Terra (LUNA): Do Kwon deve ser processado por grande empresa de advocacia da Coreia do Sul

The Block
The Block
18/05/2022 - 11:52
Traduzido e editado por Vitória Martini
The Block
Terra LUNA
Fundador da rede Terra poderá perder suas propriedades provisioriamente. (Imagem: YouTube/Terra)

LKB & Partners, uma das maiores empresas de advocacia da Coreia do Sul, decidiu processar o fundador de Terra (LUNA) e CEO de Terraform Labs, Do Kwon, após o colapso do token de governança (LUNA) e da stablecoin TerraUSD (UST) na semana passada.

Em nome de investidores comuns, LKB entrará com o processo contra Kwon, de nacionalidade sul-coreana, na Agência da Polícia Metropolitana de Seul, segundo o jornal local Munhwa Ilbo.

Alguns dos funcionários de LKB também poderão se juntar ao processo, visto que também perderam dinheiro com a queda de UST, aponta o informe.

“Existem investidores [de Terra] dentro da empresa de advocacia, e iremos registrar uma queixa contra Kwon na Unidade de Investigação Financeira, da Agência da Polícia Metropolitana de Seul”, disse o sócio da LKB, Kim Hyeon-Kwon, ao jornal local.

Além da queixa policial, LKB & Partners também decidiu solicitar um pedido para penhora provisória das propriedades do fundador de Terra e apreensão delas no Ministério Público no Distrito Sul de Seul.

Outro informe, da agência de notícias local Yonhap, disse que LKB também está considerando processar Daniel Shin, cofundador de Terra.

Terra (LUNA): O que o investidor precisa fazer
diante da crise cripto, segundo o UBS

Rede Terra no fundo do poço

O pesadelo da rede Terra teve início na semana passada, quando sua stablecoin — UST — perdeu a paridade com o dólar.

Devido ao mecanismo de emissão e queima de tokens da rede, que propõe uma ligação direta entre o preço da stablecoin e a quantidade de LUNA em circulação, o token de governança de Terra também foi “ladeira abaixo”.

No momento de publicação desta notícia, LUNA permanecia no fundo do poço, cotada a US$ $0,0001835, enquanto UST estava cotada a US$0,1075, segundo dados do CoinMarketCap.

A implosão dos tokens de Terra levou a perdas de dezenas de bilhões de dólares para investidores tanto individuais quanto institucionais.

As reguladoras financeiras da Coreia do Sul supostamente lançaram “inspeções de emergência” em corretoras de criptomoedas locais, a fim de melhorar a proteção ao investidor.

O político sul-coreano Yun Chang-Hyun também solicitou uma audiência parlamentar sobre UST, para entender a origem do colapso. Para isso, o político convocou Do Kwon e corretoras cripto a comparecerem.

Terra pode estar rachando também internamente, visto que a equipe jurídica de Terraform Labs, empresa responsável pelo desenvolvimento da rede, pediu demissão no início do mês, em meio ao caos de LUNA e UST.

Receba as newsletters do Money Times!

Cadastre-se nas nossas newsletters e esteja sempre bem informado com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receba as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

Disclaimer

O Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Martini - 18/05/2022 - 11:52

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto