Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Quais foram os fatores que fizeram o bitcoin se estabilizar em US$ 10 mil?

27/07/2020 - 14:51
Após cair drasticamente com os mercados globais por conta da pandemia do coronavírus, o bitcoin se manteve estável em US$ 10 mil há sete semanas (Imagem: Unsplash/@bermixstudio)

No último final de semana, o bitcoin se manteve acima dos US$ 10 mil em sete semanas, retornando ao nível pré-coronavírus.

Segundo o Decrypt, alguns especialistas afirmam que, apesar de ser a maior criptomoeda, não está liderando o mercado e o seu aumento não era algo inesperado.

“Muitos analistas previram um aumento há algum tempo com base em aspectos técnicos e, com crescentes aspectos fundamentais e os efeitos da desvalorização de moedas fiduciárias, isso não era inesperado”, disse Jason Deane, analista da Quantum Economics, ao Decrypt.

Simon Peters, analista cripto na plataforma de investimentos eToro, notou o fluxo do bitcoin em corretoras pela primeira vez em diversos meses é consequência de descobertas em um relatório recente da Glassnode

“Ao meu ver, isso apenas significa que investidores buscam tomar vantagem dos preços de altcoins, que agora estão ganhando ímpeto comparadas ao bitcoin”, disse ele. Assim, o bitcoin não está seguindo o mercado, e sim mostrando ao que veio.

A crescente popularidade das plataformas de finanças descentralizadas (DeFi) baseadas na Ethereum pode ser um dos motivos para o amplo crescimento do mercado cripto.

A dominância atual do bitcoin está apenas em 61,6% conforme ether atingiu seu maior preço desde junho de 2019 nesse domingo (26) e altcoins estão sendo mais utilizadas para investimento.

Analistas de mercado sugerem que o bitcoin está sendo direcionado para corretoras para ser negociado pelos criptoativos que alimentam as plataformas DeFi.

“As métricas da rede Bitcoin também estão bem saudáveis, indicando que a confiança está alta e o preço está baixo”, disse Peters. “Essa pode ser a catálise para os investidores otimistas que estão ‘de braços cruzados’ agora vão e comprem.”

Um outro fator para o aumento do bitcoin pode ser o grande aumento de volume de derivativos em cripto.

No último final de semana, diversos defensores e céticos do bitcoin publicaram suas opiniões. Peter Schiff, cético do bitcoin e CEO da Pacific Capital, destacou que o bitcoin não havia mantido um preço acima de US$ 10 mil nos últimos anos.

Hodlonaut, personalidade pseudonímica de cripto, supôs que “nunca veremos o bitcoin abaixo dos US$ 10 mil novamente”.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 27/07/2020 - 14:51