Ethereum 2.0: iniciativa permite tomada de empréstimo com ether já depositado

11/11/2020 - 13:47
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A iniciativa da LiquidStake pretende atrair mais investidores para o lançamento da segunda versão da rede Ethereum, o segundo maior blockchain da indústria (Imagem: Twitter/LiquidStake)

Ethereum está prestes a dar início a uma longa migração para uma nova rede blockchain com um algoritmo proof-of-stake (PoS) nas próximas semanas.

Uma empresa de investimento ativa nesse ecossistema criou um novo produto que poderá ajudar investidores de ether — a criptomoeda nativa da Ethereum — a navegar pelo processo.

Staking” é a retenção de criptoativos em uma plataforma durante um período específico de tempo. Essa estratégia é parecida com o depósito fixo no mercado tradicional que, no fim do período estipulado pelo contrato, fornece recompensas a uma taxa de juros fixa.

Assim, o novo algoritmo de consenso da rede, que visa garantir a segurança por meio da participação de seus usuários, não dependerá mais do algoritmo proof-of-work (PoW), conhecido por assegurar a rede pela mineração de criptomoedas.

Para se tornar um validador da Ethereum 2.0, participantes devem pôr 32 ETH em staking no endereço de depósito do contrato, que foi ao ar este mês.

Esse endereço de depósito prepara o terreno para a famosa Fase Zero, que dará início ao “beacon chain” da rede, um tipo de infraestrutura robusta na qual a rede irá funcionar.

Ainda assim, a necessidade por staking cria um tipo de problema de liquidez para usuários — quando posto em staking, o ether não pode ser acessado ou alavancado como capital.

Em uma tentativa de solucionar esse problema, LiquidStake lançou uma nova iniciativa, apoiada pela DARMA Capital, que permitirá que usuários peguem empréstimos usando o ether em staking antes que a migração de rede seja finalizada.

Empréstimos serão denominados na stablecoin USD Coin (USDC), criptomoeda pareada ao dólar americano.

Como funcionam os empréstimos com cripto
no setor de finanças descentralizadas (DeFi)?

“Aqueles que realizarem o staking pela LiquidStake poderão obter um empréstimo com USDC usando ether enquanto ganham recompensas por staking da nova rede”, afirmou o grupo em um comunicado de imprensa.

“LiquidStake apoia a transição da Ethereum para uma arquitetura proof-of-stake ao fornecer a liquidez que permite que usuários negociem, armazenem ou usem seus criptoativos na atual rede Ethereum antes de ganhar recompensas na Ethereum 2.0”.

Andrew Keys e Kames Slazas da DARMA Capital irão alocar mais de US$ 50 milhões equivalentes a ether no endereço de depósito de contrato para staking.

Aqueles que decidirem realizar o staking pela LiquidStake, seus ethers podem ser colocados em staking por meio de inúmeros validadores, usando Bison Trails e Codefi da ConsenSys. Já investidores institucionais poderão entrar em um acordo de swap com a DARMA Capital.

“Se você entrar em um swap, você tem clareza sobre o regime regulatório e fiscal”, disse Keys, acrescentando: “permite que usuários participem e também obtenham sua parte”, acrescentou ele.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 11/11/2020 - 13:53

Cotações Crypto
Pela Web