Boi quando muito fica estável nesta segunda (23); B3 desacelera recuperação

Giovanni Lorenzon
23/05/2022 - 9:54
Gado Boi
Ainda tem animal saindo dos pastos secos e entressafra não chegou no pico (Imagem: Arquivo/Agência Brasil/ASCOM ADEPARÁ)

Se algum produtor começou o dia pedindo mais de R$ 320 pela @ do boi em São Paulo, seguindo os R$ 324 que o Cepea registrou no fechamento da sexta, quebrou a cara. O animal fechou estável, mas a R$ 305 em média, e se sofrer alguma melhora nesta segunda (23) será na margem.

O Balizador GPB Datagro, grupo que combateu muito a metodologia de preços do instituto da Esalq/USP, inclusive trouxe a média paulista a R$ 307.

O contrato maio, na B3 (B3SA3), estava R$ 1 acima do que foi cotado no último dia da semana passada, mas (às 9h55) está caindo para menos, a 0,35%, R$ 313,65. Mostra insegurança no ajuste técnico, depois de seis sessões de baixa.

Entre o escoamento interno seguindo fraco, e a carne no atacado a R$ 19 o kg, e o dólar em baixa, prejudicando as exportações – que, inclusive, caíram nas duas primeiras semanas de maior sobre abril -, pouco há a fazer o boi subir.

O frio intenso da semana passada fez os produtores ofertarem mais animais, tirando-os dos pastos já secos.

O lado positivo é que a queda pode também começar a ter maior resistência, na medida em que o volume de boi vai diminuindo e entrará a entressafra no preço, antes, inclusive, de julho e agosto, que costuma ser o pico.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 23/05/2022 - 10:02

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto