Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Métricas para a moeda de privacidade GRIN continuam em baixa

09/09/2020 - 10:38
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Tanto o par GRIN/USD como o par GRIN/BTC mostram métricas de tendência de baixa, com preços abaixo da MME de 200 dias e da Nuvem diária. (Imagem: Twitter/GrinMW)

Grin (GRIN) é uma moeda de privacidade que usa MimbleWimble para ofuscar dados de transação.

Clique aqui para entender como funcionam seus recursos de privacidade.

Análise técnica

GRIN possui uma capitalização de mercado abaixo de US$ 20 milhões, em que o par GRIN/BTC possui pouco mais de um ano de histórico de preço.

Conforme preços se aproximam de baixas históricas, roteiros de desenvolvimento (roadmaps) para futuras movimentações de mercado podem ser encontrados em grandes intervalos usando Médias Móveis Exponenciais (MME), perfil de volume do intervalo visível (VPVR), osciladores, divergências e a Nuvem de Ichimoku.

Clique aqui para acessar mais informações sobre as análises técnicas descritas abaixo.

Médias Móveis Exponenciais (MMEs) são um indicador técnico de gráfico que rastreia o preço de um investimento ao longo do tempo.

No gráfico diário para o par GRIN/USD, o preço à vista esteve abaixo da MME de 50 dias desde sua concepção. Uma Cruz de Ouro da MME de 50 e 200 dias nunca aconteceu.

A MME de 200 dias, atualmente em US$ 0,64, deve atuar como um alvo médio de reversão caso o ímpeto de tendência de alta se materialize.

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) é um indicador que mostra a atividade de negociação ao longo de um período específico de tempo a certos níveis de preço. Assim, mostra o que foi comprado e vendido a esses níveis atuais.

Grande parte do volume histórico aconteceu entre a zona de US$ 0,40 e US$ 0,55 baseada no VPVR (barras horizontais no gráfico abaixo).

Uma reconsolidação nessa zona de alto volume será provavelmente necessária antes de quaisquer altas locais além de US$ 0,63. Atualmente, não existem divergências de Índice de Força Relativa (RSI) de tendência de baixa e alta, sugerindo um enfraquecimento no ímpeto de baixa.

A Nuvem de Ichimoku é uma coleção de indicadores técnicos que mostram os níveis de apoio e resistência, bem como o ímpeto e a direção da tendência.

Em relação à Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”).

A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

As métricas atuais da Nuvem no quadro temporal diário com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma baixa. O preço à vista está abaixo da Nuvem, então a Nuvem indica uma baixa, assim como as cruzes T/K.

O período de atraso está abaixo da Nuvem e dentro do preço à vista.

Um sinal de entrada comprada não acontecerá até que o preço à vista esteja acima da Nuvem, que geralmente acontece junto com um padrão de gráfico.

GRIN entrou para o mercado junto com outros blockchains com privacidade-padrão ou não padrão, como monero (XMR), beam (BEAM), dash (DASH), zcash (ZEC), decred (DCR) e pivx (PIVX).

Agora, após mais de um ano de existência, a inflação está bem mais alta, senão maior, do que grande parte das outras moedas, em uma tentativa de distribuir a moeda da forma mais ampla possível.

O desenvolvimento é descentralizado e bem-financiado por conta de inúmeras doações, totalizando acima de US$ 1 milhão.

GRIN possui listagem limitada em corretoras, o que pode prejudicar a especulação a curto prazo. Listagens adicionais devem ser um sinal de otimismo para o par, apesar de serem improváveis por conta das capacidades-padrão de privacidade da moeda.

Tanto o par GRIN/USD como o par GRIN/BTC mostram métricas de tendência de baixa, com preços abaixo da MME de 200 dias e da Nuvem diária. 

O par GRIN/USD está próximo de suas baixas históricas na parte inferior de seu nó de alto volume. É improvável que o par GRIN/BTC ganhe ímpeto de alta novamente até ultrapassar a zona entre 10 mil e 11 mil sats.

É provável que investidores comecem a comprar na baixa, esperando por um rápida e brusca variação, seguida de uma reversão média para 10 mil sats ou mais.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 09/09/2020 - 10:38