Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Conselho da Engie discute saída de CEO em meio a disputa política na França

05/02/2020 - 15:57
Isabelle Kocher
Isabelle Kocher, CEO da Engie, durante reunião de acionistas da empresa em Paris, França (Imagem: REUTERS/Benoit Tessier)

O conselho de administração da francesa Engie (ENGIE3) vai decidir na quinta-feira se Isabelle Kocher deve ser mantida como presidente-executiva da companhia, em meio a uma disputa que ganhou a arena política na França e tende a levar à saída da CEO, segundo duas fontes.

Kocher se tornou a única mulher no comando de uma grande empresa francesa há quatro anos, mas seu mandato esteve longe de ser tranquilo, com discussões anteriores sobre se ela também assumiria a presidência do conselho da companhia e desentendimentos em relação à estratégia para a elétrica.

Agora, a definição sobre o futuro da executiva ganhou também um viés político– nomes como a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, foram a público para defender Kocher, enquanto o governo francês, que detém 24% da Engie, terá um papel-chave na decisão final.

O governo da França confirmou nesta quarta-feira que a Engie terá uma reunião extraordinária de conselho em 6 de fevereiro.

O cargo de Kocher estará na pauta da assembleia, de acordo com uma fonte próxima ao conselho, acelerando um processo que a empresa esperava enfrentar mais adiante. A Engie publicará seu balanço no final do mês e o atual mandato de Kocher expira em maio.

Uma fonte do governo afirmou que o Estado não deve aprovar a renovação do mandato de Kocher se o restante do conselho se posicionar contrário à medida.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Já a fonte ligada ao conselho disse que membros do colegiado tendem a acompanhar a posição do governo, que provavelmente votará pela saída de Kocher.

A Engie recusou-se a comentar, enquanto um representante do Ministério das Finanças do país disse que a posição do governo só será conhecida na reunião de quinta-feira.

Possíveis substitutos para Kocher poderiam vir da própria empresa ou de fora dela, mas todos os nomes cogitados até o momento foram de mulheres, segundo uma fonte com conhecimento da situação.

O presidente do conselho, Jean-Pierre Clamadieu, assumirá interinamente o papel de CEO caso Kocher deixe o cargo, disseram duas outras fontes familiarizadas com o assunto.

Última atualização por Bruno Andrade - 05/02/2020 - 15:57