Vendas de obras e colecionáveis em NFTs atingem o menor patamar desde janeiro

The Block
The Block
16/11/2021 - 11:49
Traduzido e editado por Vitória Martini
The Block
NFT vetor macrovector
O número de NFTs ligados a obras e colecionáveis vendido totalizou 86.870 na semana passada, o menor número de vendas semanais desde a primeira semana de janeiro deste ano (Imagem: Freepik/macrovector)

A segunda semana de novembro foi uma das piores para as vendas de obras de arte e colecionáveis em tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) neste ano.

O número de NFTs vendido nessas categorias totalizou 86.870 na semana passada, o menor número de vendas semanais desde a primeira semana de janeiro deste ano, segundo o The Block Research.

No gráfico abaixo, elaborado pelo The Block, constam as vendas semanais de NFTs, separadas por categorias. Em roxo, estão os NFTs ligados a obras e colecionáveis, enquanto que os tokens de jogos estão em rosa:

Os dados podem indicar uma queda na demanda para artes digitais, após esta ter disparado entre junho e agosto de 2021.

As vendas semanais de obras e colecionáveis em NFTs ultrapassaram consistentemente a marca dos 250 mil em outubro. A maior quantidade semanal para obras e colecionáveis deste ano aconteceu no início de junho, quando 515.880 itens foram adquiridos.

No entanto, é preciso ressaltar que o preço médio da venda de uma obra ou colecionável em NFT nunca esteve tão alto – ultrapassando os US$ 127 mil pela primeira vez na história, na última semana de outubro, e permanecendo próximo desse valor neste mês.

O gráfico abaixo mostra o preço médio da venda de um NFT, separado por categoria. A cor roxa representa o preço médio das obras e colecionáveis, enquanto que a cor rosa diz respeito ao preço médio de tokens de jogos:

Em parte, isso explica por que os volumes negociados de obras e colecionáveis em tokens permaneceram estáveis, na casa dos US$ 200 mil, no mês passado.

Os altos valores pagos por colecionadores pelos itens mais raros compensaram o baixo número de vendas. A obra mais recente do artista digital Beeple, “Human One”, por exemplo, foi vendida por US$ 29 milhões.

Jason Bailey, colecionador e comentarista de NFTs que usa o pseudônimo Artnome, sugeriu que as comemorações da conferência NFT.NYC, que aconteceu nos dias 2 e 3 de novembro, podem ter distraído os compradores na semana passada.

“Eu tinha previsto um período de queda para algum momento próximo”, disse ele. “Geralmente, descrevo cripto e os NFTs não como uma bolha, mas como uma ‘arma de bolhas’, ou seja, algo que passa por picos extremos de crescimento e de quedas.”

Bailey acrescentou que acredita que os NFTs com base nos blockchains Tezos (XTZ) e Solana (SOL), o qual promete taxas de transação mais baixas, irão eventualmente diminuir a barreira de entrada para colecionadores.

As vendas de NFTs ligados a jogos ultrapassaram consideravelmente as de tokens atrelados a obras de arte e colecionáveis na semana passada, com 439.700 NFTs vendidos. Apesar do valor aparentemente alto, este foi o menor registro dos últimos meses.

Em comparação com o preço de NFTs ligados à arte e a colecionáveis, o preço médio dos tokens ligados a jogos permaneceu baixo durante todo o ano, em uma média de poucas centenas de dólares.

theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Martini - 16/11/2021 - 11:49

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web