Precatórios

Renda fixa com precatórios banca aposentadoria; quanto rende aporte de R$ 1 mil?

04 set 2023, 15:25 - atualizado em 04 set 2023, 15:25
Precatórios, Renda Fixa, Aposentadoria
Renda fixa com ativos judiciais, no caso precatórios, também é alternativa para garantir a aposentadoria (Imagem: Agência Brasil/Marcelo Camargo)

Os títulos de renda fixa em ativos judiciais, como é o caso dos precatórios, podem entrar como um das alternativas à aposentadoria. Isso porque a maioria das pessoas desconhece o funcionamento do ativo e pressupõe riscos de crédito inexistentes.

“Os precatórios têm um risco de crédito desprezível, substituído por uma pequena incerteza sobre o prazo de pagamento. Mesmo assim, a correção é pela taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, durante todo o período”, explica Valter Police, planejador financeiro (CFP®) e gerente da Droom Planner.

Dessa maneira, o investidor recebe a quantia paga pelo governo no vencimento do título e mais o desconto dado para quem antecipou o dinheiro ao credor do precatório. As taxas de rentabilidade chegam a variar entre 15% e 30% ao ano.

No entanto, caso o governo antecipe o pagamento dos precatórios antes que o previsto pelo investidor, a rentabilidade em títulos de longo prazo pode até superar os 40% ao ano, de acordo com o especialista.

“Todo investidor deve levar em conta seus objetivos e seu perfil na hora de analisar as opções de investimento. No caso dos precatórios, o investidor lucra com a diferença entre o valor de face e o desconto do título”, destaca o planejador financeiro ao Money Times.

Renda fixa com precatórios para aposentadoria

O planejamento financeiro é fundamental na estratégia de investidores de longo prazo. Conforme o gerente da Droom, a renda fixa focada em ativos judiciais entra como uma opção de segurança e rentabilidade, desde que respeitadas as características de cada investidor.

Sendo assim, o aporte anual de R$ 1 mil em precatórios pode render o montante de R$ 224.026,00 após o período de 20 anos, considerada a média de rentabilidade da categoria, que paga 20% ao ano.

Em comparação, o CDI (o principal índice de referência da renda fixa) remunera apenas 9% ao ano em prazos de investimento mais longos. Por exemplo, o mesmo aporte anual de R$ 1 mil renderia R$ 55.765,00 no intervalo de duas décadas.

Aporte de R$ 1 mil por ano

Período investido (anos) Média do CDI (9% ao ano) Média dos precatórios (20% ao ano)
1 R$ 10.900,00 R$ 1.200,00
2 R$ 2.278,00 R$ 2.640,00
3 R$ 3.573,00 R$ 4.368,00
4 R$ 4.985,00 R$ 6.442,00
5 R$ 6.523,00 R$ 8.930,00
10 R$ 16.560,00 R$ 31.150,00
15 R$ 32.003,00 R$ 86.442,00
20 R$ 55.765,00 R$ 224.026,00
25 R$ 92.324,00 R$ 566.377,00
30 R$ 148.575,00 R$ 1.418.258,00
Período investido (anos) Precatórios curto prazo (15% ao ano) Precatórios longo prazo (30% ao ano)
1 R$ 1.150,00 R$ 1.300,00
2 R$ 2.473,00 R$ 2.990,00
3 R$ 3.993,00 R$ 5.187,00
4 R$ 5.742,00 R$ 8.043,00
5 R$ 7.754,00 R$ 11.756,00
10 R$ 23.349,00 R$ 55.405,00
15 R$ 54.717,00 R$ 217.472,00
20 R$ 117.810,00 R$ 819.215,00
25 R$ 244.712,00 R$ 3.053.444,00
30 R$ 499.957,00 R$ 11.348.981,00

 

Repórter
Repórter de renda fixa do Money Times e Editor de agronegócio do Agro Times desde 2019. Antes foi Apurador de notícias e Pauteiro na Rede TV! Formado em Jornalismo pela Universidade Paulista (UNIP) e em English for Journalism pela University of Pennsylvania. Motivado por novos desafios e notícias que gerem valor para todos.
Linkedin Instagram Site
Repórter de renda fixa do Money Times e Editor de agronegócio do Agro Times desde 2019. Antes foi Apurador de notícias e Pauteiro na Rede TV! Formado em Jornalismo pela Universidade Paulista (UNIP) e em English for Journalism pela University of Pennsylvania. Motivado por novos desafios e notícias que gerem valor para todos.
Linkedin Instagram Site