Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Analistas adotam perspectivas mais positivas sobre futuro do ABC Brasil

09/02/2021 - 15:39
O ABC Brasil encerrou o quarto trimestre do ano passado com queda de 27,2% no lucro líquido contábil ante o mesmo período de 2019, para R$ 106 milhões (Imagem: Divulgação/Banco ABC Brasil)

Como o BTG Pactual (BPAC11), a Ágora Investimentos viu com bons olhos os resultados do quarto trimestre de 2020 do ABC Brasil (ABCB4). Na avaliação da corretora, a linha de receita de tarifas e a redução da taxa efetiva de imposto conseguiram manter os números finais em um “nível razoável”. Ainda assim, o balanço ficou abaixo da média.

“Apesar de um mix de crédito gradativamente melhor, o NII (resultado liquido de intermediação financeira) permaneceu naturalmente pressionado pela Selic muito mais baixa em comparação com os anos anteriores”, comentou a equipe de análise da Ágora.

O ABC Brasil encerrou o quarto trimestre do ano passado com queda de 27,2% no lucro líquido contábil ante o mesmo período de 2019, para R$ 106 milhões.

A carteira de crédito expandida avançou 14,4% e fechou dezembro em R$ 43,3 bilhões.

A margem financeira cresceu 15,4% na mesma base de comparação e atingiu R$ 299,9 milhões. A margem financeira com clientes totalizou R$ 89,1 milhões, representando alta anual de 103,3%.

As despesas com provisões dispararam 86,3%.

Risco-retorno

Segundo a Ágora, o futuro do ABC Brasil parece mais promissor agora, sob expectativa de que tendências melhores vão começar a se materializar.

“Olhando para o futuro, as perspectivas parecem mais positivas do que há alguns meses: a curva de rendimento mais íngreme sugere que os dias de NIM (margem líquida de intermediação financeira) pressionados podem estar chegando ao fim”, avaliaram os analistas.

Com o alívio nas margens, a relação risco-retorno começa a mudar, pendendo a favor do banco.

Por ora, a recomendação que a corretora tem para a companhia é neutra. O preço-alvo indicado é de R$ 19.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 09/02/2021 - 15:39