Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Métricas do token YFI estão em baixa apesar de novos serviços apresentados ao protocolo Yearn

28/01/2021 - 10:04
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
A posição do protocolo Yearn, como um pioneiro no setor automatizado de “yield farming”, permitiu que mantivesse sua liderança no setor DeFi. Porém, aspectos técnicos e métricas do blockchain estão em baixa (Imagem: YFI Pulse)

Yearn.Finance é uma plataforma de finanças descentralizadas (DeFi), cujo token nativo de governança, YFI, fornece direitos de votação e recompensas por staking a seus detentores — estes aplicam fundos para garantir a segurança da plataforma.

YFI está sendo negociado a US$ 30 mil e esteve extremamente volátil nos últimos meses, em parte devido à falta de tokens disponíveis e à febre da listagem em diversas corretoras.

A rede é apoiada pelo protocolo Yearn, um otimizador de rendimentos que visa maximizar o retorno para as posses de cripto de um usuário ao automaticamente movimentar seus fundos por inúmeros protocolos de empréstimo.

O protocolo foi criado pelo desenvolvedor Andre Cronje que, no início de 2020, estava buscando uma forma de automatizar o processo de encontrar os mais altos rendimentos possíveis para suas stablecoins.

Clique aqui para saber mais sobre o protocolo Yearn e entenda quais as abordagens utilizadas por Cronje.

O protocolo evoluiu para fornecer soluções mais complexas que possam maximizar rendimentos sobre depósitos dos usuários.

Para captar esse novo valor, Yearn lançou “yVaults” como parte da segunda versão do Yearn.Finance lançada no fim de julho de 2020. “Vaults” são pools de fundos que têm uma estratégia relacionada e criada para maximizar possíveis rendimentos em pools de ativos DeFi.

Como funcionam os empréstimos com cripto no setor DeFi?

Além de apenas movimentar ativos entre plataformas de empréstimos, Vaults realizam múltiplas operações para maximizar rendimentos em depósitos — como “farmar” ativos nativos e vendê-los em troca de lucro, fornecendo liquidez e ganhando uma parte das taxas da plataforma e usando fundos agrupados como garantia para pegar stablecoins emprestado.

Cada Vault segue uma estratégia decidida pela comunidade Yearn.

No início de janeiro, a segunda versão dos yVaults apresentou uma nova estrutura de taxas: taxas administrativas de 2% (por ativos sob gestão) e uma taxa de desempenho de 20% para lucros obtidos pelo yVault.

Esses yVaults não cobram taxas por saque. A equipe também planeja lançar outros yVaults no futuro próximo.

“Jogo de lego”: por que Yearn Finance decidiu
se fundir com outros cinco protocolos?

O valor total de ativos bloqueados (TVL) é de US$ 428 milhões, após uma alta recorde de quase US$ 1 bilhão em agosto de 2020. Um TVL decrescente, conforme o preço do bitcoin (BTC) e ether (ETH) cresce, indica um enfraquecimento do sentimento de mercado em estratégias de rendimento com YFI.

Valor total bloqueado (em dólares) no Yearn.Finance (Imagem: DeFi Pulse)

Análise técnica

Conforme uma possível tendência de mercado de baixa recomeça, roteiros de desenvolvimento (“roadmaps”) para futuras movimentações de mercado podem ser encontrados em maiores intervalos de tempo usando Médias Móveis Exponenciais (MMEs), perfil de volume do intervalo visível (VPVR), pontos de pivô, Nuvem de Ichimoku e divergências.

YFI possui um histórico de preço limitado, então é preciso analisá-lo em intervalos de tempo menores em vez de analisar seu gráfico diário.

Médias Móveis Exponenciais (MMEs) são um indicador técnico de gráfico que rastreia o preço de um investimento ao longo do tempo.

No intervalo de quatro horas, a MME de 50 períodos e a de 200 períodos se cruzaram positivamente no dia 7 de janeiro, o que resultou em um aumento de 60% até agora. Nos próximos dias, MMEs devem se cruzar negativamente de novo, um forte indício de um futuro ímpeto de baixa.

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) é um indicador que mostra a atividade de negociação ao longo de um período específico de tempo a certos níveis de preço. Assim, mostra o que foi comprado e vendido a esses níveis atuais.

Já pontos de pivôs são usados para determinar a tendência geral do mercado em diferentes períodos. Assim, se refere à média de alta, baixa e do preço de fechamento do dia anterior de negociação.

O preço à vista também está na área superior de volume, a US$ 22 mil, segundo o VPVR e um pivô mensal de suporte de US$ 23 mil. Se esse suporte horizontal falhar, o próximo suporte significativo está entre US$ 13 mil e US$ 16 mil, com base em pivôs anuais e VPVR.

O preço à vista também formou uma série de padrões gráficos de mercado de baixa desde sua alta recorde, incluindo um de cabeça e ombros (ou “head and shoulders”) — que prevê uma reversão do mercado de baixa — e um triângulo descendente — sinal de enfraquecimento na demanda pelo ativo.

Após ambos os padrões terem atingido seus alvos esperados, houve uma forte reversão de tendência. Atualmente, o preço está próximo à parte interior de um possível triângulo descendente, com 1.618 e uma movimentação moderada de US$ 21,4 mil e US$ 17,4 mil, respectivamente. Esse padrão será invalidado se o preço ultrapassar a alta local de US$ 33 mil.

A Nuvem de Ichimoku é uma coleção de indicadores técnicos que mostram os níveis de apoio e resistência, bem como o ímpeto e a direção da tendência.

Em relação à Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”).

A cruz Tenkan, ou linha de conversão, é o ponto médio dos maiores e menores preços de um ativo nos nove períodos anteriores. Já a cruz Kijun, ou linha-base, é usada para gerar sinais de negociação quando cruzada com a Tenkan para os 26 últimos períodos.

A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

As métricas da Nuvem sobre o quadro temporal de quatro horas, com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma baixa. O preço à vista está abaixo da Nuvem, então a Nuvem indica uma baixa, assim como as cruzes T/K.

O período de atraso está abaixo da Nuvem e do preço à vista. A tendência continuará em baixa enquanto o preço se mantiver abaixo da Nuvem, atualmente em US$ 30 mil.

A plataforma Yearn Finance surgiu na “caixa de ferramentas” da comunidade DeFi em 2020, impulsionando e melhorando a técnica de “yield farming” — recompensa a um pool de formadores de mercado pelo incentivo de liquidez para um token específico — por meio da automação e eficiência.

O token YFI também teve um grande sucesso inicial, apesar de o fundador Andre Cronje afirmar que o token não deveria ter valor algum.

Quais são as principais pessoas do mercado cripto
para acompanhar em 2021?

YFI rapidamente expandiu seus serviços nos últimos meses conforme os rendimentos DeFi começaram a diminuir. Com muitas cópias recentes, YFI provavelmente manterá sua vantagem de pioneiro nos próximos meses.

Porém, apesar do crescimento de serviços oferecidos, o valor total bloqueado (TVL) no ecossistema YFI continuou estável nos últimos meses. Métricas do blockchain também indicam um sentimento negativo do preço do token.

Aspectos técnicos para o token YFI também estão em baixa. Métricas de tendência mostram que o preço à vista está abaixo da MME de 33 dias e da Nuvem de quatro horas. O forte suporte está em US$ 22 mil com base nos pivôs anuais e no VPVR.

Um padrão gráfico em baixa também projeta um alvo de US$ 17,4 mil e US$ 21,4 mil. Até agora, o token foi negociado em alta desde sua criação, sugerindo a probabilidade da continuação em baixa no curto prazo.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 28/01/2021 - 10:08