Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vinícolas apostam em degustações virtuais durante pandemia

24/03/2020 - 17:17
As remessas de vinícolas para consumidores agora representam quase 11% do valor de todas as vendas de vinho no varejo (Imagem: Pixabay)

Seus restaurantes e bares favoritos podem estar fechados, mas a compra de vinhos on-line tem aumentado. E já estava antes do surto de coronavírus Covid-19.

Um relatório de janeiro do Rabobank, banco global com foco em alimentos e agronegócios, estimou que as vendas on-line nos Estados Unidos atingiram US$ 2,6 bilhões em 2019, com alta de 22% na comparação anual.

No recente Impact Marketing Seminar, Rich Bergsund, diretor-presidente da gigante varejista on-line Wine.com, disse que o site teve receita de US$ 150 milhões em 2019.

“Não importa o que aconteça, os consumidores de vinho não se absterão”, escreveu recentemente num blog Rob McMillan, vice-presidente sênior da Divisão de Vinhos do Silicon Valley Bank. Ele projeta vendas de vinho ainda maiores.

Gary Fisch, CEO e proprietário da Gary’s Wine & Marketplace, em Nova Jersey, pode atestar isso. Em e-mail, ele disse que as vendas durante a semana que terminou em 15 de março aumentaram 62%. Também registrou alta de 300% dos pedidos locais de entrega e retirada.

E cada garrafa conta.

Durante o distanciamento social, abrir uma garrafa de vinho para assistir a óperas gratuitas que o Metropolitan Opera está transmitindo ou se reunir com amigos durante o happy hour virtual por vídeo ajuda o setor a seguir em frente, seja um pequeno produtor em Sonoma, Califórnia, na França ou Itália; um varejista; ou trabalhadores de uma grande empresa como a LVMH.

Remessas diretas de vinícolas, degustações virtuais

As remessas de vinícolas para consumidores agora representam quase 11% do valor de todas as vendas de vinho no varejo, de acordo com o último relatório da Sovos, uma colaboração entre a Sovos Ship Compliant e a WinesVines Analytics. Muitos são vinhos para membros de clubes de vinícolas, que são fáceis de participar.

Desde o fechamento das salas de degustação da Califórnia, muitas apelam para a criatividade.

A St. Supéry, de propriedade da Chanel, em Napa, realiza degustações on-line uma vez por semana, às quintas-feiras.

A Inman Family Winemakers, de Sonoma, acaba de lançar um happy hour “Meet the Maker” via Facebook Video Chat, que pode ser acessado após a compra de pacotes de degustação de três garrafas.

Na próxima semana, a Kendall-Jackson hospedará degustações virtuais com o enólogo Randy Ullom, além de um desconto de 20% para pedidos de vinho on-line.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Renan Dantas - 24/03/2020 - 17:17