Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Petrobras pede esclarecimento ao governo federal sobre privatização da companhia

Bruno Andrade
25/10/2021 - 20:25
Petrobras
A Petrobras tem sido alvo de discussão política à medida que os custos de energia ajudaram a levar a inflação ao consumidor (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

A Petrobras (PETR4) pediu esclarecimentos ao governo federal sobre a privatização da companhia após presidente, Jair Bolsonaro, dizer que a venda da empresa entrou no radar nesta segunda-feira (25).

“Isso entrou no nosso radar. Mas privatizar qualquer empresa não é como alguns pensam, que é pegar a empresa botar na prateleira e amanhã quem der mais leva embora. É uma complicação enorme. Ainda mais quando se fala em combustível. Se você tirar do monopólio do Estado, que existe, e botar no monopólio de uma pessoa particular, fica a mesma coisa ou talvez até pior”, disse Bolsonaro à rádio Caçula, de Três Lagoas (MS).

Essa foi pelo menos a segunda vez que o presidente levantou a possibilidade de privatização da petroleira, um tema que estava nos planos do ministro da Economia, Paulo Guedes, mas não tinha sido analisado por Bolsonaro até agora. O aumento dos combustíveis, no entanto, levou Bolsonaro a falar nesse assunto.

Bolsonaro já disse neste mês que “tem vontade” de privatizar a Petrobras e acrescentou que avaliará com a equipe econômica o que pode fazer a este respeito.

A Petrobras tem sido alvo de discussão política à medida que os custos de energia ajudaram a levar a inflação ao consumidor no país a dois dígitos, prejudicando a popularidade do Bolsonaro antes da eleição presidencial do próximo ano.

Bolsonaro já se opôs anteriormente à privatização da Petrobras, por considerar a empresa “estratégica” para os interesses nacionais do Brasil. No entanto, mesmo com seu apoio, alguns participantes do mercado acreditam que um processo de privatização seria difícil, já que precisa haver mudança na legislação a ser aprovada pelo Congresso Nacional.

O presidente reclamou ainda na entrevista das críticas que tem recebido por conta da inflação em alta no país, mas reafirmou que não vai interferir em preços.

“Eu não sou malvado, eu não quero aumento de combustível, mas é uma realidade. O mundo todo está sofrendo com a economia neste pós-pandemia”, disse. “Eu não quero aumentar o preço de nada, mas eu não posso interferir em nada.”

Guedes apoia a proposta

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez acenos à privatização da Petrobras ao sugerir “pensar ousadamente” sobre a empresa, e destacou que a mera menção a esta possibilidade pelo presidente Jair Bolsonaro foi o suficiente para fazer as ações da petroleira dispararem.

“Não adianta ficar uma placa dizendo que é estatal e o petróleo não sai do chão, e quando sai, sai com corrupção”, disse Guedes ao participar no Palácio do Planalto do lançamento do Plano Nacional de Crescimento Verde.

“Bastou o presidente dizer ‘olha, vamos estudar isso aí, isso é um problema’ que o negócio sobe 6%. De repente são mais duas, três semanas, se isso acontecesse, são 100-150 bilhões (de reais) criados, isso não existia”, afirmou Guedes. “Não dá para dar 30 bilhões para os mais frágeis num momento terrível como esse se basta uma frase do presidente para aparecer 100 bilhões, brotar do chão de repente? Por que que nós não podemos pensar ousadamente a respeito disso?”, complementou.

Também impulsionados pelo reajuste no preço dos combustíveis, os papéis preferenciais da Petrobras encerraram o pregão desta sexta-feira em alta de 6,84%, ao passo que as ações ordinárias avançaram 6,13%, ajudando a guiar a subida de 2,28% do Ibovespa (IBOV).

(Com Reuters)

Veja o documento:

Última atualização por Bruno Andrade - 25/10/2021 - 20:25

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web