Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Taesa tem 4º trimestre morno, mas dividendos não decepcionam

04/03/2021 - 10:48
Energia elétrica, Taesa
O Safra retomou a cobertura das ações da Taesa com recomendação neutra (Imagem: YouTube/TAESA Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A.)

Os resultados da Taesa (TAEE11) não apresentaram grandes surpresas, na opinião dos analistas. Para o Safra, que retomou a cobertura das ações da companhia com recomendação neutra e preço-alvo para os próximos 12 meses de R$ 34,70 (versus R$ 31,40 anteriormente), os números do quarto trimestre de 2020 vieram em linha com as estimativas em termos de Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) regulatório, que atingiu R$ 302 milhões, e lucro líquido regulatório, cujo montante chegou a R$94 milhões.

A recomendação neutra se deve ao valuation justo e aos esperados riscos de queda em função do potencial aumento das taxas de juros. Além disso, os analistas veem potencial de alta limitado para a ação, considerando que a Taesa deve mirar aquisições e participar de leilões de transmissão no curto prazo para seguir com a trajetória de crescimento.

“No entanto, a Taesa continua sendo um negócio sólido com boa previsibilidade de geração de caixa e dividend yield atraente de 8,2% para 2021-2023, na média”, destacou o analista Daniel Travitzky, em relatório divulgado nesta quinta-feira (4).

O Safra atualizou a tese de investimento da companhia para incluir as projeções macro e os resultados do terceiro trimestre. A instituição elevou a projeção do Ebitda em 13,8% e 10,9% para 2022 e 2023, respectivamente, bem como o lucro por ação (LPA) em 24,7% para 2022 e 17% para 2023. As estimativas para 2021 não sofreram alterações; o Ebitda esperado deve crescer apenas 0,7% e o LPA 3,5%.

Energia Elétrica, Taesa
A XP avaliou como negativo o balanço divulgado pela Taesa, mas destacou que a distribuição de dividendos continua elevada (Imagem: LinkedIn/Taesa – Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A.)

A XP Investimentos reiterou sua recomendação neutra para a Taesa, com preço-alvo de R$ 32. Diferentemente do Safra, a corretora avaliou os resultados da transmissora como negativos, uma vez que o Ebtida ajustado veio ligeiramente abaixo das estimativas.

Por outro lado, a XP destacou como positivo a distribuição de dividendos da Taesa, que permanece forte.

“A empresa manteve sua prática de distribuição de proventos nos patamares elevados, refletindo o forte potencial de geração de caixa da companhia e o menor perfil de risco do setor de transmissão de energia”, afirmou.

O conselho de administração da Taesa aprovou o pagamento de R$ 561,9 milhões em dividendos adicionais, a serem pagos até 31 de maio.

Se a proposta for aprovada em assembleia, a empresa terá distribuído ao todo R$ 1,6 bilhão em proventos pelo resultado de 2020, incluindo pagamentos anteriores, ou 98,5% do lucro líquido ajustado.

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 04/03/2021 - 10:48

Pela Web