Falha causa problemas no blockchain Ethereum

12/11/2020 - 8:10
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Alguns operadores de nós não atualizaram a versão mais recente de um sistema importante, o que resultou em uma falha e na pane da rede Ethereum que, temporariamente, se dividiu em duas (Imagem: ConsenSys/Blog)

Grande parte do blockchain Ethereum sofreu panes nessa quarta-feira (11) após uma falha no código da Ethereum, um cliente principal usado por 81% da rede, fez com que a Ethereum bifurcasse sem querer.

O acontecimento resultou em preocupações de que os fundos dos usuários estavam em risco, pois a falha fez com que algumas das maiores aplicações da rede ficassem inoperáveis.

Agora, Ethereum voltou ao normal após o susto, que durou algumas horas, mas a frustração permanece por toda a comunidade.

A falha fez com que o blockchain Ethereum se dividisse temporariamente e, por muitas horas, usuários estavam lidando com duas versões do blockchain com diferentes históricos de transações.

Grandes corretoras, incluindo Binance, suspenderam saques de ether (ETH) e a comunidade Ethereum enfrentou horas de pânico antes de ser anunciado que um bug no cliente Go Ethereum (GETH) foi o motivo do caos.

A divisão do blockchain aconteceu por conta de uma alteração no código inserida no cliente durante uma atualização em julho.

A mudança era incompatível com as versões anteriores de Geth e, assim, o consenso não foi atingido para operadores que executavam versões anteriores. Operadores de nós Geth que haviam ignorado a atualização foram afetados pela falha e começaram um blockchain secundário.

Operadores de nós têm o direito de verificar blocos e dados transacionais para que a rede funcione de forma descentralizada, ou seja, sem controle de uma empresa ou organização principal.

Grande parte dos operadores de nós afetados disseram que, quando viram as atualizações da versão 1.9.17 em 20 de julho de 2020, acharam que era algo simples e, então, não realizaram a atualização, que incluía uma grande alteração ao design de consenso da Ethereum.

Uma publicação “post-mortem” da equipe do Geth afirma que um “problema de consenso foi (deliberadamente) provocado na rede Ethereum”.

Um membro da equipe da Optimism, que desenvolve Optimistic Rollups, solução de escalabilidade de segunda camada — implementação que tornará a rede mais rápida, leve e segura —, afirmou que o projeto decidiu “testar a falha e ver o que aconteceria”, explicando que “não percebemos o impacto de poucos nós que não haviam sido atualizados”.

Um dos fornecedores de serviços de nós afetados foi Infura, que fornece infraestrutura para grandes aplicações da Ethereum, como MetaMask, OpenZeppelin, Maker, carteira Coinbase, CryptoKitties e o protocolo 0x.

Infura relatou que passou por uma pane em seus serviços da Ethereum que, temporariamente, prejudicou inúmeras aplicações de finanças descentralizadas (DeFi) e de carteira.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 12/11/2020 - 8:11

Pela Web