Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Finanças descentralizadas (DeFi) e a promessa de altos rendimentos

22/06/2020 - 8:59
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
O ecossistema DeFi continua a atrair novos usuários e capital conforme novos produtos e serviços são lançados. O valor total de ativos bloqueados no ecossistema DeFi dispararam para uma nova alta recorde na semana passada, atingindo US$ 1,52 bilhão, segundo o site DeFi Pulse (Imagem: Freepik)

Finanças Descentralizadas (DeFi) são um dos setores de maior crescimento no ecossistema dos criptoativos.

DeFi se refere à interconexão de criptoativos, contratos autônomos (ou “smart contracts”), protocolos e aplicações descentralizadas (dapps) criados na plataforma blockchain Ethereum.

Embora o bitcoin (BTC) tenha permitido que pessoas realizassem transações financeiras com outros indivíduos sem a necessidade de um intermediário financeiro, o blockchain Ethereum acrescentou outra camada de programabilidade por meio do uso de contratos autônomos.

O propósito das DeFi é criar um sistema financeiro descentralizado que oferece os mesmos produtos e serviços financeiros existentes nas finanças tradicionais sem a necessidade de uma autoridade central.

Crypto Storm #36: o que são finanças descentralizadas (DeFi)?

Uma das principais características das DeFi é a componibilidade, um recurso de design que conecta os componentes de um sistema entre si. Dessa forma, os diferentes produtos e serviços no ecossistema DeFi podem ser incorporados para criar novos produtos.

Recentemente, Compound se tornou o maior protocolo DeFi, segundo o site DeFi Pulse:

Compound permite que qualquer um forneça ou pegue tokens Ethereum emprestados por meio de um mercado descentralizado. Credores ganham juros sobre os criptoativos emprestados ao protocolo enquanto os mutuantes pagam juros para pegá-los emprestado.

Atualmente, o fornecimento de empréstimos em wrapped bitcoin (wBTC) no Compound gera um rendimento anual de aproximadamente 18%.

Wrapped bitcoin (WBTC) é um token de padrão ERC-20 lastreado em bitcoin de proporção 1:1. Também é chamado de “bitcoin da rede Ethereum”.

Compound usa cTokens para manter um registro de contabilidade.

Quando você fornece ativos ao protocolo Compound, seu saldo é representado como um cToken, que pode ser transferido, negociado ou programado por desenvolvedores para criar novas experiências, parecido com outros tokens da Ethereum.

Recentemente, usuários do protocolo de empréstimos DeFi votaram pelo início da distribuição do token de governança nativo do protocolo, COMP.

Agora, Compound é a maior aplicação em DeFi em termos de valor bloqueado no protocolo, com mais de 40% do mercado DeFi. O token COMP já aumentou 300% e começa a ser negociado na Coinbase Pro nesta segunda-feira.

Compound dá início à “revolução agrícola”
do setor de finanças descentralizadas (DeFi)

Embora Compound tenha passado por uma semana turbulenta, um outro projeto DeFi foi apresentado na última quinta-feira (19). Ren firmou uma parceria com Synthetix e Curve Finance para lançar um novo pool de liquidez incentivado para a tokenização de bitcoins.

Ren foi criado para ser uma camada de liquidez interoperável para o mundo descentralizado, aumentando o movimento irrestrito de valor entre blockchains com recursos de privacidade de conhecimento-zero (Imagem: Crypto Times)

Ren é um protocolo aberto que permite a transferência apermissionada e privada de valor entre blockchains.

O lançamento de maio da máquina virtual RenVM permite que usuários troquem bitcoin pelo token renBTC, criado na Ethereum. Isso dá aos detentores de bitcoin a capacidade de emprestar seus bitcoins e ganhar outros tokens em troca.

Synthetix é um protocolo descentralizado de emissão de ativos sintéticos criado na Ethereum. Esses ativos sintéticos possuem garantia pelo Synthetix Network Token (SNX), permitindo a emissão de ativos sintéticos.

Esse modelo agrupado de garantias permite que usuários realizem conversões entre ativos sintéticos diretamente com o contrato autônomo, sem a necessidade de contrapartes.

Curve é um pool de troca de liquidez criado na Ethereum, desenvolvido para a negociação eficaz de stablecoins (criptomoedas de valor estável), fornecendo uma receita extra sobre as taxas para fornecedores de liquidez.

Curve permite que usuários e contratos autônomos — como 1inch, Paraswap, Totle e Dex.ag — negociem com um algoritmo criado especificamente para stablecoins enquanto também ganham rendimento.

O pool de liquidez também fornece liquidez para o protocolo Compound, ou iearn.finance, onde gera ainda mais rendimento para fornecedores de liquidez.

Além do rendimento normal gerado pelas taxas de negociação do Curve Pool, o novo pool colaborativo inclui uma cesta atrativa de tokens para fornecedores de liquidez.

Curve é um pool de troca de liquidez criado na Ethereum, desenvolvido para a negociação eficaz de stablecoins (criptomoedas de valor estável), fornecendo um rendimento extra sobre as taxas para fornecedores de liquide (Imagem: Medium/Crypto Tutorials)

Synthetix e Ren criaram um pool na Balancer para SNX e REN, onde recompensas por liquidez são distribuídas na forma de SNX e REN “empacotados” (“wrapped”).

Como um efeito colateral calculado, esse pool Balancer também terá recompensas com tokens BAL, que serão redistribuídos a contribuidores do pool de liquidez em bitcoin do Curve.

Por fim, os tokens Curve Liquidity Provider (CRV) são ganhos por meio do pool principal de bitcoin e também serão redistribuídos aos fornecedores de liquidez.

Porém, BAL e CRV tokens ainda não estão disponíveis em um mercado aberto e serão distribuídos em proporção determinada (ou “pro-rata”) quando estiverem disponíveis.

A cada semana, fornecedores de liquidez receberão tokens SNX e REN “wrapped”, BAL e CRV em proporção às suas contribuições de liquidez de bitcoin ao Curve. Além disso, Ren e Synthetix contribuem com 10 mil SNX e 25 mil REN toda semana, por dez semanas.

Para coletar todos os incentivos disponíveis, fornecedores de liquidez precisarão contribuir com sBTC, renBTC e/ou wBTC ao pool de liquidez de bitcoin do Curve.

“Bem-vindos à Colheita Agrícola”, afirma a introdução do projeto do Ren. “Este é um exercício de coleta de rendimentos. A equipe não pode acessar o rendimento total ou resultado deste pool.”

Vitalik Buterin, cofundador da Ethereum, deu um alerta no último fim de semana. “Acho que damos palco demais para serviços DeFi que fornecem altas taxas de rendimento. Taxas de juros bem maiores das que você consegue nas finanças tradicionais ou são oportunidades de arbitragem temporárias ou possuem riscos inerentes não mencionados”.

Ele acrescenta que “deveríamos solidificar e melhorar alguns alicerces principais: tokens sintéticos para fiduciárias e outros grandes ativos (como stablecoins), oráculos (para mercados de previsão), corretoras descentralizadas (DEXes) e privacidade”.

Outros comentaristas, como Ari Paul da empresa de investimentos em cripto BlockTower, levantaram questões parecidas. “A busca por rendimento das DeFi está se aproximando de um ponto de inflexão interessante”, tuitou ele.

“Conforme competidores do Compound começam a fornecer incentivos parecidos, investidores sabem que, no total, será “bom demais pra ser verdade” que altos rendimentos virão de um futuro valor intrínseco”.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 11/09/2020 - 9:13