Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Análise de preço da binance coin (BNB): corretora atinge recorde em queima trimestral

27/10/2020 - 10:21
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A queima de BNB mais recente, no terceiro trimestre de 2020, foi paga com uma participação de lucros de 20%, equivalente a US$ 1,7 bilhão (Imagem: Binance/Blog)

Binance Coin (BNB) dá acesso a diversos recursos na corretora Binance.

Embora o ativo fosse um token padrão ERC-20, a migração ao Binance Chain (BEP2) aconteceu no fim de abril de 2019. Clique aqui para conferir os diferentes tipos de tokens.

A capitalização de mercado do BNB é de US$ 3,86 bilhões, com mais de US$ 238 milhões no volume de negociação nas últimas 24 horas.

BNB está em oitavo lugar na tabela de capitalização de mercado da Brave New Coin. Desde junho, as correlações de preço entre BNB e outros grandes criptoativos diminuíram drasticamente.

(Imagem: CoinMetrics)

Queima de tokens é o processo de permanentemente remover moedas de circulação, reduzindo o fornecimento total, evidenciando que um token específico é escasso, assim como o bitcoin e outros criptoativos, e não pode ser “duplicado” apenas por ser digital .

Um aspecto interessante da gestão do token BNB são as queimas que acontecem a cada trimestre.

Tokens são adquiridos para queima por meio de taxas de corretora, mercados de balcão (OTC) ou venda no mercado e recompra para a queima. Porém, CZ, o CEO da Binance, não deu detalhes sobre como esse processo é realizado.

As queimas de BNB são pagas com 20% dos lucros totais da corretora no trimestre. O fornecimento atual em circulação é de 125.692.097 BNBs, totalizando 13 queimas de tokens até agora.

Essas queimas continuarão até que 100 milhões de BNB, ou 50% do fornecimento total, forem destruídos. No terceiro trimestre de 2020, a corretora teve o maior lucro total (US$ 1,7 bilhão) desde que a queima de tokens começou.

(Imagem: Binance Vision)

Um direcionador essencial para o sucesso do token BNB é a grande presença global da marca Binance e o acesso prolongado ao volume negociado. A empresa possui entre 500 e 600 funcionários em todo o mundo.

Desde o início de 2018, a corretora Binance é responsável por grande parte do mercado de negociação cripto. Isso também pôs a Binance como alvo, pela perspectiva regulatória, e pode atrair a atenção de autoridades, principalmente nos EUA.

Dentre as 10 principais corretoras em volume de negociação, Binance.US não possui distinção comercial para serviços monetários nem uma BitLicense de Nova York.

Os dados mundiais do Google Trends sobre pesquisas pelo termo “Binance Coin” demonstram uma queda desde o fim de 2017 ao início de 2018. Um lento aumento nesse período corresponde às altas de preço no amplo mercado, provavelmente sinalizando interesse de novos participantes de mercado.

Um estudo de 2015 descobriu uma forte correlação entre os dados do Google Trends e o preço do Bitcoin, enquanto um estudo de 2017 concluiu que, quando pesquisas nos EUA pelo termo “bitcoin” aumentam significativamente, o preço do bitcoin cai.

(Imagem: Google Trends)

Binance.com teve um aumento significativo de tráfego on-line nos últimos meses, segundo uma análise de mecanismos de pesquisa realizada pelo Alexa. Atualmente, o site está em 649º lugar e, por acesso nos EUA, está no 3.522º lugar.

Em 2019, Binance.com estava classificada no 841º lugar globalmente.

Nos EUA, Coinbase e Binance.US estão classificadas nas posições 555 e 3.694, respectivamente e, no site CoinMarketCap, Binance possui a melhor classificação (632º) entre sites relacionados a cripto. Em março de 2020, a Binance formalmente adquiriu o CoinMarketCap.

(Imagem: Alexa)

Análise técnica

Recentemente, BNB seguiu a ampla tendência de mercado, com alguns ganhos no início de 2020, uma breve retração em março e uma forte recuperação das baixas de mercado.

Conforme a tendência macro continua a se recuperar, a força e a duração da tendência podem ser medidas usando Médias Móveis Exponenciais (MMEs), perfil de volume do intervalo visível (VPVR), pivôs anuais e a Nuvem de Ichimoku.

Clique aqui para entender mais sobre as análises técnicas descritas abaixo.

Médias Móveis Exponenciais (MMEs) são um indicador técnico de gráfico que rastreia o preço de um investimento ao longo do tempo.

No gráfico diário do par BNB/USD, as MMEs de 50 e de 200 dias se cruzaram positivamente desde o fim de julho. Tanto a MME de 50 dias (em US$ 28) e a MME de 200 dias (em US$ 23) devem atuar como suporte.

O suporte significativo de volume (barras horizontais do gráfico abaixo) está na zona de US$ 22, entre US$ 12 e US$ 16, bem como na de US$ 10. A resistência superior está nos pivôs anuais de US$ 36 e US$ 58.

Pontos de pivôs são usados para determinar a tendência geral do mercado em diferentes períodos. Assim, se referem à média de alta, baixa e do preço de fechamento do dia anterior de negociação.

O preço também formou um padrão de cunha crescente, com uma divergência de baixa multimensal no volume e no índice de força relativa (RSI) — que mede a magnitude das recentes variações de preço para avaliar condições de sobrecompra ou sobrevenda. 

Esse padrão de cunha crescente inclui uma série de altas superiores e baixas superiores, tocando cada linha de tendência mais de uma vez.

A resolução do padrão pode trazer o preço à vista de volta para a MME de 200 dias. Porém, cunhas crescentes nos mercados cripto têm a tendência de estourar no topo em vez de voltar ao nível dos suportes essenciais.

Em relação à Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”).

A cruz Tenkan, ou linha de conversão, é o ponto médio dos maiores e menores preços de um ativo nos nove períodos anteriores. Já a cruz Kijun, ou linha-base, é usada para gerar sinais de negociação quando cruzada com a Tenkan para os 26 últimos períodos.

A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

As métricas da Nuvem sobre quadro temporal diário com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma alta. O preço à vista está acima da Nuvem, então a Nuvem indica uma alta, assim como as cruzes T/K.

O período de atraso está acima da Nuvem e do preço à vista. A tendência permanecerá alta enquanto o preço à vista se mantiver acima da Nuvem. O suporte de Kijun está em US$ 26.

No gráfico diário para o par BNB/BTC, as MMEs de 50 e de 200 dias se cruzaram positivamente, mas o preço à vista caiu abaixo da Nuvem na última semana. A confirmação da tendência de alta acontecerá quando o preço à vista estiver novamente acima da Nuvem.

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) é um indicador que mostra a atividade de negociação ao longo de um período específico de tempo a certos níveis de preço. Assim, mostra o que foi comprado e vendido a esses níveis atuais.

O suporte do VPVR está entre 0,0019 BTC e 0,0015 BTC. A resistência superior a longo prazo dos pivôs anuais está entre 0,0027 BTC e 0,0040 BTC.

Tanto o volume como o RSI não mostram divergências de mercado de alta ou baixa.

Binance conseguiu fazer, com sucesso, que o token BNB se tornasse um aspecto completo em cada faceta do crescente ecossistema Binance.

Por conta disso, o token ganhou um alto nível de utilidade, que também pode ser considerado como uma porta de entrada ao sistema de loteria de ofertas iniciais de corretoras (IEO), as taxas de listagem em sua corretora descentralizada (DEX), as taxas de transação do token padrão BEP2 e as migrações para o blockchain BEP2.

Essas taxas também podem ser consideradas análogas às taxas para membros nos setores de negociação dos mercados financeiros tradicionais.

Usuários também são incentivados a gastarem BNB para taxas de negociação, que têm desconto de 25%, ou a deterem BNB para um desconto de formação de mercado/tomada de mercado.

Esse cupom foi reduzido para 12,5% este ano, e será reduzido para 6,75% no ano que vem e terminará completamente no quinto aniversário da Binance.

Em relação à queima de tokens, até agora, houve um contrato implícito não aplicável a usuários, que foi cumprido conforme o esperado.

Não há motivos para acreditar que isso não irá continuar, mas a migração do BNB para o blockchain BEP2 significa que a Binance é a autoridade centralizada responsável pelas transações com esse token — pelo menos, por enquanto.

De uma perspectiva de relações públicas, a Binance não tem motivo para reverter transações, mas terá a capacidade de fazê-lo.

Uma questão jurídica ainda continua em relação à linha tênue entre a segurança e a utilidade e se poderá prejudicar o sucesso do token no futuro, caso ganhe atenção regulatória, principalmente agora que o token está listado na Binance.US.

Aspectos técnicos para o par BNB/USD sugerem uma forte tendência de alta, pois o preço está acima da MME de 200 dias e da Nuvem diária.

Cunha crescente, um possível padrão gráfico de alta, também está próximo de acontecer e pode impulsionar o preço à vista para a MME de 200 dias a US$ 23. 

Apesar da baixa probabilidade de cunhas crescente reverterem mercados cripto de baixa, a divergência de baixa multimensal no RSI sugere um enfraquecimento no ímpeto de alta.

Aspectos técnicos para o par BNB/BTC sinalizam uma tendência bem mais indeterminada, pois o preço à vista está acima da MME de 200 dias, mas abaixo da Nuvem diária. A tendência continuará inespecífica até o preço estar novamente acima da MME de 200 dias e da Nuvem diária, o que não pode acontecer nas próximas semanas.

A resistência superior dos pivôs anuais a longo prazo está entre 0,0027 BTC e 0,0040 BTC. Historicamente, desde 2018, BNB tem tido um melhor desempenho no primeiro e no segundo trimestres e pior desempenho no terceiro e no quarto semestres de qualquer ano.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 27/10/2020 - 10:21