Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ibovespa avança puxado por exterior e recuperação do petróleo e Carrefour dispara

24/03/2021 - 12:34
B3 B3SA3 Bolsa Mercados ações Ibovespa
Às 12:34, o Ibovespa subia 1,07%, a 114.592.29 pontos (Imagem: REUTERS/ Paulo Whitaker)

A bolsa paulista ensaiava melhora nesta quarta-feira, com o noticiário corporativo em foco, destacando a aquisição do Grupo BIG, pelo Carrefour (CRFB3), que fazia as ações da unidade brasileira do grupo francês dispararem.

Às 12:34, o Ibovespa subia 1,07%, a 114.592.29 pontos, após recuar nos últimos dois pregões, acumulando declínio de 2,55%. O volume financeiro somava 9 bilhões de reais.

Wall Street corroborava o tom positivo no pregão brasileiro, com o S&P 500 e o Dow Jones em alta, assim como ajudava a recuperação dos preços do petróleo no mercado externo, após tombo na véspera.

Apesar disso o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa, ponderou mais cedo que a cresce a percepção de que a terceira onda da pandemia de Covid-19 avança pela Europa, o que alimenta preocupações sobre a recuperação da economia global.

Espera-se que a legalização das apostas esportivas seja muito significativa aos impostos

Destaques

Carrefour (CRFB3) disparava 15,6% após anunciar acordo para a aquisição do Grupo BIG por 7,5 bilhões de reais, expandindo sua presença em regiões como o Nordeste e o Sul do país e ampliando sua liderança no setor de varejo alimentar. O rival Pão de Açúcar (PCAR3) caía 0,85%.

CCR (CCRO3) valorizava-se 4,98% após anúncio de que assinou aditivos contratuais que lhe garantiram mais de 1 bilhão de reais junto ao governo paulista, com destaque para reequilíbrio econômico envolvendo o contrato da concessão de metrô Viaquatro.

Gol (GOLL4) subia 7,19%, antes de assembleias na tarde desta quarta-feira para decidir sobre a incorporação da controlada Smiles, principalmente após a companhia elevar a oferta aos acionistas da empresa de programa de fidelidade. Smiles (SMLS3) avançava 9,89%.

Suzano (SUZB3) valorizava-se 5,78% em dia de evento da companhia com investidores e após novos aumentos de preços de celulose. A Suzano ainda estimou atingir até 2024 desembolso total operacional de, aproximadamente, 1,4 mil reais por tonelada de celulose.

IRB Brasil RE (IRBR3) caía 3,57%, em meio a ajustes, após forte valorização na véspera, na esteira de resultados do primeiro mês do ano, que mostraram lucro para a resseguradora.

Magazine Luiza (MLGU3) perdia 3,44%, em sessão negativa para papéis relacionados a comércio eletrônico com um todo.B2W (BTOW3) recuava 1,74% e Via Varejo (VVAR3) cedia 1,65%. Em Nova York, Mercado Livre registrava queda de 2,59%.

Petrobras (PETR4) avançava 2,37%, na esteira da recuperação dos preços do petróleo no exterior. A companhia anunciou que reduzirá os preços tanto do óleo diesel quanto da gasolina em 0,11 real por litro em suas refinarias a partir de quinta-feira.

Vale (VALE3) subia 2,99%, com o setor de mineração e siderurgia como um todo no azul, uma vez que os futuros do minério de ferro na China avançaram pela segunda sessão consecutiva, recuperando-se do que analistas viram como um recuo exagerado em reação a medidas antipoluição.

Itaú Unibanco (ITUB4)  tinha variação negativa de 0,43%, enquanto Bradesco (BBDC4) mostrava acréscimo de 0,04%.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 24/03/2021 - 12:34

Pela Web