AgroTimes

Favorita do agro entre 27 analistas salta 40% em 6 meses e desbanca Cosan (CSAN3) e Minerva (BEEF3); veja as melhores ações para lucrar em dezembro

09 dez 2023, 8:00 - atualizado em 08 dez 2023, 16:42
jbs ação agro
O principal ponto de consenso é que o pior já passou e a companhia deve apresentar uma recuperação em 2024; veja as melhores ações do agro (Imagem: JBS)

Uma ação que avançou mais de 40% nos últimos seis meses é a favorita do agronegócio entre 27 analistas para o mês de dezembro.

O frigorífico desbancou Cosan (CSAN3) e Minerva (BEEF3), que completam o pódio entre as ações do agro mais recomendadas para o último mês de 2023

De acordo com o levantamento exclusivo do Agro Times, a JBS (JBSS3) é a ação favorita para dezembro.

O que explica a JBS entre as ações favoritas?

Mesmo após reportar um tombo de 86% no lucro líquido do 3T23, a JBS seguiu com recomendação de compra por Itaú BBA, Genial Investimentos e Banco Safra.

De modo geral, após os resultados, as corretoras viram melhora nos números da companhia, principalmente na operação nos Estados Unidos, com destaque para carne suína e bovina.

De acordo com Pedro Fonseca, analista da equipe de agro, alimentos e bebidas da XP Investimentos, o principal ponto de consenso é que o pior já passou e a companhia deve entregar melhoras sequenciais nos resultados em todas as operações no 4T23, além de um 2024 melhor que 2023.

“Nós também temos recomendação de compra no papel. Entretanto, o papel vem apresentando uma outperformance vs. Tyson Foods e ressaltamos que estamos negativos com o ciclo do gado nos EUA. Assim, o papel pode sofrer volatilidade com eventuais ajustes negativos de US Beef em 2024″, explica.

Segundo Luis Novaes, analista da Terra Investimentos, a JBS esteve pressionada nos últimos trimestres com a baixa lucratividade de sua operação na América do Norte, em razão da baixa oferta de bovinos, enquanto a demanda fraca da China prejudicou os preços da carne no mercado internacional.

“Observando uma perspectiva mais positiva a frente e o desconto excessivo da empresa após o período turbulento, a empresa voltou ao foco dos investidores. A possibilidade de listagem nos EUA é considerado um fator de risco de alta no ativo, considerando que o acesso da empresa ao mercado se tornaria significativamente maior, podendo refletir em custos menores de capital”, discorre.

Agro nas carteiras recomendadas

Entre as 16 companhias listadas na B3 que integram a carteira recomendada do agronegócio, nove tiveram ao menos uma recomendação de compra para o mês de dezembro.

O levantamento do Agro Times, que extraiu informações de 27 carteiras recomendadas neste mês, revela que as ações do agronegócio totalizam 22 indicações.

Empresa Ticker Recomendações
JBS JBSS3 5
Cosan CSAN3 4
Minerva BEEF3 3
Suzano SUZB3 2
Klabin KLBN11 2
SLC Agrícola SLCE3 2
São Martinho SMTO3 1
Raízen RAIZ4 1
Kepler Weber KEPL3 1
Marfrig MRFG3 0
BrasilAgro AGRO3 0
M. Dias Branco MDIA3 0
Camil CAML3 0
Boa Safra SOJA3 0
Jalles Machado JALL3 0
BRF BRFS3 0

Levantamento

O levantamento foi realizado com base em informações de carteiras recomendadas divulgadas por 27 instituições. Para dezembro, foram indicadas nove ações do agro, com 22 recomendações.

Foram contabilizadas apenas as ações que tiveram pelo menos uma recomendação.

Participaram do levantamento Ágora InvestimentosAtiva InvestimentosBB InvestimentosBenndorfBTG PactualCM Capital, EQI Research, ElevenEmpiricus ResearchGenial InvestimentosGuide InvestimentosInter ResearchItaú BBALevanteMirae AssetMyCap, Modal Mais, Nova FuturaÓramaPlannerRB InvestimentosBanco SafraSantanderTerra InvestimentosXP InvestimentosWarren PagBank.

Repórter no Agro Times
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.