Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Como abrir conta em corretoras brasileiras de criptomoedas?

02/05/2021 - 11:00
Confira, neste artigo da série Bê-a-bá Cripto, como é fácil criar uma conta em uma corretora brasileira e começar a comprar moedas digitais (Imagem: Unsplash/executium)

Se você ainda não comprou criptomoedas diretamente, talvez pense que é um processo muito complicado pois, como tudo é feito digitalmente, pode ser demorado. Isso não é verdade.

Neste artigo, mostramos o passo a passo de como você pode configurar sua conta em três corretoras brasileiras para comprar criptomoedas.

1) Mercado Bitcoin

No site oficial do Mercado Bitcoin (https://www.mercadobitcoin.com.br/), clique no botão Quero começar”. Você deve preencher algumas informações, como o seu endereço de e-mail e inserir uma senha forte, seguido de seu CPF e data de nascimento. Em seguida, é só checar sua caixa de e-mails para confirmar sua conta.

(Imagem: Mercado Bitcoin)

Em seguida, por questões de segurança, a plataforma apresenta algumas etapas que devem ser concluídas antes de você começar a negociar.

Espera-se que a legalização das apostas esportivas seja muito significativa aos impostos

(Imagem: Mercado Bitcoin)

A atualização cadastral envolve dados pessoais (como endereço residencial), a verificação em duas etapas (para garantir uma maior segurança no acesso), o envio de documento com selfie (para atestar que o usuário é quem ele diz ser).

(Imagem: Mercado Bitcoin)

Você precisa definir uma senha forte e uma palavra segura (para que você sempre saiba que as mensagens exibidas são realmente do Mercado Bitcoin) para manter sua conta livre de invasões.

Uma etapa extremamente importante é a de verificação em duas etapas (2FA). Caso sua senha seja comprometida, a 2FA atua como uma segunda senha para garantir que é você mesmo quem está acessando seus fundos.

(Imagem: Mercado Bitcoin)

Após completar todas essas etapas, você perceberá que a plataforma do Mercado Bitcoin cria automaticamente uma conta digital na Meubank e no Banco Genial para facilitar suas transações.

Você pode realizar depósitos ou transferências bancárias para essas contas, que irão contabilizar o saldo para dentro da plataforma Mercado Bitcoin de forma segura e rápida.

(Imagem: Mercado Bitcoin)

Após realizar seu depósito na plataforma, você pode começar a comprar criptomoedas. Acesse “Comprar e vender” e escolha a criptomoeda que você quer comprar.

Dados do dia 20 de abril (Imagem: Mercado Bitcoin)

Digamos que você tenha depositado R$ 100 e queira comprar essa quantia em bitcoin (BTC). Você digita “100,00” na caixa “valor total da compra” e clica em “comprar”. Em seguida, a plataforma pede que você confirme sua operação:

Dados do dia 20 de abril (Imagem: Mercado Bitcoin)

Assim como em uma conta bancária, todas as suas operações ficam registradas, com data e hora, no extrato da plataforma, mostrando a quantidade fracionária dos bitcoins adquiridos.

(Imagem: Mercado Bitcoin)

2) BitcoinTrade

Outra plataforma em que você pode abrir conta é a BitcoinTrade (https://broker.bitcointrade.com.br/), recém-adquirida pela argentina Ripio, que também pede por informações básicas antes de te disponibilizar uma conta:

(Imagem: BitcoinTrade)

Após clicar no e-mail de confirmação, a plataforma pede que você se atente ao link oficial, para evitar que você esteja acessando um site falso.

(Imagem: BitcoinTrade)

Após configurar a verificação 2FA, a plataforma permite que você negocie até R$ 10 mil em criptomoedas e, caso deseje operar com valores bem mais altos, precisará enviar documentos com selfie.

(Imagem: BitcoinTrade)

Felizmente, as plataformas fornecem o passo a passo para você completar as etapas necessárias que irão garantir a segurança dos seus ativos.

(Imagem: BitcoinTrade)
(Imagem: BitcoinTrade)

Depois que a conta estiver devidamente ativada, você já pode começar a negociar suas criptomoedas.

Após a abertura de conta, a BitcoinTrade te fornece dados bancários para que você realize depósitos.

Na aba “Operações”, selecione “Depósitos” e clique em “Depositar reais”. Escolha o seu banco de preferência, preencha o valor do depósito e clique em “Continuar”

(Imagem: BitcoinTrade)

Em alguns minutos, seu saldo será contabilizado na plataforma.

Digamos que você tenha depositado R$ 50 na BitcoinTrade e queira comprar essa quantia em ether (ETH).

Dados do dia 30 de abril (Imagem: BitcoinTrade)

Clique em “Comprar” e escolha “Ethereum”. Digite “50,00” na caixa “Quanto gostaria de comprar?”, verifique as taxas e clique em “Comprar Ethereum”. Em seguida, a plataforma notifica que sua compra foi feita:

(Imagem: BitcoinTrade)

Todas as suas movimentações podem ser verificadas na aba “Extrato”:

(Imagem: BitcoinTrade)

3) Foxbit

No site oficial da Foxbit (https://app.foxbit.com.br/), clique no botão “Cadastre-se” e comece a preencher as lacunas necessárias.

(Imagem: Foxbit)

Sempre se atente às orientações de segurança e verificação:

(Imagem: Foxbit)

Antes de começar a negociar, você precisa depositar uma quantia. Clique no botão “Depositar | Sacar” e, depois, em “Depositar”. Escolha sua moeda de preferência e siga as etapas.

(Imagem: Foxbit)

 

(Imagem: Foxbit)

A Foxbit também apresenta uma conta interna para você realizar a transferência bancária. Realize a operação, envie o comprovante de pagamento e aguarde para que seu saldo seja contabilizado na plataforma.

(Imagem: Foxbit)

Digamos que você tenha depositado R$ 50 na Foxbit e queira comprar essa quantia em chainlink (LINK).

(Imagem: Foxbit)

Clique no botão “Comprar | Vender” e em “LINK”, e escolha uma das opções com valores pré-definidos ou digite um valor na caixa “Personalize”. Em seguida, clique em “Comprar”:

Dados do dia 30 de abril (Imagem: Foxbit)

Depois, a plataforma pede que você confirme sua compra, apresentando todos os detalhes da transação:

Dados do dia 30 de abril (Imagem: Foxbit)

Pronto! Você comprou LINK:

(Imagem: Foxbit)

Todas as suas movimentações também podem ser consultados na aba “Meu histórico”:

(Imagem: Foxbit)

Cuidados

Como você pôde perceber, tudo pode ser feito pela internet. Os intervalos de confirmação são curtos e, em poucos minutos, você já terá investido em criptomoedas.

Porém, precisamos relembrar alguns cuidados simples para que você não perca esses ativos por um simples descuido:

1) Sempre se certifique que o site da corretora que você está acessando é o link verdadeiro. Muitos golpistas copiam o design do site e enganam vítimas que acreditam estarem acessando a plataforma correta.

Como manter suas criptomoedas seguras?

2) Não invista mais do que você tem! Neste artigo, trabalhamos com valores baixos (R$ 50 e R$ 100) para mostrar que é possível, sim, investir em criptomoedas com quantias acessíveis. Mas isso não significa que você deva colocar todo o seu dinheiro em criptomoedas. É preciso entender sempre por que você está investindo, no que você está investindo. Não é porque você tem R$ 1 mil que vai investir toda essa quantia em cripto. Pesquise sobre as criptomoedas que você tem interesse, estabeleça uma porcentagem para cada ativo (aloque 50% em BTC, 40% em ETH e os outros 10% em outros ativos, por exemplo).

3) As criptomoedas foram criadas para dar autonomia financeira às pessoas. Nunca envie dinheiro para que outra pessoa invista por você (“me envie R$ 2 mil em BTC para que eu te devolva o dobro”). Pesquise, estude, verifique as taxas e as condições de cada corretora. As criptomoedas devem ser suas e estarem sob seu controle, e não nas mãos de um trader famoso no Instagram com uma “vida glamorosa”.

4) Não é porque uma nova moeda está entre os principais assuntos das redes sociais que ela é passível de investimento. “Tendências” da internet nem sempre são boas, então não saia investindo em qualquer ativo sem antes pesquisar se ele se adequa aos seus interesses.

Falsos esquemas de bitcoin relacionados à Binance
estão circulando no YouTube

5) Suspeite de rendimentos estratosféricos. A diversificação sempre é uma boa pedida, mas requer muito estudo, paciência e segurança. Não invista se você não acredita no potencial. Se você ainda tem receio de comprar criptomoedas diretamente, existem algumas opções no mercado brasileiro para que você invista de forma passiva, como o ETF HASH11 e os fundos de criptomoedas da Vitreo, por exemplo.

6 passos para você escolher
a melhor corretora de criptomoedas

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 02/05/2021 - 12:29

Pela Web