Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Petro, a criptomoeda venezuelana, será usada para pagamento de impostos

12/11/2019 - 16:00
Maduro em sua tentativa de aumentar a adoção de sua criptomoeda estatal, estabeleceu que todos os impostos devem ser pagos e que a Petro deve ser usada como unidade de troca (Imagem: Twitter)

O governo Maduro decretou em 06 de novembro que todos os impostos e pagamentos no país devem vir com as informações expressas sobre se o pagamento foi feito via bolívar, a moeda corrente ou em Petro (PTR), a criptomoeda criada pelo governo, lastreada nas divisas em dólar e petróleo do país. A Petro foi lançada em 2018 para fazer frente às sanções impostas pelos EUA que obstruíram a condição econômica do país e alimentaram a crise econômica. Também restringiu as fontes financeiras globais, que o governo está tentando consertar. De acordo com jornal venezuelano Panorama.

A Petro não alcançou a atenção da nação e a tração internacional. Sendo um ativo de difícil obtenção por parte da população mais pobre. No entanto, o governo venezuelano ainda está convicto em usá-la como curso forçado em paralelo ao enfraquecido bolívar. Leia mais aqui.

Para incentivar sua adoção, o líder venezuelano Nicolas Maduro ordenou que o maior banco do país o aceitasse, entre outras medidas. Leia mais aqui.

Contudo, é importante frisar que o governo com seu aparato de segurança e inteligência, há tempos vem confiscando equipamentos de mineração e prendendo qualquer um que se aventure a minerar criptomoedas em seu território, como relatado aqui.

A Venezuela possui o maior volume de transações de Bitcoins das Américas. No dia 02 de setembro foram transacionados na Plataforma P2P Localbitcoins cerca de 2.487 BTC. Na mesma data no Brasil foram transacionados somente 527 BTC.

A informação foi divulgada por meio de uma declaração, publicada no Twitter e emitida pelo Conselho Nacional de Comércio e Serviços (Consecomercio).

O presidente do Consecomercio, Felipe Capazzolo, garantiu que a renda que os comerciantes de Caracas recebem é insuficiente para pagar os impostos em Petro.

“Não está claro para nós se o uso dessa unidade de troca para definir um parâmetro para arrecadar impostos é realmente eficaz e de acordo com a realidade de que as empresas estão vivendo”, afirmou ele em entrevista à Rádio Unión.

 

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Leandro França de Mello - 12/11/2019 - 16:20