BusinessTimes

Americanas (AMER3) tem dívida de R$ 41 bilhões com quase 8 mil credores; veja a lista completa

25 jan 2023, 12:00 - atualizado em 25 jan 2023, 12:00
Americanas, AMER3,
Dívida de Americanas com credores passa de R$ 41 bilhões (Imagem: Iasmin Paiva/Money Times)

Na terça-feira (24), a Americanas (AMER3) protocolou ao processo de recuperação judicial a lista de credores, totalizando dívida de R$ 41,2 bilhões. Entre os quase oito mil nomes, há grandes bancos, fornecedores tanto pessoa jurídica quanto física, e até prefeituras.

No documento, a relação de credores é dividida em quatro categorias: 

  • Classe I, com R$ 64.821.321,99 e 320 nomes; 
  • Classe III – ou dívidas com terceiros –,  a maior categoria, somando R$ 35.733.215.488,24 e 6377 credores;
  • Classe IV, com R$ 109.385.962,37 e 951 nomes; e
  • Extraconcursal (Estados, municípios e órgãos públicos), com R$ 4.723.175,27 e 250 nomes.

Entre os bancos, a maior dívida da Americanas é com o Deutsche Bank, devendo R$ 5,2 bilhões. Em sequência, aparecem o Bradesco (BBDC4), com R$ 4,5 bilhões de dívida; o Santander (SANB11), com R$ 3,6 bilhões; e o BTG Pactual (BPAC11), com R$ 3,5 bilhões.

Fabricantes e fornecedores da varejista também figuram na lista. Com a Samsung, por exemplo, a Americanas tem dívida de R$ 1,2 bilhão. Já com a Nestlé, esse valor é de R$ 259 milhões.

No Serasa, empresa de análises e informações para decisões de crédito, o débito da companhia é de R$ 35,8 mil.

A companhia deu entrada no pedido de recuperação judicial no dia 19 de janeiro. Segundo a petição, as dívidas da Americanas somam R$ 43 bilhões.

Veja os principais credores da Americanas

  • Bancos

Deustche Bank: R$ 5,2 bilhões

Bradesco: R$ 4,5 bilhões

Santander Brasil: R$ 3,6 bilhões

BTG Pactual: R$ 3,5 bilhões

Votorantim: R$ 3,2 bilhões

Itaú: R$ 2,7 bilhões

Safra: R$ 2,5 bilhões

Banco do Brasil: R$ 1,3 bilhão

Caixa Econômica Federal: R$ 501 milhões

  • Fabricantes/Fornecedores

Samsung: R$ 1,2 bilhão

Nestlé: R$ 259 milhões

Apple: R$ 98 milhões

Mondelez: R$ 97 milhões

Semp: R$ 70 milhões

LG: R$ 52,8 milhões

Dell: R$ 36,8 milhões

Lenovo: R$ 31 milhões

Hershey’s: R$ 16,7 milhões

Neugebauer: R$ 15 milhões

  • Empresas de tecnologia

Google: R$ 94 milhões

Facebook: R$ 11 milhões

Twitter: R$ 304,6 mil

Confira a lista completa de credores:

Editora-assistente
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin