Adeus, Terra (LUNA)? Token derrete totalmente e chega a fração de centavo

Vitória Martini
13/05/2022 - 10:10
Terra LUNA
Fim de jogo? Em um mês, rede Terra foi “do céu ao inferno” (Imagem: Crypto Times)

Depois de uma semana para lá de turbulenta, o token de governança da rede TerraLUNA — derreteu completamente, chegando a uma fração de centavo.

Na manhã desta sexta-feira (13), LUNA estava no “fundo do poço”, cotado a US$ 0,00003542, segundo dados do CoinMarketCap. A criptomoeda, que, em seus dias de glória, esteve entre as dez maiores em capitalização de mercado, ocupa atualmente a 232ª posição no ranking.

Terra LUNA
Gráfico mostra a queda no preço de LUNA nas últimas 24 horas. (Imagem: CoinMarketCap)

Em 3 de abril deste ano, o token da rede Terra chegou a registrar o recorde de US$ 41 bilhões em capitalização de mercado. No entanto, o marco desse passado não tão distante parece quase sonho quando comparado à atual capitalização, de US$ 231 milhões.

Terra (LUNA) pode até despencar, mas muitos não poderão
sacar a criptomoeda por semanas

Derrocada dos tokens da rede Terra

O pesadelo de Terra começou no início da semana, quando a stablecoin da rede — TerraUSD (UST)perdeu seu lastro em dólar.

No último final de semana, UST já dava sinais de oscilação em sua paridade à moeda americana, mas perdeu o controle, de fato, na segunda-feira (9), quando a stablecoin despencou para US$ 0,68.

Com a queda, investidores se desesperam e tentaram sacar a stablecoin.

Devido ao mecanismo de emissão e queima de tokens criado por Terra, no qual UST e LUNA estão diretamente interligados, a quantidade de LUNA presente no mercado aumentou drasticamente, juntamente com a pressão para tentar recuperar o lastro de UST. Porém, nesse cenário, LUNA começou a derreter rapidamente.

Apesar de, no início da semana, o CEO de Terraform LabsDo Kwon — ter anunciado um plano para recuperar o lastro de UST, isso estava longe de ser o suficiente.

CEO de Terraform Labs supostamente cofundou
outro projeto de stablecoin fracassado

Na terça-feira (10), LUNA já havia derretido 50%, quando a corretora cripto Binance — a maior do mundo — anunciou a suspensão de saques do token, culpando “um alto volume de saques pendentes” causados pela congestão na rede.

Já na quarta-feira, tanto LUNA quanto UST entraram em queda livre, ao atingirem US$ 1,86 e US$ 0,2998, com perdas diárias de 94% e 45%, respectivamente.

Ontem, o caos de Terra já dava indícios de que não teria solução. A Binance anunciou que não negociaria mais contratos futuros de LUNA, após o token chegar a US$ 0,02.

Com uma cotação tão baixa, Terra anunciou que as atividades em seu blockchain seriam interrompidas, a fim de evitar um ataque.

O comunicado foi feito após o compartilhamento de capturas de tela, supostamente do servidor oficial de Terra no Discord, que diziam que o blockchain seria interrompido e reiniciado com a função de staking desabilitada. A ideia de desabilitar o staking seria para prevenir um ataque de governança.

Nesta sexta-feira, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, disse estar decepcionado com o modo como a equipe de Terra lidou com o colapso dos tokens.

“Estou muito decepcionado com como esse incidente de UST/LUNA foi tratado (ou não tratado) pela equipe de Terra. Pedimos à equipe para reiniciar a rede, queimar LUNAs emitidos em excesso e recuperar o lastro de UST. Até agora, não tivemos nenhuma resposta positiva, sequer tivemos muitas respostas”, disse ele no Twitter.

Receba as newsletters do Money Times!

Cadastre-se nas nossas newsletters e esteja sempre bem informado com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receba as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

Disclaimer

O Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Última atualização por Márcio Juliboni - 13/05/2022 - 10:10

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto