Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Seis estratégias de investimento que você pode usar em mercados de criptoativos

16/05/2020 - 11:00
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Neste artigo, analisaremos algumas das estratégias de investimento mais populares no mercado de criptoativos e como elas podem ser usadas para a geração de lucro (Imagem: Freepik/studiogstock)

Conforme o mercado de criptoativos continua a amadurecer como uma classe alternativa de ativos, estratégias de negociação — algumas são híbridas em cripto enquanto outras são tradicionais — continuam a evoluir no universo de investimentos para tomar vantagem da volatilidade dos ativos.

Neste artigo, analisaremos algumas das estratégias de investimento mais populares no mercado de criptoativos e como elas podem ser usadas para a geração de lucro.

Confira também alguns dos termos utilizados na indústria sobre os tipos de estratégia de investimento e sobre os tipos de negociação em cripto

1) “HODL”

A estratégia de investimentos mais popular em cripto é conhecida como “HODLing”, cujo termo pode ser destrinchado em “retenção de criptoativos a longo prazo”.

“HODL” se refere à compra e retenção de bitcoin ou de qualquer outro criptoativo. O termo surgiu quando um usuário do fórum BitcoinTalk digitou errado o verbo “hold”.

Também pode se referir a “rezar pela sua vida” (do inglês “hold on for dear life”), algo que muitos investidores cripto sentem que devem fazer quando os preços caem bastante em um único dia.

No entanto, “HODL” se tornou extremamente popular entre investidores por conta do desenvolvimento histórico de preço dos criptoativos, estratégia que alguns acreditam que irá continuar nos próximos anos conforme cripto ganharem mais reconhecimento de investidores convencionais e a adesão de criptoativos no mundo real continue a crescer.

dólar bitcoin
Ao usar a estratégia DCA, investidores compram mais um ativo com baixo preço e menos de um ativo com alto preço (Imagem: Pixabay/tombark)

2) Média do custo em dólares

A média do custo em dólares (DCA, na sigla em inglês) surgiu como outra estratégia popular nos mercados de criptoativos porque alivia o desafio de tentar cronometrar o mercado e fornece uma solução para lidar com a alta volatilidade.

Média do custo em dólares se refere a comprar uma quantia fixa de um ativo em intervalos regulares independente de seu preço. Dessa forma, o investidor compra mais de um ativo quando o preço estiver baixo e menos quando o preço estiver maior.

Já que grande parte dos investidores acredita no futuro dessa classe de ativos, comprar de pouco em pouco a cada semana ou mês é uma abordagem excelente para gerenciar a volatilidade enquanto abre posições com criptoativos.

É importante investir em mais de um ativo para que, caso um caia, outro possa compensar (Imagem: Unsplash/@silverhousehd)

3) Portfólio ponderado pelo mercado

Uma abordagem de investimento mais sofisticada é criar um portfólio de capitalização de mercado ponderado das dez ou 20 maiores criptomoedas.

É assim que fundos de índice em cripto realizam sua estratégia de investimento e como muitos fundos de hedge de criptoativos gerenciados passivamente criam seus portfólios.

Essa estratégia permite que investidores tenham ampla exposição aos mercados cripto como um todo e permite que o mercado decida quão grande deve ser a posse em cada portfólio.

Essa abordagem é parecida com a metodologia de cesta de criptoativos detalhada no relatório “Criando Estratégias de Investimento com a Taxonomia para Criptoativos” da Brave New Coin.

Nesse relatório, Rafael Delfin sugere que investidores criem um portfólio de investimento repleto tanto de Criptoativos Gerais (GCA) como de Tokens de Protocolo (PT).

Porém, em vez de usar a capitalização de mercado como uma métrica para determinar a ponderação dos constituintes do portfólio, Delfin usa diversas métricas com base na capitalização de mercado de livre flutuação dos criptoativos (o valor dos tokens em circulação, exceto aqueles que estão retidos por promotores ou funcionários de empresas), incluindo volume de negociação nas últimas 24 horas, liquidez ou proporção de capitalização de mercado.

Investidores mais qualificados tendem a estudar muito bem o mercado e escolher, por si sós, em quais criptomoedas investir (Imagem: Freepik/master1305)

4) Escolha de moedas

Como uma alternativa à construção de um portfólio diversificado de criptoativos, com base em métricas específicas, alguns investidores preferem escolher moedas específicas e tokens digitais que acreditam terem o maior potencial de aumento de valor.

Essa abordagem de “escolha de moedas” — assim como a escolha de ações em mercados acionários — é reservada para negociadores especialistas em cripto e investidores profissionais que passam bastante tempo pesquisando sobre quais projetos cripto irão investir.

Geralmente, quando os criptoativos são escolhidos, são retidos com investimentos de médio a longo prazo.

celular computador finanças análise economia mercado gráfico estatística preço
A negociação diária exige a compra e venda de posições intradiárias e, geralmente, envolve o uso de alavancagem (Imagem: Pixabay/FirmBee)

5) “Day trading” usando alavancagem

Negociadores de criptoativos em tempo integral optam pela negociação diária (ou “day trading”) usando alavancagem para amplificar seus lucros.

Grande parte desses negociadores ou são investidores antigos, que se deram bem e agora buscam aumentar suas riquezas usando suas experiências de mercado e de investimento, ou negociadores diários (“day traders”) que vieram do universo de negociações no mercado Forex (“mercado de câmbio”) e foram atraídos ao mercado cripto por conta de seus altos rendimentos.

A negociação diária exige a compra e venda de posições intradiárias e, geralmente, envolve o uso de alavancagem.

Usando alavancagem com o uso de contratos por diferença (CFDs), negociadores podem impulsionar seus rendimentos (e também suas perdas) ao pegar dinheiro emprestado para uma negociação e aumentar sua posição. Dessa forma, negociadores podem se beneficiar de menores movimentações no preço.

bot robô robot
Esse tipo de negociação é utilizada por fundos de hedge nos mercados acionários, monetários e de commodities, mas ganhou popularidade entre negociadores de criptoativos (Imagem: Pixabay/erik_stein)

6) Negociação automática usando bots (robôs)

Um passo além da negociação diária manual é negociar usando bots (robôs) de negociação de criptoativos, que automaticamente executam estratégias de negociação baseadas em configurações pré-definidas.

Bots de negociação de criptoativos são programas algorítmicos de software que usam uma variedade de indicadores técnicos para reconhecer tendências de preço e, em seguida, executar negociações automaticamente em nome do investidor.

Esse tipo de negociação é utilizada por fundos de hedge nos mercados acionários, monetários e de commodities, mas ganhou popularidade entre negociadores de criptoativos.

O benefício dos bots de negociação é que eles podem executar estratégias de negociação pré-definidas automaticamente e, além disso, não há necessidade de envolvimento humano, o que poderia desacelerar o processo de entrada e saída de posições.

Porém, bots de negociação também podem causar volatilidade irracional de mercado, principalmente se estiverem sendo usados em mercados de baixa capitalização ou em corretoras ilíquidas.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 15/05/2020 - 15:54