-Wee (Imagem: Twitter/Coinbase)

Em participação ao evento Ethereal Summit do Decrypt, Olaf Carlson-Wee, CEO e fundador da Polychain Capital — e, na época, o primeiro contratado da corretora Coinbase (COIN) — afirmou que as ações da empresa valeriam bem mais hoje se a empresa tivesse escolhido uma forma nativa de cripto de abrir capital.

“Acho que, se a Coinbase tivesse aberto capital na Coinbase, valeria o dobro do que vale agora”, afirmou ele. Em 14 de abril, a Coinbase teve uma listagem direta na Nasdaq.

Carlson-Wee pensou em um modelo parecido com a stablecoin U.S. Dollar Coin (USDC), no qual as ações da empresa seriam representadas como tokens padrão ERC-20, permitindo sua negociação por meio do “mundo selvagem e maravilhoso” das finanças descentralizadas (DeFi).

Porém, a listagem da Coinbase não foi nada tradicional, pois escolheu uma listagem direta em vez de seguir o caminho de uma oferta pública inicial (IPO) tradicional. Listagens diretas são menos complicadas, menos burocráticas e mais baratas.

Assim, a Coinbase não criou novas ações, e sim ofereceu 115 milhões de ações já existentes. Atualmente, está sendo negociada a US$ 263,70.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 09/05/2021 - 15:43

Pela Web