Açúcar bruto reverte mínimas e avança na ICE; café arábica também fecha em alta

21/06/2021 - 19:01
Cana-de-açúcar
Operadores afirmaram que players entraram no mercado após fundos continuarem desenrolando suas posições compradas em açúcar nesta manhã (Imagem: REUTERS/Desmond Boylan)

Os contratos futuros do açúcar bruto na ICE fecharam em alta nesta segunda-feira, revertendo quedas de dois meses atingidas anteriormente na sessão, com participantes usando oportunidades de liquidação por especuladores para comprar no mercado.

O café arábica também se recuperou de perdas anteriores, e fechou em alta, com fundamentos permanecendo otimistas.

Açúcar

O açúcar bruto para julho ​fechou em alta de 0,35 centavos de dólar, ou 2,1%, em 16.78 centavos de dólar por libra-peso, após recuar para a mínima desde meados de abril, em 16,19 centavos de dólar por libra-peso.

Operadores afirmaram que players entraram no mercado após fundos continuarem desenrolando suas posições compradas em açúcar nesta manhã, seguindo a liquidação vista na semana passada.

Apesar do cenário continuar incerto, e os custos de frete manterem alguns compradores longe dos mercados físicos, os corretores afirmaram que a queda recente fez com que o mercado atraísse mais consumidores.

Algum suporte também veio da paridade etanol-açúcar no Brasil, disseram eles, com vendas de biocombustível sendo mais rentáveis que as exportação de açúcar, com os preços do etanol avançando no país.

O plano do governo da Índia de aumentar gradualmente a mistura de etanol na gasolina, poderia ser a maior mudança no mercado mundial de açúcar desde a reforma do açúcar na Europa, e possivelmente levar a um mercado otimista, segundo um relatório deste segunda-feira.

Açúcar branco para agosto fechou em alta de 2,30 dólares, ou 0,5%, em 425,70 dólares a tonelada.

Café

O café arábica para setembro fechou em alta de 2,1 centavos de dólar, ou 1,4%, em 1,5405 dólar por libra-peso, se recuperando após atingir anteriormente a mínima desde meados de maio, em 1,4905 dólar.

Operadores afirmaram que o mercado permanece apoiado pelo cenário de ofertas limitadas no próximo ano, apesar da melhoria nos resultados da safra de 2022 no Brasil, após chuvas leves no país nos últimos dias.

As exportações de café estão com fluxo normal novamente na Colômbia, após recentes paralisações devido aos protestos anti-governo.

Café robusta para setembro fechou em alta de 1 dólar, ou 0,1%, em 1.617 dólares a tonelada.

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 21/06/2021 - 19:01

Pela Web