Nasdaq e Hashdex: primeiro ETF cripto do mundo será oficialmente lançado na Bolsa de Bermudas

09/02/2021 - 12:28
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Após receber aprovação em setembro de 2020 e ter aparecido em manchetes internacionais, o primeiro ETF de cripto do mundo, desenvolvido pela Nasdaq e Hashdex, será oficialmente lançado na BSX (Imagem: Crypto Times)

Da S&P Global à CBOE Global Markets, empresas de Wall Street querem listar produtos de índice que irão servir como a base de um fundo negociado em bolsa (ETF) de cripto.

Nesta terça-feira (9), a Nasdaq pode se vangliorar desse feito.

A Nasdaq anunciou o lançamento oficial do fundo Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF, baseado no índice da gestora de criptoativos Hashdex.

O ETF será negociado na Bolsa de Valores de Bermudas (BSX), disponível a um pequeno grupo de investidores, já que não será negociado nos EUA. O ETF havia sido aprovado em setembro de 2020.

Ainda assim, o lançamento do ETF destaca o ritmo de progresso de tais produtos e as ambições de empresas de dados que visam fornecer alicerces informacionais.

Tanto a S&P Global como a CBOE anunciaram sua intenção de lançar índices cripto que, um dia, poderão servir de alicerce para tais produtos.

Já a Nasdaq explorou exatamente como pode entrar para o mercado de índices cripto por muitos anos antes de começar a desenvolver o índice Nasdaq Crypto Index (NCI) em julho de 2020.

A exposição ao ETF Nasdaq Crypto Index está disponível para investidores brasileiros por meio de três fundos que a Hashdex distribui no país. Estes fundos oferecem 20%, 40% ou 100% de exposição ao ETF.

Os produtos podem ser encontrados nas maiores plataforma de investimentos do país e atendem a todos os perfis de investidores.

Em entrevista ao The Block, Sean Wasserman, líder global de índices e soluções de consultoria da Nasdaq, afirmou que a empresa queria criar um índice de referência para a indústria que poderia “atender às necessidades do crescente interesse institucional”.

O NCI foi desenvolvido junto com a Hashdex, que licencia seu índice para seus fundos oferecidos aqui no Brasil, segundo Wasserman.

Wasserman disse que a Nasdaq queria que o índice capturasse exclusivamente os criptoativos mais líquidos e favoráveis para grandes instituições. Dessa forma, Nasdaq destacou os critérios essenciais exigidos para que uma criptomoeda — ou constituinte, na terminologia dos ETFs — seja incluída.

Segundo Wasserman, os constituintes têm de ser negociados em corretoras e custodiantes “principais” com ampla liquidez e volumes. Essas corretoras principais incluem Coinbase, Bitstamp, Gemini e Kraken. A lista de custodiantes principais inclui BitGo, Coinbase e Fidelity.

“Para que sejam elegíveis a participar do índice, quando houver o rebalanceamento, um ativo deve ter uma média diária em volume negociado, no par com dólar entre todas as corretoras principais, de até 0,5% em comparação à criptomoeda que possui a mais alta média diária em volume negociado”, segundo a metodologia do índice.

Discovery, Explorer e Voyager são os três fundos oferecidos pela Hashdex para diferentes perfis de investidores (Imagem: Crypto Times)

Também existe um comitê que supervisiona o desenvolvimento, que varia entre as unidades jurídicas, de produto e de negociação da Nasdaq. Alavancando a metodologia apresentada e o critério do índice, o comitê rebalanceia a composição do índice a cada três meses.

“Vimos um desenvolvimento na maturidade do ecossistema de criptomoedas, que pode ser explorado por um índice baseado em regras, como o Nasdaq Crypto Index”, disse Stephen Koshansky, chefe de produtos e pesquisa de ativos digitais da Nasdaq, em um comunicado de imprensa.

“A Nasdaq trabalhou de perto com a Hashdex para criar critérios para o índice, que são objetivos na seleção de ativos para representar o mercado de criptomoedas. Eles serão filtrados e examinados por bolsas e provedores de custódia confiáveis”, diz Koshansky. 

Isso é algo diferente dos outros índices que incluem constituintes baseados apenas na capitalização de mercado ponderada. Atualmente, os constituintes do índice HDAI incluem seis criptomoedas: bitcoin (BTC), ethereum (ETH), litecoin (LTC), bitcoin cash (BCH), chainlink (LINK) e stellar lumens (XLM).

A Nasdaq possui ambições globais para o NCI. Parecido com a forma que a Nasdaq se aproxima dos mercados de câmbio de tecnologia, que alimentam plataformas em todo o mundo, Wasserman afirma que o índice atua como a base para fundos em diversas geografias e tipos de clientes.

“Está nos primórdios”, disse Wasserman, se recusando a comentar sobre outras empresas que desejam desenvolver produtos com o índice. Wasserman espera que emissores alavanquem o índice para produtos de ETF e de investimento privado.

“Queremos qualificá-lo como um índice prático para investidores institucionais que querem acessar o mercado”, disse ele.

“ETF, derivativos de OTC [mercados de balcão]… Conforme o apetite das instituições aumenta, queremos que o NCI atue como o alicerce para todos esses produtos de investimento.”

De início, a oportunidade de receita será pequena para a Nasdaq, que está tomando uma abordagem de parceria e dividindo os lucros sobre o novo ETF com a Hashdex.

“Quanto mais ativos [parceiros] surgirem, mais receita poderemos gerar”, contou ele ao The Block.

“Com o suporte da Nasdaq, do seu agente de cálculo CF Benchmarks e da BSX, estamos extremamente felizes em trazer ao mercado o primeiro ETF de cripto do mundo. Essa é uma grande conquista que mostra a maturidade do mercado de criptomoedas, que conquistou um patamar de respeito em 2020. Além disso, o lançamento também consolida nossa presença como um player global relevante neste segmento”, afirma Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex, , em um comunicado de imprensa.

“O produto também deve acelerar a entrada de investidores institucionais em cripto, seguindo uma tendência que ganhou muito fôlego nos últimos meses.”

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 09/02/2021 - 12:28

Pela Web