Cardano irá competir com lançamento da Ethereum 2.0; confira métricas do token ADA

05/11/2020 - 10:55
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Nos próximos meses, ADA também competirá com a Fase Zero da Ethereum 2.0, a taxa de inflação de 1,8% do bitcoin e uma infinidade de outras novas moedas que usam o algoritmo de consenso proof-of-stake (PoS) (Imagem: Cardano)

Cardano é uma plataforma de contratos autônomos (ou “smart contracts”) com foco em avaliação em conjunto e estudo científico, se promove como um “blockchain de terceira geração”.

O token ADA caiu 92% de uma alta recorde estabelecida em janeiro de 2018. Está em décimo lugar na tabela de capitalização de mercado da Brave New Coin com US$ 2,83 bilhões, e possui US$ 89 milhões em volume de negociações nas últimas 24 horas.

Clique aqui para saber mais sobre o projeto Cardano.

Cardano atinge marco histórico
no desenvolvimento de seu blockchain

Análise técnica

Possíveis roteiros de desenvolvimento (“roadmaps”) para futuras movimentações de preço podem ser encontrados em maiores intervalos de tempo usando Médias Móveis Exponenciais (MMEs), perfil de volume do intervalo visível (VPVR), pontos de pivô e a Nuvem de Ichimoku.

Clique aqui para entender mais sobre as análises técnicas descritas abaixo.

Médias Móveis Exponenciais (MMEs) são um indicador técnico de gráfico que rastreia o preço de um investimento ao longo do tempo.

No gráfico diário para o mercado ADA/USD, as MMEs de 50 e 200 dias se cruzaram positivamente no dia 16 de maio. O cruzamento principal da MME é um forte indício de um mercado de alta, em que a MME de 200 dias, atualmente a US$ 0,091, que deve servir de suporte.

O apoio significativo de suporte (barras horizontais no gráfico abaixo) também estão na zona entre $ 0,078 e US$ 0,090, com resistência positiva entre US$ 0,146 e US$ 0,177 com base em pivôs anuais.

Pontos de pivôs são usados para determinar a tendência geral do mercado em diferentes períodos. Assim, se refere à média de alta, baixa e do preço de fechamento do dia anterior de negociação.

O preço começou a se recuperar logo após as recompensas por staking terem sido lançadas no dia 18 de agosto.

A Nuvem de Ichimoku é uma coleção de indicadores técnicos que mostram os níveis de apoio e resistência, bem como o ímpeto e a direção da tendência.

Em relação à Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”).

A cruz Tenkan, ou linha de conversão, é o ponto médio dos maiores e menores preços de um ativo nos nove períodos anteriores. Já a cruz Kijun, ou linha-base, é usada para gerar sinais de negociação quando cruzada com a Tenkan para os 26 últimos períodos.

A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

Métricas da Nuvem diária, com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma baixa. O preço à vista está abaixo da Nuvem, então a Nuvem indica uma baixa, diferente do cruzamento positivo das cruzes T/K.

O período de atraso está abaixo da Nuvem e acima do preço à vista. A tendência continuará em baixa enquanto o preço continuar abaixo da Nuvem, atualmente em US$ 12.

Para o par ADA/BTC, o gráfico diário indica métricas de tendência de baixa, pois o preço está próximo da MME de 200 dias e abaixo da Nuvem diária. Uma entrada de compra não é recomendada até o preço ultrapassar a Nuvem diária.

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) é um indicador que mostra a atividade de negociação ao longo de um período específico de tempo a certos níveis de preço. Assim, mostra o que foi comprado e vendido a esses níveis atuais.

A resistência de alta no VPVR está em 1,1 mil sats enquanto o suporte de baixa está em 600 sats.

“Sats” se referem a satoshis, as menores frações de um bitcoin, ou seja, 0,00000001 BTC.

Não existem divergências de alta no volume e no índice de força relativa (RSI) — que mede a magnitude das recentes variações de preço para avaliar condições de sobrecompra ou sobrevenda — que sugiram um enfraquecimento do ímpeto de baixa.

Após anos de desenvolvimento, Cardano recentemente disponibilizou uma rede de testes com staking, Shelley. Se o lançamento da rede principal com staking for bem-sucedido, a listagem e pools de staking em corretoras virão em seguida.

Outras fases de atualizações do protocolo também serão lançadas simultaneamente ao longo do tempo, com uma equipe de desenvolvimento bem ativa em comparação a outros blockchains.

Aspectos fundamentais no blockchain e dados no Google Trends subiram e desceram significativamente nos últimos meses, junto com o aumento e a queda no preço do token.

Aspectos técnicos para o pares ADA/USD e ADA/BTC indicam uma baixa. Métricas de tendência mostram que ambos os pares estão próximos ou abaixo da MME de 200 dias, mas estão abaixo da Nuvem diária.

Posições de compra não são recomendadas até o preço à vista ultrapassar ambas as métricas fundamentais.

Uma forte resistência positiva está em US$ 0,16 e 1,1 mil sats para os pares ADA/USD e ADA/BTC, respectivamente.

Nos próximos meses, ADA também competirá com a Fase Zero da Ethereum 2.0, a taxa de inflação de 1,8% do bitcoin e uma infinidade de outras novas moedas que usam o algoritmo de consenso proof-of-stake (PoS).

O fornecimento em circulação de mais de 31 bilhões de tokens ADAs e as contínuas recompensas por staking provavelmente irão impulsionar quaisquer aumentos de preço a curto prazo.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 05/11/2020 - 11:02

Cotações Crypto
Pela Web