Bolsa brasileira dá as boas-vindas ao BITH11, ETF de “bitcoin sustentável” da Hashdex

06/08/2021 - 9:35
Ontem à tarde (5), a gestora brasileira Hashdex listou BITH11, seu segundo ETF cripto, na B3 (Imagem: Divulgação/Cauê Diniz)

Nesta semana cheia de novidades no mercado cripto brasileiro, damos as boas-vindas ao Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference Price Fundo de Índice (BITH11), que se torna o quarto produto desse tipo a ser lançado na B3.

Com cerimônia de lançamento na tarde dessa quinta-feira (5), o BITH11 se tornou o segundo fundo de índice (ou ETF) lançado pela gestora brasileira de criptoativos Hashdex, também conhecida por seu conjunto de fundos que oferecem diversos tipos de exposição à classe de ativos digitais.

BITH11 se apresenta como um ETF com 100% de exposição ao bitcoin (BTC), que irá operar de maneira ecologicamente responsável, replicando o desempenho do índice Nasdaq Bitcoin Reference Price (NQBTC), fundo constituído nas Ilhas Cayman e listado na Bolsa de Bermudas (BSX).

O novo ETF busca neutralizar as emissões de carbono decorrentes do investimento em bitcoin, com atenção ao consumo de energia no processo de mineração da criptomoeda — a fim de “acalmar o coração” dos investidores que se importam com o meio ambiente.

A empresa alemã Crypto Carbon Ratings Institute (CCRI) produzirá relatórios anuais com o cálculo e estimativas do consumo de energia e emissão de carbono relativos aos bitcoins adquiridos pelo fundo de índice-alvo do BITH11.

O limite dessas aquisições será o valor equivalente a 0,15% ao ano do patrimônio líquido médio do fundo no exterior.

No geral, ETFs são negociados em bolsa como se fossem a ação de uma empresa e ajudam investidores — que, no caso do mercado cripto, podem não ter conhecimento técnico para abrir conta em uma corretora, criar uma carteira digital ou acompanhar constantemente esse mercado — a se exporem indiretamente a esses ativos e a não ficarem de fora dessa inovação.

De acordo com Rogerio Santana, o diretor de relacionamento da B3:

O novo ETF oferece ao investidor exposição às variações do principal ativo digital do mundo, com todo o seu potencial de crescimento e reserva de valor, de maneira regulada, segura e sob metas de sustentabilidade.

Com o lançamento desse ETF, também aumentaremos a prateleira de produtos ESG da B3 disponíveis para o mercado.

Na cerimônia de listagem, Roberta Antunes, sócia da Hashdex e uma das primeiras mulheres a discursar no lançamento de um produto na B3, comentou:

Para nós, do time da Hashdex, o lançamento desse produto é especial e é totalmente alinhado com a nossa visão de um futuro melhor para todos nós.

Muito se fala sobre o bitcoin de maneira especulativa, mas a realidade é que o bitcoin nasceu da ideia de usar tecnologia para gerar condições para um mundo mais justo, mais igualitário e que cria para o indivíduo a habilidade de armazenar suas próprias riquezas, movimentar valores para qualquer lugar do planeta, independente do país em que se vive, do sistema político em que se esteja submetido, de gênero, cor ou classe social a que pertence.

Segundo Roberta, a Hashdex também irá investir em projetos de sustentabilidade no Brasil e no mundo.

Agora, investidores brasileiros contam com quatro ETFs de criptomoedas, também destinados para investidores em geral: HASH11QBTC11QETH11BITH11.

A expectativa é que ETHE11, o ETF com 100% de exposição ao ether (ETH) da Hashdex, também seja listado na B3 ainda em agosto.

Neste momento, o preço pré-mercado do BITH11 está a US$ 50,74.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 06/08/2021 - 9:46

Cotações Crypto
Pela Web