Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bê-a-bá Cripto: o que são futuros de bitcoin e como funcionam?

13/09/2020 - 11:00
Futuros de bitcoin são contratos firmados em dólares. Servem como uma taxa de referência de preço (em dólares) do bitcoin para que usuários tenham acesso a esse mercado, mas se protejam da exposição direta de sua precificação (Imagem: Pixabay/vjkombajn)

O bitcoin (BTC) é o maior criptoativo em capitalização de mercado (US$ 189,7 bilhões), atualmente com 57,76% de dominância.

Assim como qualquer criptoativo, também é altamente volátil e, durante a queda de mercados em março, seu preço caiu pela metade (para US$ 4,8 mil). Porém, no início de setembro, ultrapassou os US$ 12 mil.

Preço do bitcoin em US$ 10.267 deste gráfico foi obtido em 11‎ de ‎setembro‎ de ‎2020 às ‏‎09h45 (Imagem: Messari)

Negociação à vista (ou “spot trading”) — a compra e venda de bitcoin — forçou investidores a realizarem o câmbio de criptoativos em preços atuais. 

Será que existe uma forma de bloquear o preço de US$ 4 mil e obter os bitcoins daqui a alguns meses? Sim! Por meio de um contrato de futuros.

Contrato de futuros é um acordo entre dos investidores que obriga um negociador a comprar ou vender um ativo em um período específico, por certa quantia e a certo preço.

Por exemplo, seria possível pagar US$ 4 mil por 1 BTC no dia 30 de agosto. Você também poderia ser quem vende o bitcoin a um preço predefinido. Assim, você se expõe à criptomoeda de forma indireta e consegue obter rendimentos de acordo com sua estratégia de negociação.

Glossário cripto: estratégias de investimento

CME Group e TD Ameritrade são algumas empresas que inovaram no setor de derivativos cripto, assim como a Bolsa de Opções de Chicago (CBOE), que lançou seus futuros de bitcoin em dezembro 2017.

Já após o lançamento dos futuros da corretora Bakkt, cerca de 11 mil contratos são negociados todos os dias.

Segundo o Decrypt, nas últimas 24 horas, na Binance, foram negociados US$ 2,03 bilhões em contratos futuros; na Huobi, US$ 2,01 bilhões; na OKEx, US$ 1,85 bilhão; e na BitMEX, US$ 1,05 bilhão.

“Futuros de bitcoin são uma ótima forma de trazer mais liquidez ao mercado e também fornecer grandes oportunidades de arbitragem”, disse Nick Cowan, CEO do GSX Group, ao Decrypt.

“Futuros são uma parte importante da evolução das classes de ativos, pois fornecem um índice de referência — um valor justo — do que o valor futuro é, permitindo que arbitragem e liquidez entrem para o mercado.”

Faça como um samurai: invista em contratos de futuros (de bitcoin)! (Imagem: Unsplash/@krysamon)

Decrypt menciona um fato interessante: contratos de futuros são originários do Japão do século XVII, em que samurais eram pagos em arroz, mas estavam ocupados em suas atividades.

Para assegurar que esse arroz tivesse valor entre fevereiro e agosto, faziam contratos em que o pagador tivesse de pagar a quantia equivalente de arroz em agosto, independente de seu valor atual.

Algumas corretoras cripto, como a OKEx, têm taxas menores de negociações para esses tipo de contrato e, assim, permitem que investidores possam investir um pouco a mais do valor que gastariam apenas em taxas de administração.

Contratos de futuros de bitcoin permitem oportunidades de arbitragem porque não estarão em posse do investidor até a data de expiração. Em vez disso, são negociados como qualquer outro tipo de ativo pois, assim como o valor do bitcoin varia, o valor de diferentes contratos de futuros de bitcoin também varia.

Decrypt explica que existem três formas de fechar a posição de um contrato de futuros:

– “offsetting” (um tipo de compensação): um investidor cria outro contrato de futuro com valor e tamanho iguais, zerando suas obrigações conforme o equilibram;

– “rolling over”: como se fosse a compensação (“offset”) de uma posição, mas com uma data de expiração mais estendida;

– “expiry” (expiração): quando um contrato atinge sua data final e as partes que estão no contrato compram ou vendem pelo preço concordado.

Outro método de negociação é fazer o hedge (“hedging”), útil para quem deseja lidar com a volatilidade dos criptoativos.

Fazer o hedge é proteger a posição caso o preço de determinado criptoativo venha a cair, mas limita possíveis lucros, já que a pessoa concorda em vender 1 BTC a US$ 10 mil: se o preço subir, a pessoa pode lucrar; se cair, perderá dinheiro, mas será um risco limitado, pois 1 BTC ainda será vendido a US$ 10 mil.

É importante lembrar que investir em um contrato é uma obrigação séria e, se atingir sua data de expiração, o investidor tem uma obrigação legal de cumprir com o contrato.

Os contratos de futuros de bitcoin da CME são os mais famosos da indústria (Imagem: CME Group)

Confira mais notícias sobre derivativos de criptoativos (como opções e futuros):

Lançamento da CME Bitcoin Options foi um sucesso;

Futuros de bitcoin do CME Group estão quase atingindo novos recordes em agosto;

FTX lança contratos perpétuos ligados aos cem principais pools de liquidez da Uniswap;

Bit.com, corretora da Bitmain, aproveita mercado de alta e lança opções de bitcoin;

Corretora cripto dYdX lança contratos perpétuos para o token LINK;

Plataforma Opyn lança opções de vendas para o token Curve;

Devido ao aumento no preço do bitcoin, Bakkt registra recorde em mercado de futuros.

Confira, também, outros conteúdos específicos para que você entenda o passo a passo do mercado cripto na nossa série Bê-a-bá Cripto.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 11/09/2020 - 11:13