Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Café ‘indígena’ de Rondônia agrega qualidade ao status social e ambiental

13/11/2020 - 11:50
Café
Variedade de café da Amazônica desponta ampliada por fatores ambientais (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

Das mais de 2 milhões de sacas de café que Rondônia produziu nesta safra, boa parte saiu de lavouras indígenas sustentáveis em ambiente conhecido por agrofloresta.

Para uma variedade considerada de qualidade abaixo da do arábica, o robusta produzido no estado, ao ter já conferido prêmios de bebida gourmet, soma o valor sensorial ao valor social e ao valor ambiental.

O trabalho de produção de café na Amazônica, com os índios, desenvolvido pela Embrapa com agentes locais do governo estadual e a Funai, ganhou mais força em 2018, o que vem ajudando Rondônia a se consolidar como o 5º maior produtor nacional de café. E o segundo na variedade conilon (robusta), depois do Espírito Santo.

Três famílias da Terra Indígena Rio Branco, em Alta Floresta d’Oeste, foram as pioneiras. E no primeiro ano o índio Valdir Aruá conquistou o 2º lugar em Concurso de Qualidade do Café em Rondônia.

O reconhecimento da produção nos níveis qualitativo, social e ambiental tem, inclusive, oportunizado exportações com valor agregado para nichos de mercados europeus.

 

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 13/11/2020 - 12:02

Pela Web