Corretora BitMEX deseja lançar serviços de negociação à vista, custódia e educação

22/04/2021 - 11:27
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A empresa parece estar seguindo o exemplo das corretoras americanas de cripto, que fornecem serviços cada vez mais completos a seus usuários (Imagem: Twitter/BitMEX)

Antes uma das principais plataformas do Ocidente para a negociação de derivativos de bitcoin (BTC), a BitMEX anunciou, ontem (21), suas intenções de lançar uma ampla gama de negócios em uma missão de cumprir com regulamentações.

Em uma publicação, a plataforma de negociação de futuros das Ilhas Seychelles afirmou que irá expandir, para além de sua conhecida oferta de derivativos, serviços de negociação à vista, corretagem, custódia e informação para sua oferta de produtos.

O anúncio vem após a corretora ter apresentado um programa de verificação de usuários para identificar todos os seus clientes (KYC) da plataforma.

A corretora passou por uma mudança executiva em 2020 após diversos de seus diretores — incluindo o ex-CEO Arthur Hayes — terem sido acusados de violar a Lei de Sigilo Bancário.

Sob a liderança do novo CEO Alexander Höptner, um veterano do mundo acionário europeu, a empresa acelerou a verificação de usuários e agora está migrando para esses novos setores.

Em entrevista ao The Block, Höptner se negou a fornecer um prazo específico para cada nova oferta, mas disse que o objetivo geral é se tornar “a maior corretora regulada de derivativos cripto”.

Uma publicação sugeria que novos negócios poderiam ser lançados “nos próximos meses e anos”. Höptner disse que a empresa também irá expandir seu negócio de derivativos e lançar novos produtos, incluindo contratos de opções.

De certa forma, a empresa está seguindo o exemplo das corretoras americanas de cripto. A Coinbase, por exemplo, fornece produtos de custódia, corretagem e negociação à vista. Gemini fornece serviços de liquidação, custódia e de corretagem ao varejo.

Em relação à BitMEX, o plano da empresa pode ajudá-la a renovar seu negócio antes dominante. Desde o último ciclo de alta, a participação de mercado da BitMEX encolheu, apesar de ser a pioneira do popular swap perpétuo e alta alavancagem de produtos.

Ainda assim, os volumes da empresa cresceram de forma estável nos dois últimos trimestres, segundo dados coletados pelo The Block.

Volume agregado de contratos abertos de futuros de bitcoin na BitMEX (Imagem: The Block Research)

Höptner afirmou que a empresa pode continuar a impulsionar seu negócio ao atuar tanto como um centro de informações para reguladores e clientes parecidos por meio de um novo serviço acadêmico.

O projeto — que ainda não possui uma previsão de lançamento — irá fornecer conteúdos educacionais sobre a negociação de cripto e de e derivativos.

“Precisamos levar mais transparência a reguladores”, disse Höptner. “A forma como corretoras cripto trabalham com seus sistemas de margem é diferente do mundo tradicional. O risco não é comparável. Afinal, cabe a nós, e é por isso que queremos ter uma academia; para explicar.”

Ainda assim, não informou qual agência será a principal reguladora da empresa.

“Neste momento, eu não posso falar mais sobre isso”, disse ele.

Höptner não espera que a empresa expanda o número de funcionários no próximo ano e afirmou que não desconsidera medidas de arrecadação de capital.

“Estamos muito interessados em monitorar o lado de IPOs [ofertas iniciais de moedas], SPACs [empresas de aquisição de finalidade específica] e tokenização”, disse ele. “Você precisa avaliar tudo.”

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 22/04/2021 - 11:27

Pela Web