Terra (LUNA): Novo blockchain é rejeitado por duas grandes empresas de staking

The Block
The Block
27/05/2022 - 10:04
Traduzido e editado por Vitória Martini
The Block
Terra LUNA
Ambas as empresas alegaram preocupações sobre as alterações feitas na proposta de Terra enquanto estava em votação.(Imagem: Twitter/Do Kwon)

Duas das maiores empresas de staking não oferecerão suporte ao novo blockchain da rede Terra (LUNA), devido a preocupações sobre o modo como o processo de votação foi conduzido.

As duas empresas são Figment, que tinha US$ 6 bilhões em ativos sob gestão, em fevereiro, e Chorus One, que tem mais de US$ 1 bilhão em ativos, atualmente.

Chorus One disse que não oferecerá suporte ao novo blockchain de Terra, porque a equipe por trás da rede “não seguiu um processo de governança legítimo”.

O primeiro motivo fornecido pela companhia era de que o staking de tokens estava congelado na rede no momento da votação e, com isso, os poderes de votação mudaram.

O segundo motivo é de que a proposta principal para relançar o blockchain foi alterada enquanto estava em votação.

Como resultado, Chorus One se absteve de votar, desativou sua infraestrutura existente e disse que não apoiará o novo blockchain de Terra, segundo uma publicação no Twitter.

De modo semelhante, Figment disse que também não oferecerá suporte ao novo blockchain.

“Não planejamos ter suporte para Terra 2.0 no lançamento, e decidiremos se iremos oferecer suporte à Terra 2.0 em uma data no futuro, caso avaliemos como uma nova oportunidade”, disse a companhia no Twitter.

Figment votou “não, com veto” na proposta principal para a criação de um novo blockchain Terra. Em uma publicação em blog, disse que “a proposta foi unilateralmente modificada múltiplas vezes, enquanto o período de votação estava ativo, levando a uma falta de confiança da integridade da votação”.

A companhia afirmou que não vê o lançamento tão cedo de um novo blockchain como uma solução. Figment acrescentou que Terraform Labs ainda pode ter influência sobre o novo blockchain, e que a companhia por trás de Terra poderá enfrentar diversos processos judiciais no futuro.

“Esses processos podem propor risco sem precedentes para fornecedores de infraestrutura (como a Figment) no futuro”, disse.

Orlando Telles: O novo plano da rede Terra (LUNA)
poderá de fato funcionar?

Novo blockchain de Terra pode ‘apagar’ fracasso do anterior?

O novo blockchain de Terra será lançado como resultado do colapso da rede atual. A stablecoin TerraUSD (UST) perdeu sua paridade ao dólar americano no início deste mês, levando junto o token de governança da rede, LUNA, a uma “espiral da morte”, devido ao mecanismo que atrelava o preço de LUNA à quantidade de UST presente no mercado.

Após a implosão, o sistema de governança de Terra teve uma rápida reviravolta, após o CEO de Terraform Labs e fundador da rede, Do Kwon, ter proposto um novo blockchain e colocado o plano para votação.

No entanto, Kwon alterou a proposta enquanto ela estava em votação, levando a preocupações sobre a validade e a integridade dessas ações.

Apesar dessas preocupações, a proposta foi aprovada na última quarta-feira (25), e o novo blockchain de Terra deverá ser lançado amanhã (28).

Entre para o nosso Telegram!

Faça parte do grupo do Crypto Times no Telegram. Você acessa as notícias do mundo cripto em tempo real e ainda pode participar das discussões da comunidade. Entre agora para o grupo do Crypto Times no Telegram!

Disclaimer

O Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Vitória Martini - 27/05/2022 - 10:04

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado cripto?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto