Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Servidores federais realizarão paralisação virtual na quinta (27) a partir das 10h

Alexa Meirelles
26/01/2022 - 13:21
Jair Bolsonaro
(REUTERS/Ueslei Marcelino)

Servidores federais vão realizar nesta quinta-feira (27) mais uma paralisação, a Plenária Nacional das Servidoras e Servidores Federais.

A categoria segue mobilizada em prol de um reajuste salarial que reponha a perda com a inflação nos últimos anos. O último ato aconteceu no dia 18, de forma presencial em Brasília (DF).

O movimento será encabeçado pelo Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e Fonasefe (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais) e acontecerá de forma online.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou o Orçamento de 2022 na última sexta-feira (21), que foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) na segunda (24).

O texto manteve o valor de R$ 1,7 bilhão para o reajuste dos servidores. Além disso, abriu um espaço de R$ 3,2 bilhões que podem ser direcionados para gastos com pessoal.

Ainda assim, mesmo que previsto no Orçamento, o aumento não está garantido e segue em suspenso por enquanto.

Isso porque o tema tem sido pedra no sapato para o governo federal, já que as manifestações foram uma reação ao anúncio da presidência sobre conceder o reajuste para os profissionais de segurança pública.

Rudinei Marques, presidente do Fonacate, declarou ao Money Times que o movimento independe do reajuste acertado com os policiais e previsto no Orçamento sancionado. Ele destaca que até então há diálogo com as entidades de classe do funcionalismo.

“A convocação é para paralisação todo o dia, para acompanhar o evento. Fizemos ampla divulgação nos grupos da nossa carreira. Esperamos uma forte adesão”, diz.

Próximos protestos

Os servidores já confirmaram a realização de alguns atos para os próximos dias.

O dia 2 foi escolhido pela Fenajufe (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União), quando os trabalhadores devem protestar na Praça dos Três Poderes. É o dia em que STF e Congresso retomam as atividades pós-recesso.

Entre os dias 7 e 10 os servidores devem realizar uma rodada de plenárias virtuais.

Para o dia 9, os servidores do Banco Central, por meio do seu sindicato, também mantiveram a sua mobilização.

As categorias ameaçam greve a partir de 9 de março caso não tenha uma resposta contundente por parte do governo federal.

Última atualização por Alexa Meirelles - 26/01/2022 - 13:27

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto