Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ibovespa segura os 101 mil pontos com noticiário corporativo e estímulos nos EUA

21/10/2020 - 12:30
Pregão segue cauteloso diante de indefinições no Capitólio dos EUA que podem culminar em mais liquidez nos mercados (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

O Ibovespa flertava com os 101 mil pontos nesta quarta-feira, após alguma hesitação nos primeiros negócios, com o noticiário corporativo ocupando os holofotes enquanto agentes financeiros acompanham as negociações nos Estados Unidos para mais estímulos fiscais.

Às 12:30 (horário de Brasília), o Ibovespa (IBOV) subia 0,20%, a 101.008,34 pontos. Na máxima, chegou a 101.148,97 pontos. O volume financeiro era de 5,76 bilhões de reais.

Nos Estados Unidos, Casa Branca e democratas tentam chegar a um acordo antes das eleições em novembro, embora muitos obstáculos permaneçam, incluindo o montante final do pacote de alívio aos efeitos econômicos do Covid-19.

“A pressão sobre ambas as partes (para um acordo) aumentou significativamente nas últimas semanas”, destacou o analista Milan Cutkovic, da Axi.

Destaques

As ações da Weg não despontaram neste pregão, mesmo após bom relatório (Imagem: Divulgação WEG)

Qualicorp (QUAL3) disparava 10,58%, após a rede de hospitais D’Or anunciar nesta quarta-feira que planeja ampliar sua participação companhia. A Rede D’Or, que está buscando aprovação do Cade para o negócio, já possui 10% de participação na Qualicorp.

IRB Brasil (IRBR3) avançava 1,83% após resultado de agosto, que mostrou prejuízo líquido de 65,4 milhões de reais, mas se excluído o impacto de negócios descontinuados teria sido de lucro de 73,8 milhões. Além disso, a justiça extinguiu ação envolvendo perdas das ações exigindo garantia de 1 bilhão de reais.

–  Cyrela (CYRE3) valorizava-se 1,72%, após divulgar na terça-feira que seus lançamentos no terceiro trimestre somaram 2,59 bilhões de reais, o que equivale a um crescimento de 45,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as vendas contratadas líquidas saltaram 58,1%.

Eztec (EZTC3) avançava 3,02%, tendo no radar previsão de realizar de 4 bilhões a 4,5 bilhões de reais em Valor Geral de Vendas para o agregado dos anos de 2020 e 2021, de empreendimentos exclusivamente residenciais, considerando somente a participação da companhia.

Weg (WEGE3) subia 0,04%, em meio à alta de 54% no lucro líquido do terceiro trimestre, para 644,2 milhões de reais, com a retomada da demanda de equipamentos de ciclo curto, além da manutenção do bom desempenho dos negócios de ciclo longo e controles de custos.

CVC Brasil (CVCB3) recuava 2%, após valorização na véspera, enquanto o setor de viagens permanece sensível a incertezas sobre a recuperação da atividade após a pior fase da pandemia de Covid-19. Gol (GOLL4) caía 1,27% e Azul (AZUL4) cedia 0,34%.

Petrobras (PETR3PETR4) perdia 0,35%, em linha com o petróleo no exterior e após forte valorização na véspera, com dados da companhia conhecidos após o fechamento da terça-feira mostrando alta de 2,6% na produção de petróleo e gás, para 2,952 milhões de barris de óleo equivalente ao dia (boed) no terceiro trimestre.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 21/10/2020 - 12:31