Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

NFTs pavimentaram o caminho para “tokens de comunidade” no terceiro trimestre

20/10/2020 - 15:25
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Confira um resumo sobre o mercado de NFTs no terceiro trimestre, por Mason Mystrom da Messari (Imagem: Crypto Times)

No mundo da Web 3.0, a nova onda de tecnologias de redes de comunicação que promete autonomia aos usuários, o terceiro trimestre foi definido pelo crescimento de tokens não fungíveis (NFTs) e a ascensão de tokens de comunidade.

NFTs, ou “nifties”, são um tipo de token criptográfico que representa algo único, ou seja, não pode ser trocado, então garante uma escassez digital verificável. Entenda mais sobre NFTs no Crypto Storm:

Vendas cumulativas de NFTs excedem US$ 130 milhões, resultado das diversas implementações de “liquidity mining” — recompensa a um pool de formadores de mercado com um token nativo para incentivá-los a fornecer liquidez para um token específico — e o interesse renovado em governança digital.

Junto com a ascensão dos NFTs, os principais “community tokens” — emitidos por uma pessoa ou um grupo — aumentaram para uma capitalização de mercado de mais de US$ 150 milhões, que não demonstram sinais de que irão sumir.

Um relatório sobre a Web 3 no terceiro trimestre, compilado por Mason Nystrom da Messari, explica e analisa o que NFTs e tokens de comunidade terão de oferecer no futuro.

Nystrom afirma que a demanda por esses ativos é maior neste ciclo, sinalizando que cada vez mais usuários estão dispostos a pagar por colecionáveis digitais e exclusivos e outros NFTs, como demonstra o número bruto de usuários que interagiram com o mercado OpenSea:

OpenSea ultrapassa 25 mil usuários com US$ 2 milhões em volume no mês de setembro (Imagem: Dune Analytics, Messari)

NFTs se tornaram um mercado tão grande que Nystrom os divide nas seguintes categorias:

(Tradução feita a partir do gráfico da Messari)

Ele explica que graças a “liquidity mining” e, embora plataformas como SuperRare e OpenSea enham facilitado milhões de dólares em NFTs desde o início do ano, o destaque foi da Rarible, gerando US$ 350 mil em receita apenas por taxas cobradas.

Rarible gera quase US$ 350 mil em taxas de seu mercado desde 22 de setembro (Imagem: Etherscan, Messari)

Ele também menciona os tais “community tokens”, também chamados de “personal tokens”, que ajudam influenciadores a capitalizar sua imagem. Clique aqui para entender mais. Os cinco principais tokens dessa categoria totalizam quase US$ 200 milhões em valor de mercado:

Nystrom também menciona o crescimento da plataforma Chiliz, que possui parceria com grandes times de futebol e outras organizações, como UFC, em que diversos “tokens de fãs” equivalem a um total de mais de US$ 120 milhões.

Ele conclui:

No futuro, haverá uma mudança de foco a protocolos que fornecem a maior criação de valor para usuários. Plataformas ou protocolos que fornecem experiências exclusivas e recompensam contribuidores iniciais continuarão a expandir suas comunidades. 

Fluxo de caixa podem não ser essenciais para o crescimento da comunidade a curto prazo mas, futuramente, usuários e investidores irão favorecer comunidades que distribuem valor monetário a participantes leais.

[…] Se existe uma lição comum a ser aprendida em cripto nos últimos meses é a seguinte: entre cedo para uma comunidade, forneça valor e seja recompensado.

Confira o relatório completo sobre o mercado de NFTs no terceiro trimestre:

Use o código NFTQ3 para ter acesso gratuito ao Messari Pro por um mês.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 20/10/2020 - 15:26