ImóvelTimes

Fundo imobiliário do Credit Suisse vai às compras, de novo, e aposta no interior de SP

20 jul 2023, 11:31 - atualizado em 20 jul 2023, 11:34
Fundos Imobiliários Ourinvest Logística Galpão
Índice de fundos imobiliários tem mais um dia de volatilidade e ensaia alta, mas segue distante de marca importante (Imagem: Pixabay/marcinjozwiak)

O fundo imobiliário CSHG Logística (HGLG11) continua investindo alto por galpões logísticos. A mais nova aquisição do FII envolve dois imóveis no interior de São Paulo, por quase R$ 80 milhões.

Em comunicado, o fundo do Credit Suisse explica que comprou um galpão de 34,2 mil metros quadrados, atualmente locado para uma empresa de varejo, em Itapevi.

Além disso, o HGLG11 adquiriu um terreno de 4,3 mil metros quadrados na mesma cidade. Segundo o FII, o valor de R$ 79,6 milhões será pago na conclusão do negócio, que depende do cumprimento de condições precedentes.

Enquanto negocia a compra de ativos do GTis Brazil Logistics (GTLG11), o CSHG Logística comprou um terreno em Pernambuco, no fim de junho, para a construção de galpões em um condomínio logístico.

Índice de fundos imobiliários

O índice de fundos imobiliários (Ifix) da B3 tem mais um dia volatilidade nesta quinta-feira (20), mas opera com sinal positivo nas primeiras horas de negócios. Na véspera, o Ifix engatou o terceiro pregão seguido de queda e poderá fechar desvalorizado pela segunda semana seguida.

Por volta das 11h30 (de Brasília), o Ifix tinha ligeira alta de 0,03%, aos 3.175 pontos. Contudo, o volume de negócios ainda era baixo.



No horário acima, o Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11) liderava os ganhos entre os fundos imobiliários listados no Ifix, de 2,2%. Em contrapartida, o Rio Bravo Ifix (RBFF11) registrava a maior queda, de 1,7%.

Queda da Selic vai estimular follow-on de fundos imobiliários, diz gestor

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin