Mineradores chineses de ether não conseguem “crackear” o limitador de hashes da Nvidia

12/03/2021 - 15:57
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Em fevereiro, a Nvidia apresentou seu RTX 3060, estava apresentando uma forma segura de reduzir 50% do poder computacional do GPU caso fosse utilizado na mineração de ether (Imagem: Nvidia)

Na última quarta-feira (10), uma conta anônima de tecnologia tuitou uma captura de tela de um painel com a seguinte mensagem: “droga de ‘mod’ chinês”.

O tuíte sugeria que mineradores chineses de ether (ETH) conseguiram contornar a restrição que a Nvidia integrou a suas placas de vídeo (GPUs) RTX 3060, utilizadas para minerar ether.

A captura de tela mostrava que os GPUs RTX 3060 estavam apresentando um poder de hashing da 45 MH/s, bem acima do suposto limitador de 50% da taxa de hashes, anunciado pela Nvidia em fevereiro.

O que é mineração de criptomoedas?

A informação rapidamente se espalhou, tanto pela comunidade gamer como pela comunidade cripto, com manchetes que citavam o Twitter como fonte, de que mineradores chineses “alegadamente” contornaram o limitador de taxa de hashes da Nvidia na rede Ethereum.

O problema é que: não é verdade.

Nenhum dos mineradores ou operadores de pools de mineração de ether, que conversaram com o The Block, afirmou ter visto uma solução verdadeira que pudesse “crackear” o limitador do GPU da Nvidia para apresentar um desempenho de taxa de hashes acima de 40 MH/s.

Teria sido algo surpreendente pois, quando a Nvidia apresentou seu RTX 3060 em fevereiro, a empresa disse que estava apresentando uma forma segura de reduzir 50% do poder computacional do GPU caso fosse utilizado na mineração de ether.

Enquanto isso, Nvidia irá lançar um chip de processamento criado especialmente para a mineração de criptomoedas.

O limite e o plano de lançamento são parte das iniciativas da fabricante de chips em fornecer um fornecimento equilibrado e satisfazer as demandas tanto dos gamers quanto dos mineradores de cripto.

Mas a questão é que a desinformação, que rapidamente gerou desconfiança e apareceu em manchetes em questão de horas, fornece uma vislumbre sobre a tensão aparentemente irreconciliável — pelo menos, por enquanto — entre gamers e operadores de mineração.

As crescentes receitas pela mineração fizeram com que operadores comprassem o máximo de máquinas que podiam, aumentando os preços de mercado. Alguns até estão recorrendo a notebooks gamers para obter taxa de hashes extra.

Na verdade, segundo especialistas da indústria, é quase impossível decifrar o limitador de taxa de hashes do GPU da Nvidia. Em fevereiro, Bryan Del Rizzo, executivo de produtos RTX da Nvidia, tuitou que a restrição não está limitada a uma atualização no software.

“Não é apenas algo relacionado ao driver. Existe um ‘handshake’ [protocolo que controla a transmissão de dados] entre o driver, o silicone do RTX 3060 e o BIOS (‘firmware’) que evita a remoção do limitador de taxa de hashes”, tuitou ele.

Kristy-Leigh Minehan, especialista em mineração cripto, ex-Core Scientific e ex-Genesis Mining, sugeriu que iria investigar a situação para tentar fazer isso.

“Para ultrapassá-lo, você precisaria de uma chave privada da NVIDIA para conseguir assinar um driver comum, a implementação VBIOS [e] a ferramenta utilizada para realizar modificações internas do VBIOS à Nvidia, alguns com os mesmos driver (em seus servidores de desenvolvimento), então teriam que registrar tudo isso”, disse ela ao The Block.

Basicamente: “a única forma de contornar isso seria por um funcionário da NV com um VBIOS assinado e uma nova versão do drive 😂”, acrescentou ela.

Então o que gerou toda a confusão?

Parece que a conta do Twitter que vazou a imagem original não havia confirmado, até horas depois, que a captura de tela havia sido mal interpretada.

A mesma conta publicou um outro tuíte para esclarecer que a captura de tela não estava relacionada ao desempenho do poder de hashing da Ethereum, e sim relacionada à Conflux, outra rede blockchain proof-of-work (PoW), não sujeita ao limitador de taxa de hashes da Nvidia.

A conta tuitou outro gráfico, mostrando como os GPUs RTX 3060 estavam, na verdade, apresentando uma taxa de hashes reduzida de 25 MH/s.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 12/03/2021 - 16:10

Cotações Crypto
Pela Web