Com novo aporte, empresa cripto Paxos deseja integrar mais clientes institucionais

29/04/2021 - 10:39
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Paxos se tornou a terceira empresa cripto a obter um alvará bancário nos EUA e deseja continuar crescendo este ano (Imagem: Crypto Times)

“Você tem que aproveitar o dia enquanto o sol está brilhando.”

Charles Cascarilla, CEO e fundador da Paxos, teve muito tempo para pensar sobre aproveitamento enquanto esteve na região rural de Nova York durante a pandemia do coronavírus.

Ele usou a analogia para descrever por que sua empresa arrecadou US$ 300 milhões em uma rodada de financiamento “series D”.

A empresa, que havia anunciado uma rodada C há alguns meses, afirmou, nesta quinta-feira (29), que a rodada mais recente foi liderada por Oak HC/FT, com participação de outros investidores, como Declaration Partners, PayPal Ventures e Mithril Capital (cofundada por Peter Thiel), dentre outros.

O financiamento avalia a Paxos em US$ 2,4 bilhões.

Em entrevista ao The Block, Cascarilla citou o desempenho atual e as oportunidades da empresa como o motivo para arrecadar mais dinheiro agora. Não é uma questão baseada em preço, e sim ligada ao número de possíveis grandes novos clientes.

A empresa — conhecida por impulsionar a negociação de cripto para o PayPal e Venmo — possui clientes bem grandes com os quais está interagindo bastante, segundo Cascarilla, que começou como um executivo de fundos de hedge durante a crise financeira.

“Queremos poder investir na equipe e na plataforma”, disse ele. “Esses clientes querem ter certeza de que estamos bem-capitalizados. São coisas das quais queremos obter vantagem nessa janela de oportunidade.”

Cascarilla falou, de forma ambiciosa, sobre o recente crescimento da Paxos. “Acreditamos que podemos acrescentar um cliente do tamanho do PayPal este ano. Acho que poderemos acrescentar três ou cinco”, contou ele ao The Block.

Em outubro de 2020, Paxos anunciou que iria fornecer a infraestrutura de back-end para oferta cripto do PayPal, fornecendo a liquidez e os recursos regulatórios para compra e venda de criptomoedas.

Embora itBit, a corretora nativa da Paxos, tenha caído nas classificações de corretoras, teve um crescimento significativo desde o início do acordo. Novos acordos podem resultar em mais crescimento.

Volume de fiduciárias em corretoras cripto (Imagem: CryptoCompare, The Block Research)

Paxos acredita que sua abordagem regulatória ao mercado cripto será um diferencial para possíveis clientes. Na verdade, Paxos se tornou a terceira empresa cripto a obter uma licença de alvará bancário do Escritório de Controladoria da Moeda dos EUA (OCC) na semana passada.

Além disso, a Paxos aguarda por uma aprovação da Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio (SEC) para operar como uma agência de compensações. A empresa obteve uma aprovação para operar ações no blockchain por meio de um auxílio de ação da agência.

Apesar de o negócio de liquidações baseadas em blockchain não gerar tanto dinheiro hoje em dia, a jogada comercial a longo prazo pode ser um atrativo para investidores com alto poder aquisitivo, segundo Cascarilla.

“Cripto é um mercado de US$ 2 trilhões”, disse ele. “Mas existe uma capitalização de mercado de US$ 70 trilhões em outro lugar e poder operar na tokenização de ativos reais é parte de nossa missão.”

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 29/04/2021 - 10:39

Pela Web